A grana do Bom Senso



Muitos têm questionado de onde vem a grana do Bom Senso F.C., movimento de jogadores com o objetivo de melhorar o futebol brasileiro e que prega mudanças no calendário e a instituição do chamado Jogo Limpo Financeiro.

Também exige que o governo peça contrapartidas aos clubes para que possam pagar suas dívidas tributárias em suaves prestações, o que considero absolutamente legítimo.

Mas há quem ache que existem fortes interesses por trás do Bom Senso. E até por isso questionam as origens de seus recursos. Quem banca o grupo?

Segundo alguns dos líderes do Bom Senso ainda são os atletas de ponta que têm arcado com os gastos de viagens, assessoria de comunicação e consultoria jurídica, embora alguns que atuem nestes setores estariam trabalhando sem receber.

Negam que haja empresas ou grupos de comunicação financiando o Bom Senso, mas, no início do ano passado, quando foi para a China, Paulo André, o que mais apareceu por conta do movimento, disse que bancaria os gastos por três meses e depois não mais. Procurado pelo blog, não respondeu o e-mail que lhe foi enviado sobre quem paga a conta do movimento.

Um advogado especializado em direito desportivo que se desligou do Bom Senso também ficou de avisar como os pagamentos têm sido feitos, mas até agora nada.

Mas, para formar sua pauta de reivindicações grupos, que não são ligados diretamente ao chamado status quo do futebol têm sido procurados e dado ideias ao Bom Senso, inclusive grupos do setor de mídia, já que o monopólio da Globo no futebol incomoda muita gente da concorrência e o futebol envolve muito dinheiro.

Seja como for o Bom Senso segue na luta, faz lobby em Brasília pela não-aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte nos moldes defendidos pelos clubes e pela CBF e é sempre bom ter novas e diferentes vozes na discussão, concordemos com elas ou não. E no caso, como já me posicionei anteriormente, tendo a concordar com boa parte das reivindicações do Bom Senso.



  • Mario

    perguntar de onde vem a grana do BSFC é uma falta de bom senso visto q os lideres são na maioria jogadores milionários q ganharam muito dinheiro em grandes clubes sem falar q os gastos não são nada de outro mundo afinal não tem sede , tem poucos funcionarios sendo todos prestadores de serviço e nem pagam impostos pois não existe.

    quem normalmente faz este tipo de questionamento e aquele torcedor q ama criar uma teoria conspiração e sempre vê tudo meio distorcido procurando pelo em ovo.

    aproposito o BSFC não morreu?

    • janca

      Continua na ativa, embora, como você colocou, não faltem teorias da conspiração que interessa à CBF, aos clubes e a outras partes que se veem afetadas pelo Bom Senso. Ou ameaçadas. Agora há integrantes do movimento que têm uma agenda e interesses em usar a exposição do grupo na mídia para alavancar suas carreiras, o que não deixa de ser legítimo. É. E não me refiro apenas a jogadores de futebol.

      • Mario

        usar o BSFC como plataforma para futuras carreiras realmente não é problema desde de q o movimento trouxesse algum ganho para o esporte , mas duvido q o BSFC consiga alguma mudança no futebol com suas atitudes atuais.

        • janca

          Barulho pelo menos já fez e colocou algumas questões importantíssimas em Brasília, como a questão das contrapartidas que os clubes deveriam dar para ter suas dívidas com o poder público não exatamente anistiadas, mas… Quase.

  • Marcel Zanini

    Bom dia Janca.

    Não acho que seja falta de bom senso como disse o Mario em comentário acima, saber quem financia, a cbf é uma máfia e todos sabem de onde vem a grana,(pra onde vai é que é problema) e o bom senso não sabemos quem é , ou quem são os mecenas.
    Quanto a questão que estão correndo atrás é digna, sem dúvidas.
    Aí Mario, que teoria da conspiração é essa, conta aí …

    • Mario

      eu não crie nem uma teoria da conspiração só apontei q os lideres do BSFC tem grana suficiente p/pagar um advogado ou advogados ,só a grana do Paulo Andre ganha na china e os direitos de arena q vai ganhar no processo contra o Corinthians dá para bancar , mas te devolvo a pergunta quem seria o mecenas fantasma?

      claro q o BSFC é uma plataforma para futuras carreiras politicas de alguns , aproposito vc tem alguma prova q alguem esta ganhando dinheiro com o BSFC ou só imagina q existe?

      • janca

        Quem está trabalhando para o Bom Senso, prestando consultoria ou assessoria, no caso, está sendo remunerado, pelo menos que eu saiba. E é justo que seja assim, embora também possam fazer trabalho voluntário, no caso.

  • Cleibsom Carlos

    Acho que o Bom-Senso deve se preparar!!!Caso o movimento consiga fazer que a presidente Dilma vete a mamata do refinanciamento da dívida dos clubes com a União que está sobre sua mesa a artilharia da CBF e dos clubes será pesada. O Alex escreveu um artigo muito sensato na Folha de S.Paulo do dia 09/01 e me parece que no momento o movimento está agindo mais nos bastidores, que é onde as coisas de fato acontecem. Esse questionamento infantil de onde vem a grana do Bom-Senso é só um “balão de ensaio” dos opositores. Aguardemos pois quanto mais a briga esquentar mais golpes baixos virão daqueles que lucram com o atraso do futebol brasileiro!

    • janca

      Se conseguir o veto da presidente será uma tremenda de uma vitória.

  • José Henrique

    O Bom Senso, perdeu toda a credibilidade, quando deixou intocável a questão dos “empresários” ou “investidores”, estes sim, deveriam arcar com os tributos na proporção exata das porcentagens que detém de suas “mercadorias” a titulo de direitos econômicos.
    O Bom Senso, não defende os clubes, hoje falidos, e seus empresários ricos.
    Uma decepção com Paulo André Alex, e cia.
    Nem de longe. criticam a malfadada e danosa Lei Pelé.
    Porém a Fifa, está acabando com isso, para salvação dos clubes de futebol.
    Bom Senso, depois dessa omissão, está mais para defensor de outros direitos, menos os direitos dos clubes, e do futebol.

  • Olá, Janca . Fui um dos que questionou o tema em pauta . Em que pese o assunto não ter sido totalmente esclarecido , por falta de interesse de alguns em te responder , valeu pelo seu empenho , profissionalismo e isenção .
    Sobre esse imbróglio envolvendo as dívidas dos clubes , com sinceridade , não vi nenhum representante de clubes contrários as contrapartidas . Vi muitos contrários a algumas delas , mas não ao parcelamento sem nenhuma contrapartida . O presidente do Flamengo chegou a dar uma entrevista dizendo que a MP era contrária aos interesses da sociedade . Aliás foram do presidente do Flamengo as declarações mais felizes que li em relação ao assunto . Disse ele : “A lei precisa ser objetiva . De nada adianta criar regras de são impossíveis de serem fiscalizadas ou que gerem dúvidas de interpretações ” . É isso ! De que adianta , por exemplo , definir limitações de gastos com o futebol com base nos orçamentos dos clubes , como quer o BSFC ? Quem vai fiscalizar a enorme quantidade de clubes que existem no Brasil ? Quem assegura que o Balanços dos clubes não serão manipulados para não revelar gastos excessivos ? Isso é um absurdo . Jamais dará certo . Quem tem que definir isso são os clubes de acordo com os interesses dos seus associados e os seus estatutos . Os clubes que assumam os seus atos . Veja o que aconteceu com o Flamengo no passado e o que está acontecendo com o Corinthians no presente . Para que colocar regras sobre atrasos salariais se já existem leis que penalizam os devedores ? Veja o caso do Santos . A LRFE tem que ser simples , por exemplo : Sem CNDs os clubes caem de divisão . Essa é uma medida objetiva . Tem , muito bem . Nào tem , dança . Simples assim . Quanto ao BSFC , ninguém me tira da cabeça de que existem infiltrações de empresas , especialmente TVs , ajudando o movimento dos jogadores e interessadas em quebrar o monopólio da Globo . E nem quero entrar no mérito se isso é legítimo ou não . Só acho que por ser uma coisa escondida não cheira bem . E outra , Janca . A Globo de boba não tem nada , e já deve ter percebido isso . Aí , meu caro , o buraco é mais embaixo , pois brigar com a Globo è uma parada dura . Os caras tem o domínio de todas as nossas instutuições . Não duvido que a tal MP tenha passado no Congresso e no Senado com o dedo dela . Por fim , Janca , acho que há muitos interesses escusos nessa história , e os clubes , que tanto precisam receber socorro , estão no meio desse tiroteio . E ficar culpando os dirigentes pelas saúdes financeiras dos clubes não resolve os problemas , atè porque isso vem de outras gerações de dirigentes . O que precisamos é de urgência , de objetividade e de punições severas para quem desrespeitar as contrapartidas , mas que essas sejam simples e fiscalizáveis .

    • janca

      Com todo respeito, Silvio, penso um pouco diferente. Os clubes não são favoráveis às contrapartidas, pelo menos à maior parte delas. Podem aceitar contrapartidas para boi dormir, digamos assim. Mas deveriam ser responsabilizados, inclusive com os próprios bens, por atos lesivos aos clubes, como dívidas contraídas, receitas adiantadas… Aliás nem adiantar receitas que afetem uma futura administração deveriam poder fazer. Quanto ao Bom Senso claro que há adversárias da Globo interessadas no movimento, inclusive para tentar quebrar o monopólio da emissora em relação ao futebol. Mas de fato a direção do Bom Senso não foi muito clara em relação ao financiamento do movimento. A resposta tida como padrão é que os próprios jogadores o bancam, pagam viagens, gastos com advogados, assessoria… Mas tem consultor que conheço que trabalhou de graça atrás de um espaço na mídia e como oportunidade para mostrar seu trabalho, tem assessor que começou a trabalhar de graça e depois quis receber… E o Paulo André disse que bancaria o movimento só por três meses depois de ir para a China. E está lá há quase um ano… E não respondeu meu questionamento. Se responder te aviso. Abs.

      • Janca , os clubes têm um representante e , pelo que sei , este esteve negociando a LRFE com a aceitaçào de contrapartidas . Por isso acho que não é correto dizer que isso “è da boca pra fora” . Alèm do mais Janca , dirigentes de futebol são voluntários , como síndicos de prèdios . Alguèm precisa “assumir o abacaxi” . As proteções contra más gestoes precisam estar nos estatutos dos clubes e nào em leis federais . Cabe aos associados esse desejo de proteçào , e não ao governo . Ao estado cabe cumprir as sanções previstas nos Códigos Civil ( protestos , penhoras de bens , arrestos , etc ) e Criminal ( condenações , prisões por sonegações , etc ). Você tocou num ponto – antecipações de receitas – que também é muito polêmico . Em primeiro lugar acho que isso tambèm è decisão dos associados e não do governo , mas independentemente disso , deixa-me te fazer uma pergunta : Se um clube vier a pegar um emprèstimo de R$20 milhões em Jan/2015 para pagar em 6 parcelas mensais e sucessivas entre Jul e Dez/2015 , oferecendo como garantia um valor a receber ( cota de TV ou contrato de patriocínio ) em Jan/2016 , ocasião em haverá sucessào presidencial , isso é considerado antecipaçào de receita ? Na minha opiniào não , pois a previsão de pagamentos è no ano de 2015 . Ou seja , a garantia só vai ser usada em caso de inadimplência . Muitas pessoas confundem oferecimentos de garantias com antecipações de receitas . E esse mecanismo só é utilizado porque muitas vezes os clubes não possuem outras garantias para oferecer . O problema , Janca , è que tem muita gente dando palpites sobre coisas que nào são especialistas . Aí vira o samba do crioulo doido . Janca , tem muitas reivindicações ( ou contrapartidas ) que o BSFC na verdade nem quer . Isso é uma tática de negociação . Fingir que abre-se mào de algumas coisas , numa falsa demonstraçào de “flexibilidade” , para obter outras vantagens . Por fim , entre os clubes e os jogadores eu fico com os clubes . Esses sim são instituições centenárias , com milhões de seguidores e que empregam muita gente . Valeu pelas suas considerações e boa vontade .

        • janca

          Era representado pelo então presidente do Coritiba e lutaram fervorosamente contra as contrapartidas, inclusive o chamado Jogo Limpo Financeiro. Em entrevista é um tom, nos bastidores, outro. Que o diga o Ministério do Esporte que tentou fazer o meio-campo entre os dirigentes e o Bom Senso, evitando radicalismos dos dois lados, e não conseguiu. Vamos ver se a Dilma veta o projeto. Porque concordo que se trata de instituições centenárias, mas não é por isso que podem tudo. É o pensamento do dirigente que sabe que um governo jamais fecharia um Flamengo ou um Corinthians. Mas os clubes têm que se reestruturar. Se não ficarão sempre de pires nas mãos. Grande abraço e valeu pelas considerações, Janca

          • Marcelo

            Janca. Você não acha que as próprias leis e regras já existentes podem perfeitamente fiscalizar e regular as atividades no Brasil. Inclusive esta questão do clubes de futebol. Existem os códigos civis, leis complementares e outras. É estatuto pra tudo quanto é coisa. Lei disso, lei daquilo, estatuto do torcedor, estatuto da criança e adolescente, estatuto do idoso, lei das minorias (negros, índios e gays). Colocar o governo no meio da contenda só piora o negócio. Vai ser mais uma daquelas leis do tipo “controle social da mídia”, agora no caso “controle social do futebol” e outros controles que o governo quer implantar na sociedade. Colocando uns contra os outros. Um tipo de engenharia social. Se fosse outro governo “que não o PT”, talvez houvesse algum ganho para a sociedade, clubes e jogadores. Mas com o governo atual, só piora. Ainda, este tal “bom senso” tem muita influência de pessoas como “Juca Kifouri” e outros que você já sabe, só pioram o negócio. Enfim. Com o PT é “perda total”. É a intromissão total dentro dos clubes. Meu Deus. Salve-se quem puder.

          • janca

            Mas não dava para o governo deixar passar o refinanciamento das dívidas dos clubes sem contrapartida. Isso sim seria um mal ao futebol.

  • Valeu . Abs

    • janca

      Abs. Silvio

MaisRecentes

Paulistas com medo



Continue Lendo

A mágoa de Ceni



Continue Lendo

Alerta a Raí



Continue Lendo