Convite ao ministro



Ao contrário dos atletas, que se mostraram pasmos com a indicação do animador George Hilton para comandar o Esporte e partiram para o ataque, criticando a nomeação, a CBF, que não é boba nem nada, tenta se aproximar do governo. E de George Hilton.

Acha que ele precisa de tempo para mostrar trabalho e que sua falta de experiência na área não é empecilho para desenvolver um bom trabalho.

A entidade, aliás, quer convida-lo para acompanhar um dos amistosos do Brasil no exterior no primeiro semestre.

A ideia é chama-lo para Brasil x França, que deve ser realizado em março, em Paris, quando devem ser homenageados o atacante francês Thierry Henry, que mês passado anunciou a aposentadoria, e José Maria Marin, presidente da CBF que está para passar o bastão a Marco Polo Del Nero.

A Del Nero interessa uma boa relação com o governo. Ele trabalha pela aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte, que procura equacionar as dívidas tributárias dos clubes, na casa dos R$ 4 bilhões, sem que eles tenham que dar contrapartidas, como o chamado Jogo Limpo Financeiro, que é uma das exigências do Bom Senso.

A presidente Dilma Rousseff pode vetar o projeto e exigir contrapartidas, como quer o movimento de jogadores, mas a CBF espera que a proposta da chamada bancada da bola triunfe também no governo federal. Para isso quer contar com o apoio de George Hilton e já começou a badala-lo.

Político do PRB, partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, George Hilton não tem conhecimento de esporte, setor com o qual nunca se preocupou enquanto atuou como deputado. Sua legenda, no entanto, quer usar a área para crescer e ganhar visibilidade. Tanto que conseguiu a secretaria esportiva também em São Paulo, no governo de Geraldo Alckmin, Distrito Federal, Ceará e Minas Gerais. Antes um reduto do PCdoB, agora será do PRB.

Uma pena que o esporte, que não mereceu atenção dos entrevistadores e dos candidatos nos debates na TV, continue tratado assim. Como moeda de barganha política, para contentar a base aliada, o que mostra total descaso tanto do PT quanto do PSDB, que se recusam a implantar uma política esportiva de verdade no país.



  • Caro Janca . Da última vez que vc abordou o BSFC em sua coluna , te fiz um questionamento , o qual vc nào soube responder , ficando , no entanto , de tentar apurar . Me refiro as despesas do movimento . Ou seja , quem banca ? Por que essa minha curiosidade ? Para ser bem sincero , não acredito que seja só do interesse dos jogadores que compõem esse movimento as reivindicações que são feitas . Sou de opinião que há o interesse ( oculto ) de empresas nesse negócio . Empresas essas desejosas de participarem de fatias do “negócio futebol” , as quais não querem aparecer por questões óbvias . É muito dinheiro envolvido , especialmente nas transmissões da TV . E a Globo , que de boba não tem nada , já deve ter percebido isso e se mexeu também . E nào duvido que a tal MP tenha uma influência da Globo . O jogo é muito sujo , Janca . Nào tem santo nessa história , muito menos os componentes do BSFC . A americana ESPN deve ter uma vontade enorme de transmitir os jogos do Brasileirão . Dizem que a Folha de São Paulo quer entrar nesse negócio de TV . Já imaginou ela entrando nesse negócio podendo transmitir os jogos ? E um dos caminhos para isso è quebrando a atual estrutura da CBF , uma grande parceira da Globo . Janca , acho que quem for atrás disso vai achar muita coisa . Um abraço.

    • Mario

      ESPN americana não tem interesse em entrar no mercado brasileiro pesado ou gastar muito dinheiro por aqui , anos atras a direção da ESPN Brasil tentou convencer eles a bancar a comprar de direitos de TV do Brasileirão e eles não quiseram , agora a FOX sports e talvez o Esporte interativo (socio da Turner Broadcasting dona do Cartoon Network, CNN, TNT, Space, Warner e outros) possam agitar o mercado , mas esta tudo amarrado com a Globo por contrato ate 2018 e com tanta antecipação de cota é bem possivel dos clubes continuarem amarrados a Globo ainda por muitas decadas.

    • janca

      Eu fiquei de ir atrás da informação, mas acabei deixando passar. Peço desculpas. Hoje mesmo começo a apurar e perguntar para as lideranças do movimento. Espero ter uma resposta até segunda que vem, quando pretendo abordar o assunto. Sobre o financiamento do Bom Senso. Abs.

      • Valeu , Janca . Um abraço.

  • Mario

    não entendo por q as pessoas ficaram pasmas , essa pratica de lotear ministérios para ganhar apoio desde 1500 , eu ficaria pasmo se a Dilma tivesse indicado alguem com capacidade de mudar as coisas , politica no Brasil é isso .

    se não gostam de como as coisas funcionam q se candidatem nas proximas eleições , só assim as coisas mudam.

    a possibilidade da Dilma vetar o projeto e exigir contrapartidas , é a mesma q o George Hilton fazer algo de serio no ministério , nada vai mudar ,verdade ate piorou com Aldo no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação vamos voltar a idade da pedra .

    • janca

      Para mudar precisamos de uma reforma política. Mas se for feita pelos políticos que estão aí, que não querem perder as regalias, a coisa fica complicada. Mas que o ministério poderia ser melhor, poderia. Na Fazenda, mesmo contrariada, Dilma teve que ceder, já que a área econômica foi bem mal gerida no seu primeiro mandato. E o resultado estamos vendo aí. Acabou sendo obrigada a apostar na ortodoxia. Dinheiro, afinal, não nasce em árvore. E dos impostos que pagamos muita coisa vai pro ralo. Vide o que aconteceu na Petrobras.

      • Mario

        desculpe mas não é mal gerida , é corrupção mesmo e pesada , todos os governos são corruptos , mas o nosso bate records nesse quesito , povo tem q apreender a não esperar os politicos e cobrar , mas isso é impossivel , por aqui a maioria é corrupta ou quer ser .

  • Vaz

    Enquanto não protestarmos em estádios, boicotarmos transmissões esportivas, cobrarmos políticos e dirigentes nada vai mudar.Leio todos os dias uma infinidade de criticas a Globo (muitas com justiça, mais a maioria é puro delírio) continuam pagando para acompanhar seu time no brasileirão e estaduais, lotam estádios com ingressos a mais de 100 paus, aplaudem quando seu time é beneficiado mas ficam “revoltados” quando prejudicados e por aí vai.
    Quando o torcedor deixar de lado rivalidades infantis e unirem-se contra CBF, Federações e mumunhas de bastidores a coisa muda mais até lá, Marins da vida, RT’s, Del Nero’s da vida caem na gargalhada e nada muda.
    Apenas uma opinião, não sou dono da verdade mas quando deixarmos a tal rivalidade de lado e brigarmos (sem violência por favor) por um futebol assim como outros esportes sejam sérios a coisa vai caso contrário estamos financiando a bandalheira e nada temos a reclamar. Gostaria de ver no futebol a indignação de técnicos e jogadores demostrados no vôlei e não a cabeça baixa no futebol e seu festival de leviandades que nada provam, enquanto ganham o seu.

  • Gumercindo

    Pastor da Igreja Univer$al como Ministro dos Esportes. Vai roubar as bolas, as raquetes, a agua das piscinas, a tabela de basquete, a rede do volei, os cavalinhso do hipismo, não vai sobrar nada para o esporte brasileiro. Lamentável Dilma.

  • Dorival

    São Lucas escreveu; “O reino de Deus esta dentro do homem”, Não de um homem, mas de todos os homens! Em vós! Vós o povo, tendes o poder!
    Quer me parecer que, apesar de sermos uma nação Cristã esquecemos isso já faz muito tempo!
    Infelizmente estamos alienados ao CONSUMISMO, ao STATUS, ao PODER, estamos perdendo os reais valores da vida. Hoje a grande maioria das pessoas se tornaram intolerantes, agressivas, impacientes, estúpidas, em contraponto existem RARÍSSIMAS pessoas que se satisfazem com o necessário, valoriza incondicionalmente a família e não precisa mostrar o que não tem pra pessoas que nem conhece, seja em Facebook ou na vida real, uma pena…
    Indignação, Não resolve nada, quando os eleitores são cúmplices dos crimes e desmandos dos políticos, enquanto o povo for cordeirinho, eles vão fazer o que quizerem. Nós somos 240milhões, eles são alguns milhares, quem é mais poderoso? É só querer que podemos mudar estes desmandos, indignação com a bunda grudada na cadeira é o que eles querem que continuemos a fazer.
    A intenção de ser pacifico, não só acalma a mente, como tambem é bom para o nosso bem-estar físico. Por outro lado, o ódio, o ciúme e o medo fazem perturbar nossa paz de espírito. Eles nos fazem agitados fisicamente e mentalmente. Essa agitação é preocupante, o que mostra que a necessidade de paz de espírito está em nossa inteção. Nossas células agem de acordo com o nosso modo de pensar e se multiplicam com a velocidade da luz. Assim sendo, alegria promove mais alegria e bem estar em todos os sentidos, bem como todos os sentimentos negativos promovem todos os sentimentos opostos. Somos o que temos intenção de ser.
    Vamos ter a intensão de mudar este país só assim alguma coisa irá acontecer.

  • Marcel Zanini

    Bom dia Janca

    Como disse o Silvio no primeiro comentário desse post, seria muito bom saber quem banca o Bom Senso e quem está por trás dos jogadores ou se os próprios são donos de tais idéias e ideais.
    Aguardo abordagem futura sobre o tema conforme prometido por você Janca.

    Ótimo 2015.

    • janca

      Segunda-feira vou abordar a questão, Marcel. Abs. e um excelente 2015 pra você também, Janca

MaisRecentes

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo

O título do Timão



Continue Lendo