Valdivia sob pressão



A nova comissão técnica palmeirense, comandada por Oswaldo de Oliveira, não deve ter a mesma paciência com Valdivia que vimos no ano passado no Verdão.

A ideia é que o técnico tenha uma conversa séria com o chileno e explique que agora ele tem de brigar por espaço, cuidar-se fisicamente e lutar por uma sequência de jogos. Lugar cativo no time, não mais.

As seguidas contusões de Valdivia em 2014 irritaram a diretoria, que resolveu nada fazer a respeito porque o time ia de mal a pior, lutava para não cair e precisava do atleta. Fora que não havia nenhuma evidência de que ele estava simulando lesão, ao contrário do que chegou a ser insinuado até em programa de TV.

A avaliação, no entanto, foi a de que faltou empenho, inclusive no tratamento médico a que se submeteu.

Não por acaso Oswaldo de Oliveira tem elogiado outros jogadores, como Dudu, Alan Patrick, que ainda nem estrearam no Paulista, aliás, além de Zé Roberto, que enaltece como o novo grande ídolo palmeirense. É o recado para Valdivia acordar. Até porque o Palmeiras de 2015 não é o mesmo do de 2014.



MaisRecentes

Seleção magoada



Continue Lendo

O emocional, de novo



Continue Lendo

A cabeça de Neymar



Continue Lendo