As empreiteiras na Rio-16



Causou preocupação na cúpula do Comitê Olímpico Internacional a prisão de alguns dos chefões das maiores empreiteiras do Brasil por conta da chamada Operação Lava Jato. É que muitas delas, caso de Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, OAS e Odebrecht, que também está sendo investigada, tocam obras importantíssimas para os Jogos de 2016, incluindo Parque Olímpico, metrô e revitalização do porto.

No ano passado membros do COI reclamaram muito do atraso na preparação da Rio-2016, provocando especulações de que a sede poderia até ser trocada. Com o sucesso da Copa-2014, os protestos do COI diminuíram, embora a entidade considere que a organização está no “limite” e o Ministério do Esporte também mostre preocupação com o andamento das obras.

Dependendo dos desdobramentos da Operação Lava Jato, construtoras podem perder a chamada idoneidade para transacionar com o setor público, o que geraria paralisação de serviços, um dos grandes temores do governo. Tanto que já há quem diga que a inidoneidade poderia ser aplicada para obras futuras e não para as que já estão em andamento, caso das do Rio-16.

Por essas e outras gosto de ficar bem distante do governo, do qual muitas vezes temos de nos defender, vide o que aconteceu no governo Collor, com aquele absurdo confisco da poupança idealizado por dona Zélia Cardoso de Mello, que depois acabaria se exilando em Nova York. E bem distante das construtoras também.

Seja como for a relação promíscua entre partidos políticos e empreiteiras, agora alvo de investigação, talvez possa nos levar a discutir seriamente uma reforma política para o Brasil. Uma reforma política de verdade, não aquelas apenas para inglês ver.



  • Mario

    copa do mundo e Olímpiadas no rio é um buraco negro para dinheiro publico , mas acho q as obras não vão parar por q seria necessario decisões(politicas) do judiciario , ai um juiz dá uma liminar para parar , um desembargador da outra para liberar ,ai o caso vai para o supremo , um juiz acha q tem parar ,outro juiz do STF vai analisar por meses e meses ou anos ate chegar a uma decisão , dai quando chegarem a uma conclusão , já acabou as olimpiadas e dinheiro foi pelo ralo.

    não acredito em reforma politica pois não temos partidos politicos no Brasil , eles são só letrinhas para os politicos se candidatarem , basta ver q temos a bancada da bola , a ruralista , a evangelica e etc , se olharmos cada um dos membros é de um partido diferente , então tem q primeiro mudar os partidos politicos para depois fazer uma reforma , mas isso nunca vai acontecer.

    abrçs e bom fds .

    • janca

      Também duvido que as obras parem. As empreiteiras têm muita força. Mas que muito dinheiro público (nosso) vai para o ralo não tenho dúvidas. Por isso que digo que temos de nos defender do governo. Desde que o Collor e a Zélia aprontaram o que vimos penso assim… Enfim, que os Jogos vão acontecer em 2016 não tenho dúvidas. E acho que serão bacanas. Grande abraço e bom final de semana, João

  • Marcel Zanini

    É Janca as negociatas que envolvem a construção civil no brasil aparecem no noticiário não é de hoje e com certeza é a maior lavanderia de dinheiro ilegal, caixa 2 e de propopinas. Vide o Maluf e o túnel Airton Senna na capital paulista e alguns estádios da copa no Brasil.

    Não vai dar em nada Janca, é só você mexer seus pauzinhos e correr atras da informação e confirmar quem fez doações as campanhas aos governadores/deputados estatuais e federais/senadores eleitos para constatar que muitas construtoras e empreiteiras doaram dinehiro e com isso querem que seus políticos mexam os pauzinhos a seu favor, pode ter certeza que se der merda uma MP será aprovada e tudo será apurado pelas próprias raposas que tomam conta do galinheiro.
    Abraço.

    • janca

      Sei não… Mas em relação às obras do Rio e a pararem o Brasil (afinal elas dominam o ramo da construção e das obras públicas no país) duvido. Só sei que de governo, políticos e empreiteiras quero distância. Prefiro atuar na iniciativa privada sem contrato e serviço com setor público, do qual muitas vezes a gente tem que se defender, como já até coloquei aqui. E apesar de ser muito crítico ao número de ministérios do governo federal, muitos para apadrinhar amigos e aliados políticos, uma pasta que seria interessante e já tivemos no governo Figueiredo, salvo engano, é a da Desburocratização. A burocracia é complicada. Vide um dos contos de Relatos Selvagens, filme argentino que recomendo. Bom final de semana, Marcel, abs. Janca

MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo