As canoas do Timão



O ex-presidente Andrés Sanchez começou a ser usado tanto por Roberto de Andrade, candidato da situação, quanto por Paulo Garcia, que concorre pela oposição, na disputa pela presidência do Corinthians. Ambos dizem contar com o apoio do cartola para o pleito de fevereiro.

Andrés, eleito deputado federal pelo PT-SP e principal responsável pela negociação para a venda dos direitos de nomear a arena do clube em Itaquera, tem afirmado nos bastidores que o ganhador terá todo seu apoio na condução dos interesses do Timão.

Apesar de oficialmente ser Andrade o candidato da situação, quem trabalha mesmo por sua eleição é o atual mandatário, Mario Gobbi.

Andrés está mesmo dividido, com uma perna em cada barco (ou em cada canoa), já que mantém boas relações com Garcia e nos últimos tempos acabou se afastando de Gobbi. Tanto que um terço dos pouco mais de R$ 2 milhões que teria gasto em sua campanha para deputado seria proveniente da família do candidato de oposição, que é dona da Kalunga.

Ao contrário da última eleição, quando Andrés conseguiu eleger com certa facilidade seu sucessor, a de fevereiro tende a ser mais complicada e a oposição aparece com chances reais de vitória, seja pelo desempenho abaixo esperado do futebol corintiano do Brasileiro do ano passado para cá, seja pela situação econômica do clube, que deve fechar a temporada no vermelho e preocupa a direção.

Além de Andrade e Garcia, concorre como terceira via Ilmar Schiavenatto, que foi diretor social na gestão Gobbi e não deve ser páreo nem para um nem para outro.



  • Mario

    Andrés Sanches não vai apoiar o André Luis de Oliveira , um de seus maiores parceiros politicos e vice da chapa do Roberto Andrade?

    • janca

      Ele está com um pé em cada barco. Inclusive porque tem restrições ao trabalho da atual administração, mesmo que tenha sido eleita com seu apoio, Mario. Oficialmente, claro, apoia a chapa do Roberto de Andrade, mas não ficaria descontente se ganhasse a oposição. Que, repito, colaborou muito em sua campanha para deputado federal.

  • Janca , podemos chamar as duas principais correntes políticas que concorrem à presidência de “Chapas Brancas” , ou seja , ligadas ao eixo-central do partido de situação . E isso , creio , significa dizer que não teremos uma renovação no Corinthians , o que é muito ruim para o clube . A impressão que tenho é a de que , diferentemente do que ocorre , por exemplo , no Flamengo , a direção do Corinthians está muito mais preocupada com o clube “parecer ser” do que efetivamente “ser” . Podemos citar tres casos que traduzem muito bem essa forma de atuar da diretoria . O primeiro é a novela do naming rights , em que o clube fez tentar parecer que , devido a grande procura , poderia escolher o parceiro , iludindo a torcida . O segundo é a falsa informação de um clube transparente . Ficou provado que os relatórios financeiros do clube foram forjados e escondiam a grave situação do Corinthians . E , por último , a falácia de que o Corinthians quitaria a dívida do Itaquerào em 5 ou 7 anos . Essas mentiras , quando combinadas com os bons resultados em campo , entorpeciam a torcida , que passava a acreditar na lorota de “clube europeu” nas Américas . E o pior de tudo isso Janca , é que muito jornalistas , ligados ao clube , tentam dar como respostas a informação que isso ocorre em todos os clubes . Não é verdade , e nem importa , pois se está falando de Corinthians . As denúncias de falcatruas envolvendo os dirigentes do Corinthians são muitas , mas nem quero entrar nessa questão por não possuir provas . Por fim Janca , você não acha que o Corinthians merecia uma renovação política . Isto è , o surgimento de um grupo totalmente desvinculado dos últimos gestores ?

    • flavio

      Você faria um grande favor à torcida do corinthians se destilasse seu veneno no time para o qual torce. Você não engana ninguém com esta conversa de anti descarado. Esqueça o corinthians e fique sabendo que, ganhando quem ganhar as eleições, o corinthians continuará sendo muito maior que qualquer destes clubecos, inclusive o seu. Fique tranquilo que talvez ano que vem seu timeco consiga ganhar um jogo do corinthians no campeonato brasileiro, pois este ano não viram nem a cor da bola seu trouxa! Não se preocupe com o estádio, com as dívidas, nem com outras notícias plantadas pela imprensa rosa, porque enquanto “os cães ladram a caravana passa”!!

      • O problema do corintiano é que prefere a mentira do que a realidade . Quando as verdades são expostas os corintianos dizem que é mentira ou perseguição da imprensa . Se vc acha que a situação do Corinthians não è caótica , porque o clube deve o empréstmo do tal do Enferrujado , deve aos jogadores Chicão , Ralf , Paulo Andrè , Sheik , Pato e muitos outros ? Meu caro , a primeira atitude para quem quer melhorar alguma coisa é encarar a realidade . Que história de maior clube das Américas é essa ? Melhor em que ? Não tem a maior torcida , ficou cem anos sem ganhar um título internacional , só veio a ter um estádio agora e ainda nem começou a pagar a extraordinária dívida , não consta no ranking dos maiores públicos nem das maiores rendas do futebol brasileiro , não é o que tem mais títulos nacionais , não é o de maior faturamento , não é o que tem o maior pay per View , então porque o maior das Américas ? Pare de ouvir essa blablabla do Andres Sanches e caia na real .

        • Jorge

          É simples Silvio. O Corinthians é tão grande que você veio dar palpite na informação que envolve o clube.
          Tenho certeza que você está mais preocupado com o Corinthians do que com o próprio clube que você torce.
          Todos os clubes do Brasil e do mundo tem dívidas. Para montar times vencedores é necessário gastar. O Cruzeiro e o Atlético/MG, que estão na crista da onda, duplicaram as suas dívidas para ganharem o Brasileiro e a Copa do Brasil.
          Ou você paga dívida ou você ganha campeonato. Não existe mágica.
          O Corinthians ainda está pagando a conta por ter montado um time que ganhou Brasileiro/Libertadores/Mundial/Paulista/Recopa, e agora tem a questão do estádio.
          Me fale um time grande do Brasil ou do mundo que não tenha dívidas ???
          Sabia que o Real Madrid passui mais de 1 bilhão de euros em dívidas ?
          Não existe time forte sem dívida.
          E principalmente, demos o azar de o Mario Gobbi ter entrado na presidência, pois é um sujeito que não entende nada de futebol, ele mesmo já admitiu isso. Ou seja, tudo o que o Andres fez, o Mario Gobbi não deu sequência, e o clube ficou estagnado.
          Mas fique tranquilo, quando o Andres Sanchez voltar ao Corinthians, ele recolocará o time no eixo novamente.

        • Nick Oslahf

          Silvio, no primeiro comentário vc disse algumas verdades a respeito da administração do clube. Porém, quando fala que isso não acontece em todos os clubes, perde toda a credibilidade e mostra seu lado meramente clubista. Vc, como um covarde ao não identificar o clube por qual torce, direi que vc supostamente torce para algum dos grandes de São Paulo. Pois, no caso, todos os grandes de SP atrasaram pagamentos esse ano. O torcedor corintiano não é iludido, e sim o torcedor de modo geral que não consegue perceber que a crise é do futebol brasileiro.

          • Eu não disse que não existem problemas em outros clubes . Disse que o corintiano sempre que tem os problemas expostos se defende dizendo que vários outros clubes também estão em crise . A impressão que fica é a de que a culpa não è do Corinthians , mas do Brasil. E isso não é verdade . O Cirinthians botou os pés pelas mãos e , certamente , enfrentará a maior crise de sua historia já em 2015 . O clube , por conta do Itaquerão , não tem mais receita de bilheteria , não tem mais um centavo para receber da Globo em 2015 , e , além do que já tem de dívidas vencidas atualmente , tem que pagar mais uma parcela do Pato no início de 2015 ( deve ser paga com o que tem para receber da venda do Paulinho ) e a segunda parcela do Elias de 1 milhão de euros . O meu clube é o Flamengo , que já fez no passado o que o Corinthians faz hoje , mas para a nossa sorte passamos a ter uma diretoria corajosa ( em não se deixar levar pela pressão da mida e da torcida ) , que está dando uma aula de responsabilidade , seriedade e honradez . E olha que não é fácil agir assim na panela de pressão que é a Gávea e a Nação Rubro-Negra .

    • janca

      Renovação é uma coisa, revolução, que parece que é o que você quer, Silvio, no sentido de uma mudança total, se é que entendi bem, outra. E acredito que vendendo o direito de nomear o estádio a situação fica mais confortável. Mas que a novela parece não ter fim, parece.

      • Janca , è renovar mesmo ! Tirar o velho e colocar algo novo , sem vínculo , subordinação ou subserviência ao passado . Esse grupo , que se diz de oposição , financiou a campanha do Andrè Santos e possui direitos econômicos de jogadores do clube . Acredito que qq dos dois grupos que vierem a vencer manterão a atual forma de administrar , além de fazer vista grossa para as irregularidades cometidas . Naming Rights não è a solução , pois , em tese , representa a entrada de caixa de , no mãximo , R$20 milhões /ano . É bom ? Claro , mas no médio e longo prazos .

        • Vaz

          Silvio para que isso aconteça você tem que acabar com os conselheiros vitalícios. Aí sim está o problema de todos os clubes e veja bem o que estou falando, todos os clubes. Em qualquer lugar que olhe você esbarra nos tais conselheiros que funcionam como eminências pardas que raramente se expõe mas que fazem dentro do clube, chover ou fazer sol para qualquer candidato que tenha a pretensão de se eleger. Estes caras em sua maioria estão presos ao passado e qualquer sinal de mudança, implica em ameças ao seu “status quo”. Considero essa missão uma coisa quase impossível dentro dos clubes pois demanda em mudança de estatuto o que acaba sendo bloqueado por esta turma. A única saída é mudanças na legislação quer leve ao fim deste câncer. O que era para ser uma reserva moral, virou um bastião intocável de privilégios e poder.
          É assim em todos os clubes e veja o que aconteceu no Palmeiras, Vasco (nesse momento), Flamengo, São Paulo e por aí vai. O que você assiste em todas as eleições de clubes não são divisões entre associados mais sim entre conselheiros apoiados por grupos de vitalícios ao sabor de quem melhor beija a mão. Tenha certeza que apesar de contar com grande respeito e influência dentro do conselho dentro do Corinthians não é Andrés que decide e sim o que estes conselheiros querem. A missão é ganhar a simpatia destes grupos.
          A influência destes caras dentro do clube é imensa e dentro da estrutura do Código Civil, clubes são entidades sem fim lucrativo com sua composição baseada em sócios titulares ou seja que tem título patrimonial e são os únicos que podem votar e ser eleitos. Em algumas sociedades. sócios especiais (jóia) podem limitadamente votar mas não ser eleitos já que não são titulares ou melhor, donos de uma parcela do clube que está embutida em seu título patrimonial. Caso se tente fazer com que o torcedor também vote o que se lê por aí a toda hora citando exemplos do exterior, esbarra na lei já que não sendo donos do clube não podem ter direito de decisão sobre algo que legalmente não lhes pertence. Cai já na primeira estância de que tribunal for. Aí porque estes vitalícios que vão sendo elegidos a cada ano e sempre pessoal com vários e vários anos de conselho em substituição a aqueles que morrem ou estão impedidos. Basta ver que em vários clubes estes caras vão votar até de maca como já ocorreu. Não é possível mudar este estado de coisas a não ser por legislação federal.
          Qualquer dirigente do Corinthians nos últimos 20 anos é vitalicio e inclua aí Dualib, Marlene Matheus, Garcia e pelo menos o 15 ex-diretores, vice, presidentes e etc… Se não beijar a mão destes caras não rola e é por esta razão que a Democracia Corintiana fez água. A turma que foi eleita na época nunca colocou no conselho antes de ser eleita qual era suas intenções que acabou fazendo com que os Adilson Monteiro Alves e sua turma incluindo aí o presidente a época estivessem na garganta dos vitálicios, quando tiveram a primeira eleição, detonaram o projeto.

  • Charles

    A eleição do Vasco foi essa semana, e não houve nenhum blog aqui do Lance !!

    Mas quando é de 2 times do povão, não precisa nem ser ano eleitoral.

    • janca

      Comentei a eleição do Vasco na semana passada num post intitulado “A Volta de Eurico”, que era dada como certa em São Januário. E como de fato aconteceu.

MaisRecentes

Revolta corintiana



Continue Lendo

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo