A TV e os Estaduais



Finalmente parece que os Estaduais, a maioria sem graça, começam a incomodar as emissoras de TV, leia-se Globo e Bandeirantes, preocupadas com a audiência.

Na Globo a discussão é sobre como vender ao público os Estaduais, especialmente na fase inicial, repleta de jogos sem interesse. Excetuando os clássicos, fica difícil chamar o telespectador, que estaria procurando outras alternativas de lazer em vez de ver meros amistosos na TV. Que nem de luxo são.

Assim como já fizera no ano passado, a Globo decidiu não mostrar nenhum jogo do Paulista no sábado de Carnaval, porque considerou que não havia partida que merecesse ser exibida. E seguiu sua programação normal. A Bandeirantes fez o mesmo.

A expectativa era o clássico de ontem, entre Corinthians e São Paulo, que já monopolizava as atenções desde a semana passada. Clássico pela Libertadores, claro.

Na Globo já se debate se os Estaduais não ocupam um espaço exagerado no calendário, algo que o Bom Senso alertou e antes do movimento de jogadores a própria mídia vem alardeando há tempos.

A presença dos grandes nos Estaduais deveria ser rediscutida, já que a preocupação mesmo é a Libertadores. E quem não participa dela acaba fazendo uma pré-temporada de luxo nos Estaduais. Nada mais que isso.

Ser campeão em SP ou no Rio agora não é a mesma coisa quando comparado há outras épocas, como nos anos 70 e 80. O futebol e o interesse do torcedor mudaram. Está mais globalizado e menos regionalizado.

Não deveríamos repensar os Estaduais? Sim. E é bom que a própria Globo finalmente comece a se mexer em relação ao problema.

Antes que afirmem que ela pode deixar de os exibir ou comprar os direitos de transmiti-los, a resposta é não. Até porque, se eles não rendem muitos pontos à própria Globo, ela não gostaria de ver o produto na concorrência. Só por isso vale a pena ter os direitos.

Mas a discussão, felizmente, está aí. E agora com quem paga a conta.



  • Mario

    A verdade é que existe uma overdose de jogos de futebol ruim no Brasil , a Globo tem q entender q precisa diminuir o numero de jogos e aumentar a qualidade deles para aumentar audiência e não exigir 90 jogos por ano para transmitir.

    para mim é simples , muda o estadual para formato de mata-mata em de jogo unico na casa do adversário mais fraco de serie B , c e d e adversário da serie A por sorteio , se der empate decide nos penaltis e no maximo tendo 8 datas , vira uma competição rapida e mortal sem enrolação .

    • janca

      O que tem que ser rediscutido, a meu ver, é a participação dos grandes nos Estaduais. Não podemos nos esquecer dos pequenos, mas do jeito que está eles, os pequenos, estão morrendo. Porque mesmo quando pegam os grandes não atraem torcedores. Afinal os jogos não passam de amistosos. Nem de luxo diria que são.

      • Mario

        concordo , mas temos q ser realistas a estrutura do futebol brasileiro tem a base politica da CBF mantida pelas federações , ai é mexer na estrutura de poder faz a CBF e a Globo morrem de medo de perder o controle do futebol sendo os dirigentes de clubes grandes tem mais medo ainda de assumir o poder q deveria ser deles.

        verdade é q os pequenos de serie D para baixo como acontece na Inglaterra deveriam ser considerados amadores e não profissionais.

  • joe LHP

    Os estaduais são muito mal organizados e promovidos, quem entende a tabela do Paulista???Acompanho futebol desde pequeno e nunca vi uma formula tão bizarra de disputa e olha que já vi muita coisa estranha, colocam clássico que é o filé mignon entre jogos da Libertadores o que causa desinteresse nos clubes que disputam a Libertadores, mtos clubes, mtos jogos, o torcedor não deixou de gostar do futebol apenas está deixando baixar a espuma da cerveja, bebida aliás que faz falta em nossos estádios.

  • Jocinei

    Janca acho que os estaduais deveriam ter os grandes só numa fase final . O Paulistão deveria ser disputado por 8 clubes ( 4 grandes + seletiva ) . Poderia ser jogado em 8 datas , com todos se enfrentando em turno único e uma final também em jogo único . Então seriam 7 rodadas e seis clássicos ,fora a final . Os outros clubes jogariam uma seletiva pelas 4 vagas e a CBF deveria criar uma quinta divisão nacional regionalizada para os pequenos jogarem durante o ano todo .

  • Raphael

    Acabem com os estaduais, aí nós não vamos perder de 7 pra Alemanha, vamos perder de 10.

    • don pepito

      Não, tem que manter os estaduais. São tradicionais, e tem os clássicos, a tradição de zoar o adversário no dia seguinte e… epa… gol da Alemanha.

  • Victor Dunstan

    Fala Janca…duro é ver qie a band não apita nada,ela apenas transmite os mesmos jogos que a globo,logo tendo menos ibope seria melhor transmitir outro jogo,mas sempre a mesma coisa

    • janca

      A Globo, que comprou os direitos, Victor, não deixa a Globo transmitir outro jogo, por isso as duas transmitem as mesmas partidas.

  • Eduardo Berti

    Grande Janca,
    Não queria o fim dos estaduais pois muitos craques surgiram neles porém concordo q algo precisa ser feito.
    Poderiam fazer uma mescla com um Rio-SP e de alguma maneira adiar a entrada dos grandes até certa etapa….
    Sei lá, essa não é uma solução fácil!
    Mas adorava ver um Rio-SP
    Abs
    Eduardo

MaisRecentes

O futuro de Cuca



Continue Lendo

Goleiro são-paulino



Continue Lendo

Protestos à vista



Continue Lendo