O técnico do ano



Final de ano chegando, tenho sido chamado aqui e acolá para escalar minha seleção do Campeonato Brasileiro. Confesso que tenho uma certa dificuldade e nem sempre repito o mesmo time. Gosto muito de Everton Ribeiro e Ricardo Goulart, por exemplo, mas posso ter deixado de colocar a dupla em uma ou outra formação que montei.

Na hora de definir o técnico, então, tenho visto a maioria apontar Marcelo Oliveira, campeão pelo Cruzeiro, como o melhor da competição. Concordo. Mas terá sido o melhor técnico brasileiro do ano? Aí acho que não.

O melhor técnico brasileiro do ano foi, a meu ver, Levir Culpi. E aqui quero deixar claro que ele queimou minha língua. Tenho sérias restrições ao trabalho de Paulo Autuori, que para mim não servia para o Galo como não serviu ao São Paulo na passagem pelo Morumbi no ano passado, mas também não achava que Levir fosse um bom nome para o Atlético. Tinha quase certeza de que não faria um bom trabalho, ainda mais sem Ronaldinho Gaúcho, com Jô repleto de problemas emocionais e Diego Tardelli contestando sua liderança.

No final Levir, que pelo jeito aprendeu muito mesmo trabalhando no Japão, brilhou. Não tinha o melhor elenco (que é do Cruzeiro), mas montou um conjunto que encantou diversas vezes. E ganhou com brilho, competência e muita emoção a Copa do Brasil.

No Brasileiro, tivesse tido um pouco mais de tempo, poderia ter colocado o Galo em situação ainda melhor na tabela. Formou o time com a temporada em andamento, algo que Muricy, há quase um ano e meio no São Paulo, não conseguiu fazer. Ou pelo menos não como Levir, que apostou numa formação compacta, disciplinada e muito organizada, sem deixar de aproveitar os talentos individuais que tinha em mãos. Para mim foi o técnico do ano no Brasil. Que sirva de exemplo, assim como o próprio Marcelo Oliveira, para os demais.



  • Mario

    na minha opinião o Marcelo Oliveira é melhor , tem um trabalho melhor e por um periodo muito mais longo , cara foi campeão mineiro, campeão brasileiro e vice da copa do brasil , o q não é facil sendo q manteve o nível do time jogando dentro e fora.

    Levir fez um bom trabalho , mas temos q lembrar esse time do Galo era o campeão da libertadores 2013, então não era um time ruim , só estava bagunçado e não resolveu o problema de ser fraco jogando fora de minas q vem desde dos tempos do Cuca.

    • janca

      Talvez tenha razão. Mas pelo que fez em pouco tempo ainda acho que o Levir foi uma surpresa muito positiva. Os dois parecem ter aprendido muito com a Copa do Mundo.

      • Renato Rasiko

        Na minha “mirde” opinião e, claro, embalada pelo flamenguismo crônico que assola meu ser rubro-negro, o melhor foi o Luxa. Explico: nenhum dos citados técnicos pegou uma barra tão pesada quanto ele. Além de tirar o time da lanterna e conseguir um brioso 10º lugar, contou com um dos piores elencos que o Flamengo teve em 119 anos de vida (como tenho 70, dá pra fazer uma avaliação razoável) . Não é pouca coisa. Como não é pouca coisa os torcedores terem que aturar a mediocridade do futebol brasileiro. É tudo mais ou menos. Não temos um craque sequer no país. Esse é o fato. E a diferença de um time pro outro depende de um lampejo de um jogador aqui, outro ali e não passa disso. Muito pouco, quase nada.

        • janca

          De jeito nenhum. E até aí poderiam dizer que o Dorival Júnior tampouco caiu com o Palmeiras. O Flamengo se livrar do rebaixamento é obrigação, havia times bem piores no campeonato. E na Copa do Brasil levou um chocolate do Atlético num jogo que o time tinha tudo para se classificar. E em que Luxemburgo não foi bem, apesar de eu o considerar um ótimo treinador. Desde que não se meta a trabalhar como manager…

  • Pulga

    São dois grandes trabalhos… mas não acho o elenco do Cruzeiro tão superior assim.
    E pra mim esse Ricardo Goulart tem prazo de validade… é decadente demais ver um jogador comum ser craque do Campeonato Brasileiro.

    • mARCUS

      CARA, concordo contigo, mas tbm acho Everton Ribeiro comum, um jogador que há 5 anos não teria vaga em algum time disputando título ou libertadores das principais competições. Mas o nível está tçao fraco que em 2014, creio que apenas 1 dos 2 poderia ser eleito melhor jogador, e acho que Goulart esse ano jogou mais.

      • Pulga

        Esse time do Cruzeiro é um caso raro de um time de jogadores comuns que deu certo, cito vários exemplos: Léo, Egídio, Nilton, Ricardo Goulart, Marquinhos, M.Moreno, entre alguns outros.

      • Zico

        Concordo em partes com vocês , pulga e marcos . Realmente Everton Ribeiro também não acho tudo isso que falam não! O Goulart então , é comum demais . No Brasil mesmo tem vários iguais a ele . É fase .
        Agora , se pegarmos os últimos campeões não tinham nada demais!! FluminenC foi campeão com Fred (vimos o que acontece quando pega uma boa zaga) e Cavalieiri pegando tudo! Zaga comum , meio nada demais . O curintia tinha ralf e Paulinho (vimos também que é mais um volante comum) e sheik na frente . Nada demais também .
        E pra fechar o são Paulo de Muricy . Ganhava de 1 x0 , 2 x 1 e ninguém de destaque .
        Então essa questão de nivelado por baixo , está a anos !!

        • Pulga

          Vc tem razão Zico… mas me ative apenas ao “craque do campeonato”. Pra mim esse Ricardo Goulart não serve nem pra chegar perto da seleção.
          Fico feliz de ver ainda que na eleição de melhor jogador do mundo fiquem sempre Messi e Cristiano Ronaldo, que são de fato os melhores mesmo… pq se elegessem como melhores os jogadores campeões, teríamos aberrações como Ribery (que não é melhor nem no time dele) como melhor do mundo.

      • janca

        Não acho um gênio, mas acho um ótimo jogador. Acima da média.

    • janca

      Sei não… Fez uma ótima temporada. Espero que siga assim.

  • Zico

    Acho o Marcelo Oliveira merecedor . O Levir em vários momentos hesitou em manter o esquema ´´ofensivo“ com 2 volantes , mesmo jogando em MG . Esquema esse que sempre funcionou . Marcelo pelo contrário , sempre jogou com o esquema que ganha , apesar de que na final da CB errou feio em tirar um volante e colocar outro , precisando fazer 3 gols.

  • Robert

    Janca, Aqui no Rj uma pergunta se impõe e tem sido repetida em todas as ruas, bares, esquinas: a unimed conseguirá sobreviver sem o Tricolor carioca?

    • janca

      Empresa de plano de saúde fatura muito no Brasil. Agora o Fluminense vai ter que se virar e não terá vida fácil no curto prazo. Pelo menos penso assim. Deve correr atrás de outros parceiros e voltar os olhos para a base, não?

      • Ailton

        Perguntas que não se querem calar:

        O Fluminense ou Flamengo quem comprou a Portuguesa?

        Se um dirigente subornado pode rebaixar o seu time, porque um dirigente que subornou não pode te o time rebaixado?

MaisRecentes

Saída de Lucas Lima



Continue Lendo

Dorival bombardeado



Continue Lendo

A grana de Nuzman



Continue Lendo