A pressão pelo mata-mata



A Federação Baiana de Futebol, que quer mudar o regulamento do Brasileirão e promover a volta dos jogos eliminatórios, acabando com a era dos pontos corridos, contabiliza o apoio de pelo menos oito clubes que disputaram a Série A no ano passado.

A CBF segue com o discurso de que não irá promover nada por canetada e que aguarda o posicionamento das federações estaduais e dos clubes das Séries A e B antes de pensar em qualquer alteração. Sabe, porém, que há tempos a Globo, que é quem banca o futebol, quer o fim dos pontos corridos.

O projeto dos baianos, no entanto, pega numa outra questão polêmica e que causa ainda maior divisão entre os clubes brasileiros: as cotas de TV. A ideia é reduzir a diferença entre o valor pago aos clubes menores e à elite, especialmente Corinthians e Flamengo, que ganham mais do que os demais. Nesse ponto tanto CBF quanto Globo são contra e os dois clubes com maior torcida do país, claro, também.

Mas, empurrados pelo Vasco, de Eurico Miranda, há outras agremiações como Grêmio, Inter, Palmeiras e Santos, além de São Paulo e dos clubes mineiros, que gostariam de separar uma parte dos recursos da TV para distribuição equitativa entre todos e uma outra de acordo com desempenho em campo e participação na venda de pay-per-view.

A questão é controversa e dificilmente chegaremos a um acordo este ano, já que os clubes seguem muito divididos, principalmente quando o assunto é divisão da grana da TV. Cada um pensa no próprio umbigo. Ou melhor, no próprio bolso.



  • Mario

    tão simples de resolver a questão do dinheiro , bastaria exigir mais dinheiro na hora de assinar com a TV , mas preferem mendigar como se fossem pobretões q não tem aonde cair morto e reclamar q Flamengo e Corinthians ganham mais.

    sem falar q nem um deles tem coragem(ou tem rabo presso) de quebrar o monopolio e assinar com a FOX , q pagaria muito mais dinheiro q a Globo , mas é melhor ficar reclamando e chorando do q se mexer.

    volta do mata-mata é retrocesso , antes de fazer esse passo para tras deveriam arrumar o calendario colocando a Libertadores e Sul-americana o ano todo como a copa do Brasil , diminuir os estaduais e arrumando as datas dos jogos .

    • Mario

      quase esqueci tem q moralizar o CBF e o STJD .

      • EDUARDO71

        Não é tão simples, inteligentemente a Globo adianta cotas aos clubes, alguns receberam as cotas de 2020! A exposição das marcas de patrocínio é claramente maior em TV aberta. Mas é fato que agem como mendigos. Parte dessa situação é provocada pela detonação do Clube dos 13, financiada pela globo e praticada pelo Andrés Sanches. A moralização vai ocorrer quando secar a fonte na CBF, muito em breve. Concordo plenamente, mata mata é um completo retrocesso, basta ver que muito provavelmente Corinthians ou SPFC seriam campeões em 2014, pois o Cruzeiro, que foi melhor durante TODO o campeonato, capengou um pouco nos jogos finais.
        Aguardemos!

        • joe LHP

          Clube dos 13 servia para nada, tanto é que fecharam um contrato com a rede TV por 100 milhões a ser rateado por todos, hj só o Flamengo ganha isso sozinho e outros clubes ganham perto disso, futebol brasileiro é tão atrasado que praticamente em alguns jogos os clubes pagam para jogar, algo absurdo, voltar o mata mata é andar para trás e olha que gosto desse sistema.

        • janca

          A questão da exposição das marcas é importantíssima e foi bem lembrada por você.

    • A Fox e da Globo!!!!!!

      • janca

        Não é, não.

    • janca

      Mas quem disse que a Fox pagaria mais? E não tem o mesmo poder de penetração no território brasileiro que a Globo. Agora questionar a forma de divisão das verbas de TV é um direito de quem quiser faze-lo, Mario. Mudar já é outra história.

      • Robson Pacheco

        Concordo que a volta do mata-mata é um retrocesso e que a fórmula de pontos corridos é a mais justa, além do que já temos pelo menos 2 campeonatos de mata-mata no calendário, os estaduais e a Copa do Brasil, isso sem contar Libertadores e Sulamericana. Mas caras, na boa, já deu no saco colocar a culpa de tudo na Globo, a Globo não tem culpa se os clubes não aprenderam até hoje a se manter sozinhos.
        Tenho certeza de que a Globo não sai batendo nas portas dos clubes oferecendo o adiantamento das cotas dos próximos anos, os times é que vão até ela com o pires na mão. O que a Globo faz é o que qualquer outra emissora faria, aliás, o que qualquer um de nós faria se tivéssemos a oportunidade de capitalizar sobre a necessidade do outro.
        Além do mais, quando outras emissoras tiveram a oportunidade de tentar comprar os direitos de transmissão, a Record fez um puta carnaval, a Band fez um puta carnaval, mas na hora de por a proposta no papel só apareceu a Rede TV. Quem disse que a Fox, por exemplo, tem interesse de comprar o BR??

      • Mario

        basta ver q a FOX comprou a libertadores , e esta contratando profissionais melhores e investindo no Brasil (apesar dela ser muito parecida com a Band)

        • janca

          A Fox tem ótimos profissionais. E é importante e legal que invista no mercado brasileiro. Quanto mais concorrência e boas opções, melhor.

  • Zico

    Na questão técnica , sou contra a ´´europalização“ do futebol brasileiro . Só porque jogam em um estilo não temos que copiar .
    Mas em questão de gerência de futebol , temos sim que copiar ! Chegaria até a ser um absurdo , a retirada dos pontos corridos . Temos esse formato , em todos os outros campeonatos como estadual , copa do brasil , sulamericana e liberta .. Então o que não falta é emoção , como alguns questionam !
    Como empresa , a Globo quer vender seu produto a quem compra , inegavelmente FLA e COR , são os maiores consumidores , nada mais justo que receberem uma quantia maior . Concordo que poderiam aumentar o valor aos demais .
    Porém o mais certo seria tentar vender para outras emissoras também , tirando o tão falado monopólio. Mas aí os presidentes das federações iriam contra o seu maior aliado na volta dos pontos corridos né?!

    • janca

      Mesmo no modelo de gestão não sei se temos que copiar o estilo europeu. Em alguns pontos sim, em outros não. Mas continuar do jeito que está, os clubes mal administrados e vivendo de pires nas mãos, não dá. Até por isso sou favorável a medidas como penalização dos dirigentes, o chamado Jogo Limpo Financeiro, a impossibilidade (ou veto mesmo) de um presidente adiantar cotas de TV que passem do seu mandato… Há muito a mudar por aqui, a começar pelas próprias federações e CBF, que são dominadas pelos mesmos grupos de sempre, nada democráticas, a meu ver, impossibilitando a rotatividade de poder.

  • Gustavo

    Mata-mata é cultural sendo o modelo que torcedores e jogadores gostam. O pontos corridos no Brasil não deu certo já que é sem emoção e comercialmente difícil de vender.
    Que volte o mata-mata.

    • edisoncm63

      caro Gustavo,
      fale por você, não vejo um comentário fora dos jornalista que só querem criar problemas contra o ponto corrido. temos jogos ate o final do ano sempre com algo em jogo, pontos corridos muito melhor que mata mata.
      temos e que acabar com campeonatos regionais e ficar só com os nacionais.
      saúde.

      • janca

        Concordo sobre os pontos corridos, mas não com a extinção dos regionais, que na verdade acabam sendo Estaduais, com exceção da Copa Nordeste ou da Verde. A participação dos grandes nestes torneios tem que ser revista e precisamos encontrar uma forma para colocar os pequenos jogando se não o ano inteiro, pelo menos na maior parte dele.

    • Flávio José

      Contra números não há argumentos. Os resultados comerciais das finais da Copa do Brasil dos últimos 5 anos foram excelentes, tenho certeza. Agora esse negócio de “corrida” de cavalos é coisa para americano, europeu, não para brasileiro. Culturalmente gostamos de decisões, jogos muito mais emocionantes. Antes que alguém fale que a questão de justiça pra isso ou pra aquilo, no ano passado o melhor time do Brasileirão disparado não aguentou as decisões da Copa do Brasil, cadê a tal justiça??????? Não foi justo o Atlético ganhar do Cruzeiro?????? O Cruzeiro era o melhor time, onde???????? Somente na corrida de cavalos………….o menos abestado ganha. Pontos corridos é o campeonato de futebol mais sem graça que já vi…………………………………………………………..Querem fazer um campeonato de verdade, peguem o modelo da Champions Legue e adaptem-no no Brasileirão, desde o cerimonial de abertura até o encerramento do campeonato e façam ele a cada dois anos…….usem a imaginação. O público Brasileiro é exigente e gosta de eventos menos rotineiros e melhor organizados…………..

      • Helbert

        HAHAHA vc e um fanfarão!não tenho culpa se meu time bateu em todos ano passado,sobre a final da copa do Brasil a sorte do seu timeco era q meu time estava cansado apenas isto se vc acha acha q seu time era o superior como foi na final e so vc comparar posição por posição.O problema de vcs atleticanos e acharen q vcs são os melhores em tudo!time centenario com 3 titulos e se acham os grandes

      • Zico

        É lógico que em finais o clube terá uma arrecadação muito grande ! Porém em TODO o campeonato os números realmente são um dos argumentos dos clubes ..
        O Palmeiras quase rebaixado arrecadou numa só partida R$ 5 milhões !! UMA partida !!
        Soma-se agora TODAS as outras partidas ? Números estão aí ….
        E agora com o sócio torcedor a arrecadação é maior ! Ou você acha que o cara vai pagar $50 por mês pra assistir menos jogos , se pode guardar 300 pra ir numa semi ou até na final .
        Futebol e até outros esportes não tem justiça , aliás o que não tem nesse país é justiça kkk , o Cruzeiro que você citou , ganhou a tríplice coroa . Foi justo? Não , foi competente!
        Modelo de mata-mata já é usado em todos os outros campeonatos , copa do brasil , liberta , sulamericana..
        E discordo totalmente quando diz que somos exigentes . Pagamos fortunas pra ver quem ? Dudus , patos , freds …
        E ainda tem nossa (excelente) arbitragem que em um jogo pode acabar ( e já aconteceu VÁRIAS ) vezes com o planejamento do clube !!

      • concordo com você plenamente!!! e outra aos que falam de justiça, qual é a justiça ter em um campeonato 2 times ganhando 170 milhões e mais de 10 times ganhando nem 50 milhões!!! isso é justo na hora de montar o time??????????

        Se querem copiar a europa no formato dos pontos corridos, copiem também a divisão da cota de tv ( com excessão espanha, que é uma bosta o campeonato) 50% do valor da cota divide para todos os times igualmente, 25% divide pela colocação no ultimo campeonato, e os outros 25% pela audiencia… ai sim seria justo o campeonato por pontos corridos, senão se for do jeito que esta prefiro mata mata…

      • janca

        Pontos corridos costumam privilegiar questões como planejamento, melhor elenco, maior saúde financeira e têm emoção sim, às vezes maior até na parte de baixo da tabela, o que não deixa de ser legítimo.

    • janca

      Sou a favor de uma mescla dos modelos. O Brasileirão por pontos corridos e torneios como Copa do Brasil e Libertadores, por exemplo, com jogos eliminatórios. Nesse ponto não mexeria.

  • Alexandre

    Esse choradeira toda é só por causa da incompetência do futebol do eixo Rio-São Paulo, tanto técnica como financeira. Quanto ao futebol baiano sem comentários. Salve Minas Gerais.

  • Thiago

    Sendo mais justo ou não, no Brasil sou a favor da volta do mata-mata por diversos motivos:

    – O principal deles e que muita gente não dá atenção: O Brasil é um país continental.
    Um campeonato melhor organizado e regionalizado, evitaria grandes desgastes com viagens (uma das maiores reclamações entre os atletas). Uma coisa é igual na Europa, em uma viagem até que curta de Madrid a Sevilla. Outra coisa é viajar de Salvador a Porto Alegre pra jogar um jogo. Vejo que as equipes do Nordeste são até as mais prejudicadas hoje nesse quesito.

    Minha sugestão nesse caso seria o retorno de jogos eliminiatórios, mas não como era antes. Imagino algo como acontece na NFL ou NBA, onde jogam em modelos de conferências. Se não me engano a MLS também é mais ou menos assim, lembrando que os EUA tem esse mesmo problema nosso de ser um país imenso territorialmente.

    – Outro motivo é a maior atratividade de público nos estádios e consequentemente maior renda aos clubes. É só comparar a média de público que temos em jogos mata-mata com um jogo de pontos corridos do Brasileirão.

    – E por fim, a emoção. Quem não se lembra da emoção, da ansiedade antes de uma decisão. Quem não lembra de Corinthians x Galo no Brasileirão de 99. Ou Palmeiras x Vasco em 98, Santos x Botafogo em 95 … Parecia que era até mais gostosa a comemoração do título depois do jogo.

  • Antônio Castro

    Quem defende o retrocesso da regra de mata-mata é quem não ganha nada há anos! Vejam vocês: Federação da Bahia, cujos times estão quebrados e são pessimamente geridos, mesmo contando com novas arenas e estádios; Grêmio, que não vê um título de expressão faz um bom tempo; etc.
    O discurso apaixonado de torcedores não pode ser levado em consideração, como também daqueles que não ganham um título de expressão e só participam da disputa.
    O campeonato de pontos corridos é um pequeno avanço e imaginar a volta do mata-mata, um grande retrocesso!

  • Reanto Sirotto

    Uma coisa que não entendo como dizer que são os times de maiores torcidas sendo que o Palmeiras está na frente no número de sócios torcedores, isso sem falar que o Palmeiras pode jogar em qualquer lugar do Brasil que sempre terá estádio lotado. Acho que esse de maiores torcidas do Brasil não passa de armação e esquema de manipulação. Não tem como precisar exatamente o tanto de torcedores de cada clube, portanto o mais justo, desde que não esteja o número exato de torcedores é fazer um rateio igual das cotas de TV, ou fazer uma divisão por escala proporcional ao número de torcedores que se imaginam ter os clubes, mas é claro sem grandes diferenças numéricas R$R$R$ que é o que importa.

  • Ruan Santos

    Se voltar o mata-mata aí largo mão do futebol. E se o problema é o dinheiro da TV, que busquem outra emissora, mas como já disseram em um comentário acima, os clubes tem rabo preso.

  • Vamos por os pingos nos is…> Primeiro: a volta do mata-mata não melhoraria o nível técnico dos times>SEGUNDO: não melhoraria a gestão dos recursos dos clubes( já que os dirigentes não são responsabilizados por suas falcatruas, no Brasil ninguém é preso por isso) >TERCEIRO:
    somente os jogos finais estariam com os estádios cheios.
    As vezes muitos questionam a fórmula dos campeonatos e não o nível técnico dos jogadores, que são fracos, das invertidas dos nossos tribunais desportivos( que não tem coerência nos julgamentos ) , da violência e impunidade nos estádios( o que afasta o torcedor da arquibancada). E a própria CBF que marca jogos da seleção em dia de jogos do campeonato nacional.
    Existem muitas coisas á serem debatidas que interferem mais no desinteresse do torcedor do que qual fórmula de disputa é melhor!!

    • Zico

      E vou além , o mata mata de uma certa forma iria mascarar o jogador medíocre , assim como fez com o Elias no Fla em 2013 . Faz 2 , 3 jogos bons aí a imprensa e os jornalistas iriam começar : ´´ puxa , ele é jogador de decisão , joga muito … Cresce nas horas decisivas … “ sendo que nas outras partidas não fez nada!!

  • Rumpelstintskin

    Defender a volta do mata-mata com base em argumento cultural é coisa de gente que não sabe o que é cultura, ou organização, ou planejamento – dizer que mata-mata é coisa de brasileiro e que pontos corridos é coisa de europeu é típico de quem vive em um mundinho particular, que nunca saiu do Brasil ou sequer lê publicações estrangeiras. Até quando teremos de aguentar a mediocridade no Brasil? Pontos corridos distribuem a emoção por igual: desde quem vai ser rebaixado até quem será campeão, passando por disputa da Liberta e da Sul-Americana. O mata-mata faz com que, de 20 times, 12 fiquem parados vendo 8 jogar. De forma que defender o mata-mata como mais comercialmente interessante aos clubes é um argumento ridículo: quem tem dinheiro para contratar melhor vai ganhar mais dinheiro, porque vai jogar mais. Realmente, é triste ver gente que se recusa a progredir e fica preso a esquemas do passado. Vamos pensar, galera, vamos raciocinar com a própria cabeça!

  • sardu

    Fica claro que a Globo e a CBF tem preferencia por FLA e COR isso é errado a patrocinadora master do campeonato e a CBF esta favorecendo os times explicitamente. O campeonato já começa com times da CBF e GLOBO levando vantagem, CBF e GLOBO tem que ser neutra.

    Mata – Mata é o maior roubo. O clube monta um time milionários joga uns 10 jogos e é campeão. Difícil é pontos corridos que um time milionário não ganha , pra ganhar nos pontos corridos tem que ter elenco e boa administração. Coisa muito mais difícil.

    Times como Bahia, Grêmio, inter querem mata – mata porque não conseguem ganhar um campeonato de pontos corrido, mesma coisa para coringa e Flamengo sua a camisa pra conseguir uma vaga na liberta as vezes nem isso.

    Com pontos corridos a espanholação do BR não vai acontecer tão cedo, devido ao mau gestores de coringa e flamengo.

    Veja a copa do Brasil uma porcaria, onde já se viu os times da liberta entra na face final, não jogaram nenhum jogo pelo copa do brasil e ainda levam a vantagem de não se enfrentarem na primeira partida. Enquanto os outros times que já jogaram (venceram) mais de 6 jogos pelo copa BR não tem vantagem nenhum.

    Mata – mata é isso ai favorecimento a uns e a outros não.

    O único mata -mata verdadeiro é o da Champions, que a partir das oitavas de final, todos são sorteados do mesmo jeito sem favorecimento. numa quarta de final pode da Manchester x REAL e em outra da APOEL x Porto. No brasil seria Real x Apoel e na outra Manchester x Porto, porque aqui no BR é assim quando fazem a tabela do Mata mata, Coringa de um lado e fla do outro, são paulo de um lado, Cruzeiro do outro, são vão se pegar na semi ou na final.

    Imagina um BR mata-mata e nas Oitavas tem um Fla x Coringa (nunca isso vai acontecer o chaveamento feito pela globo e CBF não vai deixar)

    • Zico

      Sardu , pelo jeito não conhece o FLAMENGO . Já foi campeão nos pontos corridos , e desde o ano passado os salários estão em dia . Foram pagos mais de 200 milhões em dívidas… Maus gestores??? Que fale pelo seu time…

  • Eduardo

    Pelo fim do chatíssimo campeonato de pontos corridos já !
    “Ah , mas nos pontos corridos não há injustiça no resultado final”

    Eu quero justiça sim. Na área social , com hospitais , educação e moradia para todos. Mas no futebol ? Faça-me o favor.

    E quem disse que o vencedor do mata mata não é justo ?

    Em 2000 , por exemplo , fossem pontos corridos , o limitado do time do Cruzeiro poderia ser campeão enquanto aquele super time do Vasco , formado ao longo da competição , se acertou na reta final e foi campeão.

  • joe LHP

    Proposta liderada por uma federação que faz o pior estadual do Brasil e por um clube que faz 13 anos que não ganha nada importante e ainda está atolado em dívidas não deveria ser levado a sério.

  • Marcel Zanini

    E o seu modelo preferido Janca, pontos corridos ou mata-mata? por quê?

    • janca

      Gosto de ver a Copa do Brasil e a Libertadores com jogos eliminatórios e o Brasileirão com pontos corridos. Não teria sentido o Cruzeiro, ano passado, enfrentar o oitavo colocado do Brasileiro em um ou dois jogos eliminatórios para ver quem chegaria às semifinais. Cada tipo de competição tem um charme diferente. O foco deveria ser outro. Trabalhar a base, os técnicos, as táticas, a organização do futebol brasileiro e o talento, que depende muito do que se faz fora das quatro linhas para aparecer e permanecer mais tempo por aqui.

  • Walnei

    Janca, acho o pontos corridos o mais justo. Porém, devido a extensão territorial do Brasil acho um exagero as viagens que os jogadores fazem.

    Um campeonato a principio dividido por regiões, e depois com mata mata estilo NFL e NBA, com uma final em jogo único em local pré determinado anteriormente não seria uma saída? Também fortaleceria os times do Norte, Nordeste e Centro Oeste e poderiam usar os elefantes branco da Copa. Imaginou uma Final por exemplo entre Corinthians e Flamengo em Manaus?

    Concordemos que o mata mata é o mais justo, porém ninguém sabe fazer campeonatos como os americanos….

    Abs

    • janca

      Não acho que as viagens são o maior problema. Ou as distâncias. O calendário certamente é um deles e os Estaduais, no formato em que são disputados hoje, são inviáveis. Abs.

  • Lino

    Ja aconteceu 11 campeonatos de pontos corridos: SP 3, Corinthians 2, Flu 2, Cruzeiro 2, Fla 1, santos 1; ou seja, 6 clubes ganharam; dentro desses 11 campeonatos caíram grandes clubes, inclusive meu coringão, todos por má gestão.
    Com isso provo que não há espanholização do campeonato, haja vista que na Espanha só ganham Real Madrid ou Barcelona, Atlético de Madrid foi exceção; na Inglaterra tem 4 grandes, mas ultimamente só da chelsea ou City, no alemão só da B. Munique.
    Cotas de TV, não é Corinthians e Flamengo que tem que vir e abrir mão dos seus ganhos, pois pagaram o que pediram, são os outros clubes que devem negociar melhor suas cotas, caso a globo não pague então negociem com a fox, rede tv, record, espn, quem for!
    O único campeonato que temos de pontos corridos é o brasileiro, os outros são todos mata-mata!
    Clubes que reclamam do BR são os que fazem M em suas gestões e culpam o campeonato por isso!….eles perdem tb nos mata-matas e não vejo ninguém reclamando!….abs

    • Zico

      Lino , exatamente isso que penso ! Parece até que o FLA e o COR que mandam , que fazem a tabela etc.. Cadê os outros 18 clubes ? Acham errado pagarem mais pelos 2 ? Então NÃO assinem o contrato e vão vender pra outros !!! É simples !!
      Na verdade querem jogar pra torcida !!

  • Marcos

    A minha vontade (hoje está em uns 50%) mais a necessidade e a diferença pro nosso futebol que faria a volta do mata-mata seriam maiores dependendo da fórmula e da quantidade de times na disputa. Uma opção boa seriam 30 times jogando todos contra todos em turno único sendo que os 02 primeiros ao fim da primeira fase já carimbavam a vaga na libertadores. Classificariam –se 12 times pro mata-mata em 02 jogos , no segundo mata-mata seriam 06 times com ida e volta também , sobrando 03 times que disputariam um triangular final com jogos de ida e volta ,totalizando 04 jogos pra cada.

    Assim seriam 37 datas no total: 29 + 02 + 02 + 04
    As outras duas , três ou quatro vagas restantes na libertadores seriam preenchidas com a classificação após o mata-mata.

    Como torcedor que acompanha o futebol nacional desde meados dos 80 e por achar também diferente o comportamento do nosso torcedor (sem contar que somos um país continental) acho que os pontos corridos matam pouco a pouco características importantes pro nosso futebol e do nosso estilo de torcer. Isso sem falar que não consigo ainda chamar Paysandu, Santa Cruz, Guarani e até ABC, CRB, Fortaleza , etc de times pequenos que podem ficar quase sem chance de disputar o nacional principal. Estes e outros clubes fazem falta as vezes e podem ser vítimas do esquema de hoje de apenas 20 times na primeira divisão com tantos times que considero importantes pra um país tão grande.

    Sem contar que a decadência desses times pode ser exemplo maior pro ocaso próximo também da maioria dos chamados 12 grandes do nosso futebol ou do nosso futebol , propriamente dito, como um todo. Coincidência ou não ,desde 2002 notamos :

    – a decadência ou diminuição na paixão verdadeira do torcedor comum não fanático ou sem muita paciência pra derrotas , que é a maioria por aqui o que pra mim é bom , mas se torna algo ruim pro negócio, nesse esquema de pontos corridos ;
    – queda acentuada do nível do nosso futebol e até das características que mais nos deram títulos importantes no passado da nossa Seleção .Um futebol , hoje, cada vez mais sofrível e engessado ,de resultado, imperando no país .Sem contar o êxodo desenfreado dos destaques nos esquemas de empresários . Tudo isso beneficiando , no fim das contas mais os países europeus , do qual copiamos esta fórmula de disputa, do que nós mesmos.

    Com o mata-mata sabendo-se que seriam 12 classificados , os times talvez possam se arriscar mais e sem medo, pois teriam sempre mais chances mesmo que fosse conseguir a última vaga. Isso traria um futebol melhor com mais torcedores com vontade de apoiar diferentemente de hoje quando qualquer 03 pontos perdidos em casa torna difícil a recuperação pro objetivo principal num país que é moldado pra só valorizar o campeão. Sem contar que a maioria da imprensa não ajuda no processo de pontos- corridos de hoje , ironizando times (principalmente os não queridinhos do sistema) que conseguiram grandes objetivos como uma vaga na libertadores ou uma boa classificação ou ter apresentado um bom futebol.

  • Thiago

    Sendo mais justo ou não, no Brasil sou a favor da volta do mata-mata por diversos motivos:

    – O principal deles e que muita gente não dá atenção: O Brasil é um país continental.
    Um campeonato melhor organizado e regionalizado, evitaria grandes desgastes com viagens (uma das maiores reclamações entre os atletas). Uma coisa é igual na Europa, em uma viagem até que curta de Madrid a Sevilla. Outra coisa é viajar de Salvador a Porto Alegre pra jogar um jogo. Vejo que as equipes do Nordeste são até as mais prejudicadas hoje nesse quesito.

    Minha sugestão nesse caso seria o retorno de jogos eliminiatórios, mas não como era antes. Imagino algo como acontece na NFL ou NBA, onde jogam em modelos de conferências. Se não me engano a MLS também é mais ou menos assim, lembrando que os EUA tem esse mesmo problema nosso de ser um país imenso territorialmente.

    – Outro motivo é a maior atratividade de público nos estádios e consequentemente maior renda aos clubes. É só comparar a média de público que temos em jogos mata-mata com um jogo de pontos corridos do Brasileirão.

    – E por fim, a emoção. Quem não se lembra da emoção, da ansiedade antes de uma decisão. Quem não lembra de Corinthians x Galo no Brasileirão de 99. Ou Palmeiras x Vasco em 98, Santos x Botafogo em 95 … Parecia que era até mais gostosa a comemoração do título depois do jogo

  • Jocinei

    O futebol é feito de emoção e os pontos corridos tem acabado com isso .
    Dizer que os pontos corridos é mais justo , pode até ser , mas não totalmente . Os campeonatos de 2005 ( máfia do apito ) , 2009 ( Corinthians e Grêmio fazendo jogos estranhos contra o Flamengo ) e 2010 ( Palmeiras e São Paulo fazendo jogos estranhos contra o Fluminense ) estão aí para provar .
    Ficar o campeonato inteiro torcendo contra o primeiro colocado para se ter emoção no final é dose , já na parte de baixo da tabela sempre teve emoção contra o rebaixamento .
    O maior campeonato do País virou um classificatório para a Libertadores , com os clubes comemorando vice campeonato e terceiro colocação .

  • DONIZETE

    Acho que os pontos corridos, deu um charme todo especial ao campeonato, dizer que o melhor sempre é campeão, é dizer o obvio. Acho que esse modelo de disputa, se tivessemos dirigentes, nos clubes e na CBF, competentes e honestos, daria para vender carnês para os jogos. Com o dinheiro que entraria, imagino eu, adiantado (me corrija se estiver errado), os clubes poderiam se organizar melhor e, consequentemente, se planejarem, desde que, obvio,seus dirigentes fossem sérios e se preocupassem com as finanças dos clubes.

MaisRecentes

Goleiro são-paulino



Continue Lendo

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo