O desafio do Cruzeiro



O técnico Marcelo Oliveira, que mostrou ótimo trabalho ano passado, já conversou com a diretoria do Cruzeiro e espera dias difíceis para o time na Libertadores. E quer que a torcida tenha paciência.

De fato o desafio do Cruzeiro para 2015 é dos maiores. E Marcelo Oliveira vai ter que quebrar a cabeça para fazer o time jogar pelo menos um pouco do futebol do ano passado.

Novos esquemas táticos já estão sendo testados, mas a falta de entrosamento e a perda de qualidade no elenco devem ser sentidas, especialmente no início de temporada.

Três das principais peças do Cruzeiro já eram: Lucas Silva, Ricardo Goulart e Everton Ribeiro. Leandro Damião, que deve compor o ataque ao lado de Willian e apoiado por Júlio Baptista, segue uma incógnita, já que no Santos nada fez. Tem tido conversas com o treinador, que já se mostra preocupado com o emocional.

Já no Atlético-MG, apesar da grande perda que foi a saída de Diego Tardelli, o discurso é diferente e o próprio Levir Culpi tem dito que o time entra com muita responsabilidade na Libertadores. Como favorito, inclusive, já que a base, ao contrário do que aconteceu com o Cruzeiro, foi mantida. Se jogar com a mesma gana do ano passado, especialmente depois da chegada de Levir, deve dar trabalho. A campanha épica do Galo na Copa do Brasil está aí como prova. Não será esquecida tão cedo, não.



  • Mario

    achei que o texto ficou parecendo q o Julio Batista é quem veio do Santos , quando veio foi o Leandro Damião .

    o Galo ganhou de maneira fenomenal a copa do Brasil , mas a perda do Tardeli é muito forte e temos que lembrar q quando joga fora de Minas só apanha desde os dos tempo do Cuca sendo que ganhou a copa do Brasil e libertadores decidindo tudo em minas se tiver q ganhar o titulo fora de casa deixa de ser favorito.

    Cruzeiro vendeu muita gente em um espaço de tempo muito pequeno , sem falar q perdeu o atacante Moreno que é muito mais rapido q o Damião , acho que ele deixa de estar entre os favoritos da libertadores nesse momento , mas como o futebol é dinâmico tudo pode mudar muito rapido.

    • janca

      Se no texto ficou parecendo que foi o Júlio Baptista (com p) que veio do Santos e não o Leandro Damião vou mudar agora.

    • janca

      Oi Mario. Não mexi no texto pois está certinho. “Leandro Damião, (…), segue uma incógnita, já que no Santos nada fez.” Pela construção fica claro que foi o Leandro Damião quem segue uma incógnita e nada fez no Santos.

      • Mario

        ok, abrçs

    • Marçal

      Sou SPFC, e em um olhar distante é nitido que o Cruzeiro perdeu muito mais que o CAM, nessa virada de ano. O Cruzeiro terá de reinventar-se em todos os aspectos.
      O Atlético ganhou quando necessário e a prova é o titulo da Copa do Brasil, pois mostrou-se equilibrado e disciplinado quando necessário. Repor poucas peças, manterá o galo em bom nivel.
      Em Libertadores, muitas vezes, empatar ou perder de pouco, fora de casa e vencer em casa, fazem um campeão. É mais questão de estratégia e controle de nervos, que mostrar futebol arte, ou coisa assim.

  • lm_rj

    Janca um off sobre preco d ingressos n o futebol carioca (inclusive com a federaçao carioca ameacando realizar o certame SEM o maraca! acho q merece um post hein): toda esta discussao esta relacionada a um simples aspecto: a existencia de um bizarro consorcio q administra o maraca ( patrimonio publico construido e seguidamente reformado com nosso $$). Pq os clubes fla e flu precisam ter um novo socio, q so lucra em cima das bilheterias ? Premonitorio foi o Kalil no bola da vez da Espn em 2013!! explicando q este modelo de estadios publicos administrados por consorcios privados seria pessimo p/ o futebol brasileiro, lembra? Abrs e parabens pelo blog.

    • janca

      Ah! Fui contra o modelo de concessão do Maracanã desde o início. Acho um absurdo o governo gastar uma fortuna (o preço do estádio não parava de subir) e depois entregar para empresas particulares lucrarem com sua administração. Se o governo, com dinheiro do contribuinte, pode construir, deveria também saber gerir e não deixar as empreiteiras de sempre faturando, faturando e faturando… Inclusive comandando o consórcio que agora administra o principal estádio do país. Abs.

      • Mario

        o governo e iniciativa privada são incompetentes (e corruptos) para administrar , os clubes ninguem confia em entregar o estadio para eles , então sobra quem?

        para mim o estadio deveria ser adm pelos clubes , no caso Fla e Flu e se pisarem na bola o prejuizo é deles.

        • janca

          Mas como você bem colocou ninguém confia em entregar o estádio para os clubes. E também não acho certo o governo (leia-se contribuintes) pagar a conta e Flamengo e Fluminense ficarem com o estádio de graça, digamos assim. Ou a preço de banana. Como aliás aconteceu com o Botafogo em relação ao (mal construído) Engenhão. Abs.

          • lm_rj

            Janca, mas neste cenário de vasco com sao januario e botafogo c/ engenhao, se fla e flu não utilizarem o maraca cotidianamente, levando seus publicos ao local quem o fará?
            madureira? bangu?

            É uma sinuca de bico, mas ou o maraca é utilizado pela dupla fla e flu, ou se tornará o elefante branco mais caro da historia do futebol mundial!!

          • janca

            Ser usado pela dupla Flamengo e Fluminense é uma coisa, ser comandado pelos dois, outra bem diferente. Como tampouco concordo com a concessão depois de tanto dinheiro público derramado no meio do caminho.

  • Marçal

    Seria muito normal imaginar que esse desmanche iria acontecer e ouso dizer, que deveria acontecer, pois a equipe de 2014 já demonstrava um “cansaço” tático e técnico e “suou” em muitas partidas, notadamente após a Copa do Mundo.
    Feliz ou infelizmente, no Brasil os clubes não tem condiçoes de manter jogadores que se destacam, pois o lado financeiro pesa demais em um pais de economia sofrivel e clubes com administraçoes absolutamente amadoras, somado a ganancia de empresários, investidores, direção dos clubes e dos próprios atletas, que não veem fundo para suas ambiçoes salariais.
    Ganhar 500.000 reais por mes parece que virou sinonimo de humilhação e o patamar agora chega e muitas vezes passa a casa do milhão. Novos e ruins tempos.
    O Cruzeiro chegou em seu limite de voo, aterrisa nesse momento, deve passar por grande revisão e com certeza perdeu seu espaço no céu dos grandes vencedores e terá que reformular-se para voltar a disputar com outros para ter o céu de brigadeiro que teve por dois anos.

    • janca

      Talvez tenha demonstrado um cansaço tático e técnico no finalzinho da temporada, mas foi só. Depois da Copa ainda jogou muito. Aliás achei que o Marcelo Oliveira tirou boas lições do Mundial. Um dos poucos.

      • Marçal

        A maioria dos “classicos”, que o Cruzeiro disputou, ele perdeu no BR, notadamente pós-Copa e isso já demonstrava que o esquema do Marcelo Oliveira, já estava mais que conhecido pelos adversários mais qualificados. Não houve uma renovação no modo de jogar da equipe e muitos jogos que o Cruzeiro ganhou foi por lances individuais de seus jogadores mais técnicos e não de jogadas proporcionadas por um desempenho de equipe.
        Toda equipe brasileira tem prazo de validade, seja por perda de jogadores, por desgaste do técnico, ou por desgaste do esquema de jogo e nesse momento o Cruzeiro mostra que esse prazo de validade chegou no seu fim.
        Marcelo Oliveira, alem de ter o onus de remontar uma equipe, tem sim a necessidade de reinventar-se taticamente.

        • Marçal

          Essa necessidade de reinventar-se taticamente, eu estendo ao TITE, pois foi vencedor no Corinthians, mas no final da sua passagem anterior mostrou-se totalmente incapaz de fazer a equipe jogar de maneira produtiva, colecionando empates e mais empates ou vitórias apertadissimas. Se mantiver aquele espirito tático, ja entra derrotado.

  • Cleibsom Carlos

    Janca, vai por mim, nenhum time brasileiro chegará a semi-final da Libertadores de 2015, como já aconteceu este ano. Além do mais: periga o Corinthians ser eliminado pelo Once Caldas na pré-Libertadores. Pelo menos para mim isso não será surpresa porque os times são do mesmo nível. A eliminação contra o Tolima foi uma tragédia, mas caso ela ocorra agora será algo dentro da normalidade devido a paridade das equipes. O Corinthians pode ter um elenco milionário perto dos “pobres” colombianos, mas dentro das quatro linhas os times são semelhantes. E isso só comprova que os valores pagos aos profissionais do futebol brasileiro estão superfaturados!

    • janca

      Sinceramente não sei dizer… Pode ser que sim, pode ser que não. Não arrisco palpite, pelo menos no momento, sobre a chegada de algum time brasileiro à semifinal da Libertadores. Espero que chegue, mas por enquanto fico em cima do muro.

  • Willian

    Boa tarde Janca.

    Eu sinceramente não esperava que o Cruzeiro iria perder as suas 4 peças mais importantes (R. Goulart, M. Moreno, L.Silva e Everton Ribeiro). A saída do boliviano era óbvia devido ao seu contrato com o Grêmio, mas será que não valia investir já que sabia das outras perdas?

    Isso pq eu nem citei Nilton, Egidio e Marlone, hein?

    Quando um time no Brasil começa finalmente a montar uma base forte eles começam a vender seus jogadores como se fossem leilão.

    Triste pra nós e feliz pros empresários, claro.

    Em 2010 o Corinthians perdeu Cristian e Douglas, e no mesmo ano nada fez. O São Paulo perdeu o Lucas e dentro de campo mostrou ser dependente dele, tanto que nada conquistou. O Santos sem Neymar permanece sem rumo. O que acontece no Brasil que as bases se tornam uma pessoa só?

    É lamentável, por isso sou a favor da venda do Guerrero. Não podemos depender de nenhum jogador, até pq eles nunca dependem de um time só.

    Abraços Janca.

    • janca

      Mas infelizmente os clubes não têm força para segurar os jogadores por aqui. E acabam perdendo valores para o mercado asiático, inclusive. Abs.

  • Marçal

    Não é o caso de falar de outras equipes, senão o Cruzeiro, que é o motivo do post, mas já que começaram as comparaçoes, me coloco no direito de analisar possibilidades dos clubes na Libertadores e penso da seguinte forma, colocando em uma ordem decrescente os que eu considero em melhor situação para a disputa do torneio.
    1) São Paulo por ter mantido a base e não haver perdido nenhum nome de seu elenco(Kaká não vale, pois sabia-se que tinha data de validade). O SPFC tb está um passo a frente por haver mantido o técnico e por ter um elenco bastante qualificado e isso ficou provado ano passado ao chegar onde chegou no Brasileirão.
    2) Atlético Mineiro, basicamente tb por ter mantido uma base e técnico.Equipe coesa e que mostra ótimo rendimento em jogos decisivos.
    3) Corinthians, que manteve uma base, apesar de poder perder o Guerreiro, de quem foi muito dependente em 2014 e leva uma pequena desvantagem por recomeçar um trabalho com um novo técnico, que ainda não sabemos se mudou seu modo de pensar futebol e principalmente se conseguirá implantar um novo esquema, diferente daquele “empatite”, do passado. Pesa ao clube de Itaquera tambem o peso da pré-Libertadores e tudo pode decolar a partir dai, ou ir para um grande buraco negro.
    4) Cruzeiro, embora totalmente desmanchado, manteve o técnico que já conhece o clube e pode a médio prazo reconstruir uma equipe, embora tenha tempo curtissimo para isso, se quiser fazer bom papel na Libertadores.Correrá a favor do Cruzeiro, a possibilidade de repor os nomes que sairam. Tarefa dificil, que até agora, parece que não foi concluida!
    5) Internacional, que me parece a equipe mais instavel das cinco e que ainda tem o peso de um técnico que terá que se adaptar ao futebol brasileiro, com pouquissima cancha em disputas desse calibre e com um elenco que flutua negativamente em todos os momentos.
    Libertadores, para os já classificados para a fase de grupos e para o Corinthians, que ainda busca a chance de disputar o torneio, é uma verdadeira chance de mostrar quem tem elenco, estratégia, boa logistica, boa administração de desgaste e principalmente nervos equilibrados. Quem somar mais desses requisitos acima, tem chances de chegar a final.

    • Anderson

      Só inverteria Galo e São Paulo. O restante concordo.

  • Zico

    Sinceramente a perda de Lucas Silva , que na minha opinião não passa de um volante comum , que já vinha perdendo espaço pro Nilton , vide que o Cruzeiro com o Nilton era mais ´´pegador“ . Já , já volta ao Brasil . Podem me cobrar .
    Goulart é muito mediano . Fez um ano bom , mas longe de ser ótimo . O Arrascaeta iria suprir muito bem sua saída . Porém com a falta do Everton o Arrascaeta passa a fazer a função .
    Moreno por Damião ou J.Baptista tanto faz .
    Egídio é fraco e o Mena é mais jogador.
    Resumindo , falta 1 bom volante e 1 meia . O entrosamento será o maior desafio.

  • Pulga

    O Atlético perdeu Tardelli mas repôs a altura: Lucas Pratto
    Já o Cruzeiro inexplicavelmente não repôs, pq vender é normal, mas p/ um clube organizado com finanças em dia, é meio estranho.

    • janca

      As finanças do Cruzeiro não estavam tão em dia assim. Até por isso o clube acabou vendendo seus principais jogadores. E é difícil competir com o mercado externo. Agora de fato não repôs as peças que perdeu.

  • Thiago Jr.

    Janca, quando você fala “Marcelo Oliveira conversou com a Diretoria e disse esperar dias difíceis”, parece até que você apurou a notícia…. Só que eu leio seus comentários e sei que você está muito longe dos bastidores do futebol fora de Rio – São Paulo, especialmente Minas Gerais. O Cruzeiro estréia na Libertadores no dia 23 de Fevereiro e tem o Mineiro como preparação, que é um campeonato fraquíssimo. Fora isso, o Inter continua sem alma e contratou jogadores bichados de BH, o Galo perdeu Tardelli e Réver e perderá o Guilherme, ou seja, joga sem armador e com um zagueiro de 37 anos sem reserva (Leonardo Silva). O São Paulo continua um time sem liga, perdeu Kaká e vai estrear 3 ou 4 jogadores (quase como o cruzeiro). O Corinthians nunca foi páreo e ainda passa por crise política e financeira. A base do cruzeiro está pronta, defesa montada, Ataque com muitas opções e volantes entrosados. Faltam apenas 3 jogadores, que dependendo do nome podem agregar valor.. Mena é igual ou melhor que o Egídio e acho o Arrascaeta mais técnico que o Goulart… Por enquanto só vejo desespero na mídia. Abraços.

    • Zico

      Apesar de ser rubro-negro , também não vejo essa tempestade que muitos estão falando . Concordo com os que citou principalmente o Mena que é MELHOR que o Egídio . Acho que precisam de um bom volante e mais um zagueiro pro lugar do razoável Dedé . A maior dificuldade será o entrosamento no meio . E só .

    • janca

      Claro que apurei. A diretoria do Cruzeiro e o Marcelo Oliveira conversaram e mais de uma vez sobre os acertos de que o time precisa. E a direção explicou e ele entendeu as vendas que acabou fazendo, enfraquecendo o time em relação ao ano passado, algo que só torcedores fanáticos e, pelo jeito, sem visão como você não conseguem perceber. Só falta dizer que o Cruzeiro está mais forte do que em 2014 com a saída de tantos bons jogadores…

      • Thiago Jr.

        Janca. O Marcelo Oliveira deu diversas entrevistas falando que entendia o lado dos jogadores e liberava a venda. Do jeito que você coloca, parece até que ele está insatisfeito. Ele está dando diversas entrevistas aqui com expectativas, como toda a torcida do Cruzeiro, afinal de contas estamos nadando em dinheiro em um momento em que ninguém tem dinheiro no Brasil. Se vem um Arouca pro lugar do Lucas e um meia bom (eu digo apenas bom), pro lugar do Everton, estaremos bem ou até melhor, mesmo. Não sou fanático, mas acompanho o cruzeiro mais do que você e não sou nenhum especialista pra dizer que ganhamos dois brasileiro apenas porque tinhamos 33 jogadores de nível parecido. O Goulart e E. Ribeiro não são nenhum destaque, ao passo que, se conseguirmos um ou dois destaques com essas novas contratações, poderemos melhorar sim, especialmente pra mata-matas. Acho que a imprensa esportiva, incluindo você, deveriam pesquisar melhor e parar de inventar factóides… Impossível você ter tido acesso a essa conversa, nos moldes como coloca… Abraço.

        • janca

          Nunca falei que ele ficou insatisfeito. Ele entendeu a posição da diretoria, mas quer que ela e a torcida entendam a dele. Que levará um tempo para o time acertar. E é natural que seja assim. Não se trata de factoide, mas mente de torcedor, especialmente quando ele é cego pela paixão, é triste de ver. Se você acha que o Cruzeiro não piorou com a saída dos jogadores, direito seu. Tanto o Marcelo Oliveira quanto a diretoria acham que o nível caiu. É só conversar com eles. O que não quer dizer que o time não vá se acertar. Mas o técnico precisa de tempo, quer você queira, quer não.

MaisRecentes

Verdão vai às compras



Continue Lendo

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo