Insatisfação no Maraca



O grupo Odebrecht está descontente com a gestão do Maracanã. Ele não estaria tendo o retorno esperado, seja pela complicada situação econômica do país, que tem levado a uma retração nos investimentos, seja pela celeuma que marcou o início do Estadual do Rio, com a federação, ao lado do Vasco, impondo redução dos preços no estádio e brigando com Flamengo e Fluminense sobre as entradas no Maracanã.

Para a Odebrecht, trata-se de mais um prejuízo. Mas certamente muito, muito menor do que o que já sofre com a operação Lava Jato, que tem acuado as principais empreiteiras do Brasil.

O fluxo de caixa do grupo já não seria o mesmo de outrora e não será surpresa se o estádio, ainda antes da Olimpíada, mudar de mãos.

Para agravar o caso, até agora há interrogações sobre o contrato de concessão do complexo Maracanã. O governo do Rio, depois de muita pressão, resolveu altera-lo e manter o estádio de atletismo e o parque aquático que, originalmente, seriam destruídos.

Se a Odebrecht cair fora, a tendência é que o Maracanã volte para as mãos do governo, que passaria a administra-lo. Acho o mais correto, pois se teve condições de reformula-lo e reconstruí-lo todo, em tese deveria ter para geri-lo também. Difícil ver no Brasil governos gastando o que têm e o que não têm para erguer elefantes e depois entrega-los de bandeja à iniciativa privada.

Outra possibilidade é tentar arrumar nova concessionária, se de fato o grupo Odebrecht, mais cedo ou mais tarde, cair fora do negócio, hipótese que ninguém da construtora confirma, pelo menos não oficialmente. Inclusive porque as empreiteiras hoje têm coisas mais importantes com as quais se preocupar…



  • Mario

    Maracana na mão do governo é mais um cabide de empregos , arma politica e ainda mais corrupção de desvio de dinheiro eterno , tem q entregar a administração do estadio aos clubes , eles que vão usar e vão ter q pagar a conta .

    • janca

      Entendo e até sou obrigado a concordar com você sobre o Maracanã nas mãos do governo. Mas temos que lutar pra que as coisas não continuem assim. Se o contribuinte bancou a reformulação do estádio, caríssima, aliás, por que o grupo Odebrecht tem que lucrar com ele? Com um Estado moderno, eficiente e eficaz à frente, o Maracanã poderia ter lucro. Mas talvez eu esteja vivendo na utopia mesmo… Agora sobre os clubes discordo totalmente. Não conseguem nem administrar seus próprios problemas, merecem um estádio de presente para gerir? De jeito nenhum.

      • Alexandre

        sabemos que não é de presente que os clubes ganhariam o direito de administrar o maraca. o botafogo administra o engenhão mesmo sendo o botafogo. pq o Flamengo, agora bem administrado, não poderia ganhar uma concessão do maracanã? é o trem pagador do estádio mesmo. acredito que o futuro do maracanã é ficar nas mãos de um consorcio formado por flamengo e fluminense. são os clubes que estão buscando se organizar, pagar o que devem e não gastar mais do que arrecadam. a solução menos danosa sem duvida seria essa.

        • janca

          Sou contra, como sempre fui contra o Engenhão ficar nas mãos do Botafogo, que mostrou, com Maurício Assumpção, que não administrar os própris problemas podia. Os clubes e seus dirigentes, como gestores, têm sido muito, muito ruins. E na média continuam sendo, Alexandre.

          • Renis

            Janca, sabemos que os clubes, Flamengo e Fluminense, sempre são bagunçados e não conseguem encontrar uma gestão sustentável. Mas eu acho melhor que os clubes fiquem com o Maracanã, do que qualquer outro consórcio. O dinheiro que a torcida paga deve ir para os clubes e para manutenção do estádio e não para o bolso da iniciativa privada. O que ela contribuiu com clube? Ela só quer preços exorbitantes de ingressos e a consequência disso é ver o maracanã vazio e povo fora do estádio.

          • janca

            Entendo sua posição, mas ainda assim sou contra. O Maracanã era um estádio do Rio, não de clube A ou B. O único, aliás, que tem estádio próprio, já que o de Laranjeiras, tão pequeno que é, não conta, é o Vasco entre os grandes do Rio. E os clubes têm outras formas de ganhar dinheiro. Devem melhorar sua gestão, como, aliás, já está fazendo o Flamengo. Isso é relevante.

      • 80% do PIB do estado do rio de janeiro esta na mãos dos torcedores flamenguista, o Maracanã deveria ser nosso !

        • Bruno

          “dos torcedores flamenguista”. Esse é framenguista mesmo!!!

        • Rafa

          Prove essa afirmativa, por favor.

      • Vaz

        Janca, estádios não devem ser “presente” e não existe razão para isso e sim compromisso sendo; não cumpriu, cai fora ou privatize, não interessa quem vai ganhar dinheiro desde que funcione e bem, sem corrupção e dentro da lei. O que não posso concordar é com esta coisa de Brasil em que tudo deve ser bancado pelo estado. Acabo de ver pesquisa onde estre as coisas que afastam o público dos estádios, está a violência disparado com mais de 60% das respostas e o preço de ingresso aparece como 5ª ou 6ª razão, com menos de 7%. Como ter lucro com a tese do achismo que achava que ingresso caro é o problema de estádios com público meia bomba e por isso tem que ser barato e subsidiado. Como se vê, isso não é verdade.
        O fato de elefantes brancos ou não, não justifica o estado bancando estádios e atividade privada e futebol diferentemente de que se acredita é privado. Falta tudo neste país e pior o que mais é importante, educação, saúde e segurança e o que menos precisamos é estado cuidando de estádios para que ingressos sejam baratos e banquemos no final através de impostos toda a ineficiência e demagogia.
        Nunca funcionou e porque agora vai funcionar?
        Se o estádio não é rentável, feche. Está na hora de acabarmos sim é com a violência para que possamos ir a estádios de futebol sem levarmos com uma privada na cabeça para assistirmos espetáculos medíocres de clubes falidos que não conseguem sustentar-se com bilheteriasi. Queremos futebol de primeiro mundo com preços e mentalidade de 5º. Não funciona.
        Quanto fatura Barcelona, Real, Manchester, Liverpool? Seus jogos são baratos? Há! Mais lá é primeiro mundo, o exemplo não serve. Conversa. Espanha enfrenta mais de 25% de desemprego e uma crise que já dura mais de 5 anos, a vida na Inglaterra não anda barata e desemprego por lá não é exatamente baixo mas resolveram o principal; violência. É isso que afasta quem quer ir ao estádio e pode ou quer pagar e não preço e daí por tabela como cobrar e tornar tudo rentável.
        Wembley custou mais de US$ 1 Bi e é usado para shows, Olimpíadas, eventos de toda sorte, é rentável e sem frescuras de que estraga o gramado. Eficiência e lucro são o segredo agora criarmos secretarias e cabidões de emprego comandadas por demagogos e oportunistas de plantão atrás de palanque político é que não dá.
        Lancem edital com regras claras acompanhado de perto por órgãos reguladores e que concorra quem oferecer melhores serviços. Se clube ou empresa, não importa, o que importa é conforto, segurança e um bom espetáculo e não joguinhos sem importância, com marginais travestidos de torcedor tomando conta do pedaço em estádios caindo aos pedaços.
        Maraca? Estava na mão do estado e sua marquise caindo e ninguém sabia ou não estava nem aí, até que mata-se uma centena ou mais de pessoas e aí viria as palavrinhas mágicas no Brasil que serve para acobertar a negligência criminosa: fatalidade ou é coisa dos meus adversários políticos

        • janca

          Também acho que estádio não pode ser presente, Vaz, e não me conforma que tudo tenha que ser bancado pelo Estado, Estado, aliás, do qual temos de nos defender, parece que não está aí para nos apoiar. Repito: dele, infelizmente, temos de nos defender. Gastam fortunas acima do esperado para construir arenas e depois as repassam (e mal) à iniciativa privada. Como se o ônus tivesse de ser do Estado (e da gente) e o bônus para empreiteiras, como estamos vendo aí. Não sou contra privatizações ou concessões, seja lá o nome que o governo prefira dar a elas, mas contra essa política de construir às nossas custas e na hora de gerir, por pura incompetência do governo, presentear a iniciativa privada. E nesse caso o grupo Odebrecht. Sendo que, se lembrarmos bem, até o grupo de Eike Baptista fazia parte do consórcio na origem, não?

  • Nilson

    Fonte: Ascensorista do prédio onde está a Odebrecht.

    • Nilson

      O jornalismo brasileiro é um lixo.

    • janca

      Ascensoristas sabem mais do que você imagina. E empregadas domésticas, motoristas, mensageiros… Se você prefere ficar apenas nas fontes oficiais, ok. Sobre seu rancor, que não é de hoje, diz mais respeito a você do que a mim. Quem vive amargurado não sou eu. E valeu pela audiência.

      • Nilson

        Acabou de dar um atestado de que o jornalismo esportivo é um lixo mesmo. Comprovou o que eu disse sobre as fontes que o jornalismo esportivo lixo tem.

        • janca

          Acha que a fonte é ascensorista? Se for advogado pra você melhora? Jornalismo à parte, sinto por sua amargura. Mas sei que é fã do blog, pois está sempre por aqui, comentando as questões abordadas. E colocando sua raiva pra fora, o que deve te fazer bem. Se sua vida vai mal, nada tenho com isso, mas desejo melhoras. E um pouco de bom humor e leveza. Abs. e que venham dias melhores e mais suaves pra você

          • Emerson

            Tudo pela audiencia!!!! lembre-se, não é só fã que acessa seu blog, críticos tb acessam… veja meu exemplo, entro aqui sempre pela chamada, nunca pelo autor… e sempre, digo SEMPRE, analiso o conteudo como fraco e sem fontes de credito… Vamos deixar um recado para os anunciantes e patrocinadores do SEU blog: se está aqui, pode ter certeza que não compro os produtos…. Está na hora dos anunciantes observarem que numeros de cliques não significa credibilidade da página.
            Janca, vc é muito fraco e totalmente desrespeitoso com os leitores. Se queres viver livre de criticas, acho melhor você não trabalhar com o publico… é melhor procurar um trabalho onde não será exposto

          • janca

            Não trabalho com patrocinadores e vínculos comerciais com A ou B. E tenho direito de colocar minha opinião, inclusive para sujeitos grosseiros e desrespeitosos como você. Divergência de opinião é uma coisa, falta de educação, outra bem diferente. E se fizesse tudo pela audiência estaria publicando outros tipos de post. Acorde, por favor.

          • janca

            Aliás não tenho a menor ideia do número de cliques. Não sou ligado nisso, Emerson. Mas direito de resposta eu tenho, assim como você tem o direito de colocar sua opinião. Não quero viver livre de críticas, mas uma coisa é crítica, outra é falta de educação, como vimos em um ou outro caso.

  • Mauro

    Caro Janca.

    O grande problema de governo assumir a administração do Maracanã é que em 1 ano o estádio estaria totalmente desfigurado,abandonado,sem manutenção, como era o antigo, onde faltava vasos sanitários,torneiras urina por todo lado,cadeiras quebradas, sujeiras por todos lados, e seu administrador se enchendo de dinheiro como nos tempos da Suderj do Chiquinho.,lembra-se..

    • janca

      Tem razão, Mauro, mas em tese eu sou contra o governo, com dinheiro dos contribuintes, gastar uma fortuna e depois entregar de bandeja para a iniciativa privada lucrar ou tentar lucrar. Pois fáceis as coisas não andam para o lado da Odebrecht. E lembro dos tempos que você citou sim, Mauro. De tristes lembranças em termos de gestão, concordo.

  • Janca , não quero ser ofensivo , até porque és um dos poucos jornalistas educados . Mas estãs sendo inocente demais nessas percepçào ( ou informação ) de que o Consórcio Maracanã está pensando em sair da operação . Esses sinais enviados pelo Consórcio não passam de uma estratègia de negociação . Lido com isso há anos . Como o contrato terá que ser revisto em função de alterações na obra que envolve todo o projeto , nada mais adequado , para o Consórcio , que sair anunciando a sua insatisfação , pois , assim , a tendência é que a outra parte seja menos voraz na tentativa de levar vantagem . Nada mais básico no mundo dos negócios . E outra , esqueça essa picuínha da FFERJ em relação aos preços dos ingressos ( com meia-entrada universal ) . Isso já caiu por terra . O Consórcio , infelizmente , vai ficar . Digo infelizmente pela miopia dos governantes fluminenses , que , com a concessào , enfraquece um dos maiores ativos do Estado , os 4 grandes do Rio . Esses clubes contribuem , e muito , com a economia do estado . Para você ter uma idèia , o Maracanã , que recebeu 50 mil visitas em Janeiro , é o terceiro ponto turístico do Rio mais visitado , perdendo apenas para o Cristo e para o Pão de Açúcar .

    • janca

      Mas oficialmente o consórcio não está anunciando a insatisfação, se bem que alguns de seus integrantes, se não oficialmente, sim. Pode até ser estratégia de negociação, e talvez eu esteja sendo inocente, como você colocou. Mas que há insatisfação, há. Porque projetavam um 2015 mais animador, cenário que já mudou logo no início de temporada, esperavam resultados menores e a Odebrecht, como tantas outras empreiteiras, está bem preocupada com a Operação Lava Jato. Que mina as finanças da empresa. Enfim, aguardemos… Situação pior vivem os elefantes brancos, como os estádios de Cuiabá, Manaus, Natal… Umas das heranças da Copa, Silvio.

  • ENGRAÇADO ESSE JANCA, ELE FALA EM NÃO DEIXAR OS CLUBES DO RIO GERIR O ESTADIO QUE ELES MESMO DÃO O ESPETÁCULO. ONDE SEM OS CLUBES O MARACANÃ FICARIA AS MOSCAS. FALA TBM EM DAR DE BANDEJA UM ESTADIO, MAS ELE ESQUECE QUE DERAM UM ESTADIO PARA O CORINTHIANS, OUTRO P/ O GREMIO, REFORMA PRA INTER, REFORMA PRA PALMEIRAS ENTRE OUTROS E QUE COM CERTEZA FOI FEITO COM JEITINHO BRASILEIRO PARA A COPA E COM CERTEZA COM DINHEIRO PUBLICO. PIADA…

    • janca

      Você está mal informado sobre alguns estádios que cita aí. Em relação ao do Corinthians fui crítico desde o início, já que viabilizado com recursos e benefícios públicos, algo em relação ao qual sempre fui contra. Embora o estádio, ao contrário de alguns elefantes brancos, seja viável. Assim como o Maracanã também é.

      • Lino

        Janca, pelo amor de Deus, sempre que posso leio suas publicações e acredito na sua imparcialidade…..a Arena Corinthians foi erguida com grana do BNDS(que qualquer empresa pode apresentar um projeto, pegar o empréstimo e depois tem que devolver dentro prazo combinado, foi montado um fundo pra isso), empréstimo bancario pra complementar o valor do BNDS(que tb será pago dentro do prazo estabelecido) e os CIDS (que são beneficios para quem contruir algo que desenvolva a região, no caso a de Itaquera)….Quando vcs escrevem sobre a Arena Corinthians, sempre dão a entender que roubamos a população!….se há ilegalidade nessa operação então que se mostre as provas e prendam todos envolvidos!…..torcedores rivais falarem sobre isso até entendo, pois faz parte das brincadeiras, mas jornalistas que tem o poder de influenciar pessoas através das mídias com publicações e comentários para atingir certo grau de audiência acabam caindo no descrédito!!…..abs

        • janca

          Foi erguida, Lino, graças a recursos e benefícios públicos como você mesmo colocou. O BNDES é um banco público, assim como a Caixa, embora a segunda nada tenha a ver com o estádio. E os certificados que você citou também são benefícios públicos, quer você queira, quer não. Abs.

  • joe LHP

    A iniciativa privada tem como objetivo simplista o lucro, e claro, contando que os clubes tbm querem a sua margem de lucro é lógico que iria encarecer o ingresso ainda mais no Rio onde a “gratuidade” beira ao absurdo, lembrando que essa gratuidade é rateada pelo público pagante, pois bem, se o estado não queria isso, que tivesse continuado com a gestão, agora aguenta o chororô do consorcio.

    • janca

      Na questão dos ingressos desde o início me posicionei favoravelmente ao consórcio e à posição de Flamengo e Fluminense.

      • carlos eduardo

        Você podia fazer um post sobre o Eurico achar que está na década de 90 ainda. Querendo mandar e desmandar como na época do caixa d’água.

        • janca

          Já tratei disso quando abordei a questão dos preços dos ingressos no Maracanã, imbróglio que opôs o dirigente vascaíno e a federação ao Flamengo e ao Fluminense, Carlos Eduardo.

  • Chistian

    Só se esquece que a manutenção do estádio sendo administrado pelo governo será bancada por nós contribuintes. Os jornalistas se esquecem que depois de construir tem de manter e neste caso será com o nosso dinheiro e sem preocupação que o estádio produza resultado. Eu não tenho problema nenhum do governo construir alguma coisa e depois conceder e vender porque eu sei que será meu dinheiro que seria usado para manter, algo que os jornalistas parecem esquecer. Queria perguntar se você já fez a conta de quanto custou a manutenção do Maracanã e todas as reformas ao longo dos anos em que era da SUDERJ acho que vocês deveriam fazer talvez fiquem impressionados com o número e comecem a repensar esta ideia de que só porque o estado construiu não pode vender e conceder.
    Só para lembrar teve uma vez que teve que colocar pilastras na cadeira para ajudar na sustentação da estrutura que estava deteriorada, lembra, acho que não jornalistas esquecem estes incidentes, bem como alambrado caindo entre outros.
    Aeroportos foram concedidos, estradas entre outros e você acha que os concessionários não vão lucrar?????

    • janca

      Se os concessionários podem lucrar, o governo também deveria poder. O que não aprovo é gastar uma fortuna com dinheiro do contribuinte e depois entregar de mão beijada para a iniciativa privada. Isso deveria ter sido pensado antes da Copa, mas o governo não quis o debate e até hoje há pendências no contrato, acredite ou não.

      • Chistian

        Onde e quando que o governo conseguiu lucrar????? Onde e quando o governo conseguiu ser eficiente em um mercado com concorrência???? Tudo que foi concedido neste país foram gastas fortunas, as estradas muitas delas já duplicadas como BR060 e 153 e foram concedidas, aeroportos já com obras em andamentos e foram concedidos. Pense na fortuna que o governo vai deixar de gastar para manter esta infra-estrutura. Governo é bom para cobrar, isso ele é bom.
        Maracanã da SUDERJ era lucrativo, claro que não, o estádio não tinha boa manutenção e chegava um momento em que o reformava ou fechava e você acha que estas reformas foram as melhores???
        Aliás a concessionária paga um valor mensal ao governo, isso não é de mão beijada, pode não ser o valor para cobrir o que foi gasto na reforma, mas é muito melhor do que gastar dinheiro na manutenção do estádio.
        As pendências que existem é porque o governo cedeu a galera que queria preservar o esqueleto do museu do Índio(abandonado depois de 2013) e o estádio Célio de Barros que agora também não pode ser utilizado, e vamos empurrando com a barriga, esse é Brasil.

        • janca

          Que o governo é um lixo não tenho dúvidas. Mas se não pode manter, que não gaste fortunas construindo. Com dinheiro do contribuinte. Por isso defendo mais técnicos e menos políticos nos ministérios e também no segundo e terceiro escalão. Mas do jeito que são as coisas… Estamos vendo aonde acabamos parando. Crise econômica, crise hídrica, crise energética… Precisamos de uma reforma política para ontem. Mas ela não passa. Porque não interessa justamente à classe política, Christian. Imagino que esse seja seu nome. Com r depois do h… Abs.

  • Do jeito que Eurico Miranda quer.

  • Jose Carlos FERREIRA

    Uma vergonha…fizeram e superfaturaram a obra com a “conivência” de pezão /emop…fecharam o Engenhão para não ter concorrência, superfaturaram a obra com a “conivência” da riourbe / paes e fizeram aquela porcaria que está lá = vergonha para a engenharia brasileira…agora que sugaram o que podiam…devolver…é a empresa mais corruptora do Brasil , é citada, mas deve pagar os tubos para não aparecer no lava jatos, aeroportos, estadios…etc…

  • Rômulo

    Caro Janca o estado NUNCA lucrou com o Maracanã, e ocusto com a manutenção em 6 anos pagam o valor da reforma, nao adianta pensarmos em que o governo vai lucrar com o novo maracana porque nao vai, ja esta dificil para os proprios clubes que sao os donos do espetaculo de fechar um jogo no azul, seria uma grande perda de tempo supor que um dia o maracanã daria lucro, o fato é que se voltar para as maos do governo quem pagara a conta seremos nós!!
    a melhor e mais correta saída é entregar para o flamengo e fluminense juntos gerir assim como milan e inter fazem… o estado so teria o lucro em cima dos impostos, os clubes poderiam atrair patrocinadores para continuar oferecendo um estadio confortavel e moderno para a população e gramado em otima condição para os profissionais… e elaborar planos de socio torcedores mais claros e concretos aumentando assim o numero de torcedores nos jogos!!!
    lembre-se FLAMENGO E FLUMINENSE são patrimonios do estado a cidade de Madrid lucra muito com o Real Madrid e por isso financia o clube

    • janca

      Nunca lucrou por ser incompetência. Por que a iniciativa privada lucraria? Agora na hora de gastar os tubos para reconstruir o Maracanã não poupou a grana do contribuinte. Não sou contra privatizações, não sou mesmo. Sou contra o Estado investir uma fortuna em um estádio e depois repassa-lo para a iniciativa privada por pura incompetência para geri-lo. Para construir dá, para gerir não? O erro está na origem, Rômulo, não é de agora.

    • janca

      Agora só falta o Estado financiar Flamengo e Fluminense. Se bem, que dadas as dívidas dos clubes em geral, de certa forma já acaba fazendo isso, Rômulo. Abs.

    • Rafa

      Espere um pouco, até onde eu sei, o Maracanã foi construído e reformado com dinheiro de vascaínos e botafoguenses também, clubes que possuem uma bela história no estádio. Sem essa de entregar o estádio para a dupla fla-flu.

      • Mauro

        Caros amigos,

        Acho que seria fim de tudo se os clubes do Rio administrassem o Maracanã, eles não conseguem administrar o falido Campeonato Carioca, imaginem o Maraca.

  • Gustavo

    Abaixe os preços dos ingressos que o consórcio terá lucros pois independente do espetáculo o carioca sempre gostou de frequentar estádios desde que o preço aplicado seja acessível ao seu bolso.

  • Rômulo

    obs: Para o estado(no caso de voltar para o estado) assim como o consorcio ter lucro e os times não fechar no vermelho quem paga a conta diretamente somos nos pq o clube tem que trabalhar com ingressos caros o que esvazia o estadio, ja estando na mao do clube livre de pagar consecionaria daria para repassar essa economia para os torcedores dimuindo o preco do ingresso e aumentando o publico….

  • Wagner

    Deveria o Maracanã voltar para o Estado..e o Flamengo e o Fluminense pegarem para administrar..Como um tempo atras fez o Milan e a Juventus, onde o San Siro era dos dois clubes..eu acho boa a ideia…Só que dirigentes do Brasil e muito clubista..não pensa em crescer juntos..

  • Marcelo

    A discussão, ao que me parece, remonta a tempos em que o Brasil ainda era candidato a sediar a Copa. O presidente Lula deveria ter se cercado de empresas que estariam dispostas a reformar, e quem sabe, administrar o(s) estádio(s). Só foi posto dinheiro público porque não havia dinheiro privado. Daí o problema. E se não havia, era melhor não ter Copa em 2014 por aqui. A contra-partida é essa aí. Empresas “parceiras” do governo em diversos esquemas se apoderando das facilidades geradas em contratos super faturados na Petrobras e outras estatais e ainda administrando uma concessão gerada a partir do investimento realizado com nosso dinheiro. Não acho que a concessionária entregará o Maracanã. Não acho que o Maracanã seja viável somente com o futebol pouco empolgante dos clubes do estado. Não acho que o Maracanã seja viável num campeonato estadual há anos esvaziado, inclusive pela imprensa. Nesse momento, o Engenhão deveria ser o palco dos jogos de maior procura deixando o Maracanã apenas para a fase final. Peca-se pela falta de administração sempre. O grupo concessionário não realizou um evento sequer no estádio durante as férias do futebol (poderia haver jogos de futebol americano, baseball, shows, campeonatos de poquer, etc..). Como obter lucro?!

    • janca

      Marcelo, sobre o fato de a discussão remontar aos tempos em que o Brasil ainda era candidato a sediar a Copa concordo. Só que então diziam que não haveria um centavo de dinheiro público nos estádios e não se viu outra coisa, né? Abs.

  • alex

    Até nisso urubus e gambás são iguais : Querem um estádio de graça, mamar nas tetas do governo. Não possuem condições de construir e querem meter a mão grande do que não é seu, aliais hábito comum desses dois.

  • Jefferson Telles

    A SUDERJ INFORMA: Sai Odebrecht, entra Flamengo.

  • Rafa

    O Maracanã é tão do time da Gávea quanto de Vasco, Botafogo, Fluminense, América…tirem o olhos gordos do estádio, urubuzada. Façam como o Vasco e tenham uma casa própria…

    • Mauro

      Mesmo que seja dentro de uma favela…kkkkkkkk

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo