Os jogos da Globo



Em contato com São Paulo e Internacional, a CBF colocou a culpa pela bagunça na tabela do Brasileirão na conta da Globo, que não se manifestou publicamente sobre o assunto.

A entidade, que trabalhou para alterar a data do jogo de ida das semifinais da Sul-Americana entre São Paulo e Atlético Nacional, na Colômbia, aliviando os paulistas da maratona de viagens que não acaba mais, disse que teve que convencer a Globo a aceitar a mudança.

A emissora queria transmitir o jogo para São Paulo, pois acredita que daria audiência maior que a primeira partida da final da Copa do Brasil, que não envolve time paulista, mas dois mineiros, Atlético e Cruzeiro.

Para “ajustar” o calendário, atendendo também aos interesses da emissora, antecipou o jogo entre São Paulo x Internacional, pelo Brasileiro, de 19 para 12 de novembro. Mas aí os gaúchos se sentiram prejudicados. Disseram que nem consultados foram e apresentaram um protesto contra a antecipação do jogo.

Já a CBF, na figura de José Maria Marin, vem dizendo que faz o possível, inclusive com os jogos da Seleção, que já prejudicaram muitos times brasileiros, por problemas no calendário, ainda bem recentemente. Desfalcaram, na reta final do Brasileiro e da Copa do Brasil, times como o próprio São Paulo, Cruzeiro, Atlético-MG, Corinthians e Botafogo, que luta desesperadamente para não cair.

Quando não teremos jogos em campeonatos nacionais coincidindo com partidas da Seleção? Só em 2017, diz Marin. Até lá não tem jeito, acha ele. E, segundo o presidente da CBF, tampouco interessa à Globo, que detém os direitos de transmissão dos principais torneios no Brasil e dos jogos da Seleção, além de sustentar nossos clubes. Que vivem às custas das cotas de TV por incompetência própria e falta de união. Eles não são coitadinhos, não, mas corresponsáveis pela situação complicada em que se encontra nosso calendário. Ainda muito, muito mal formulado.



  • Mario

    os índices de audiência são cada vez menores , mas a Globo não entende q precisa mudar o calendario , cobrar mudanças serias na CBF e no TSJD p/as coisas melhorarem , só q medo deles de perder o poder sobre o futebol é maior então q paguem bem aos clubes p/falir com o futebol nacional e sul-americano .

    • janca

      A mudança talvez passe pela grana mesmo. E a Globo teria que apertar os clubes e a CBF. Os Estaduais interessam a quem? Há produto mais fraco do que eles?

      • Mario

        o problema é q quando as coisas apertarem , a Globo vai optar pela pior opção , a volta do mata-mata no brasileirão e todos vão apoiar como se fosse a solução magica p/todos os problemas.
        abrçs e boa semana

        • janca

          A Globo defende o mata-mata há tempos, mas até aqui sem sucesso. Vamos ver o que acontece… Eu era favorável aos pontos corridos, ainda sou, mas com menos convicção do que outrora, confesso. Abs. e boa semana pra você também

    • valdeir souza

      OS ÚNICOS E MAIORES CULPADOS DESSES ABSURDOS SÃO OS DIRIGENTES DOS CLUBES, LADRÕES ENRUSTIDOS….

  • Marcos Mineiro

    ALÉM DO CALENDÁRIO, HÁ QUE MUDAR OS HORÁRIOS DE JOGOS, QUE SÃO OS MAIS ABSURDOS. INICIAR UM JOGO ÀS 22H PARA TERMINAR ÀS 24H É ABSURDO. ALÉM DO QUE, NO CANAL ABERTO GLOBO SÓ PASSAM JOGOS DOS CLUBES DO RIO DE JANEIRO E EVENTUALMENTE DE SÃO PAULO, O QUE REALMENTE NÃO INTERESSA AO RSTO DE PAÍS.

    • valdeir souza

      OS ÚNICOS CULPADOS SÃO OS DIRIGENTES DE CLUBES, REPITO, DIRIGENTES DE CLUBES, QUE SÃO TODOS VENDIDOS E ACEITAM O QUE A TV QUIZER, DESDE QUE, ENCHAM OS BOLSOS DE DINHEIRO….CORRUPTOS SEM VERGONHAS…

  • Getúlio Medeiros

    É ENGRAÇADO…AGORA A CULPA, E SOMENTE DA TELEVISÃO…

    QUANDO VÃO FIRMAR OS CONTRATOS, PARA TRANSMISSÃO DOS JOGOS, E, OU ANTECIPAR AS RECEITAS DOS EVENTOS, TODOS ESTÃO UNÍSSONOS…NEM QUEREM SABER SE IRÃO MATAR OS ATLETAS DE CANSAÇO, OU SE IRÃO INTERFERIR NA PROGRAMAÇÃO DOS CLUBES, COM RELAÇÃO À QUALIDADE DE VIDA DOS ATLETAS E DAS LOGÍSTICAS…

    ENTÃO QUANDO A COISA SE AGRAVA, AI, A CULPA É SOMENTE, DOS OUTROS…E, OS ATLETAS???

    BOM SENSO NELES!!!

    • janca

      Claro que a responsabilidade não é só da TV. É da CBF e dos próprios clubes, muito mal administrados, aliás. Como consta aliás no post.

  • valdeir souza

    OS ÚNICOS CULPADOS SÃO OS DIRIGENTES DE CLUBES, REPITO, DIRIGENTES DE CLUBES, QUE SÃO TODOS VENDIDOS E ACEITAM O QUE A TV QUIZER, DESDE QUE, ENCHAM OS BOLSOS DE DINHEIRO….CORRUPTOS SEM VERGONHAS…

  • eutalia andrade

    Unicos culpados dirigentes que aceitam tudo que é oferecido por uma migalha mensal. Enquanto não se organizarem vão ficar reclamando e reclamando, e no proximo ano cometem os mesmos erros!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Thiago Gomes

    o bambi marin intercedendo a favor do sao paulo que novidade, e pelo jeito teremos o porco del nero no futuro intercedendo a favor do palmeiras e o coronelismo segue a toda na bananalandia.

  • Vaz

    O que me irrita sempre quando este tipo de coisa acontece é a mania que temos de achar um único culpado. Quem é dono do espetáculo? Os clubes mas quem faz e desfaz? A CBF. Convenientemente a CBF sempre joga a culpa na emissora de TV do momento. A culpa é da Globo. Tiramos a Globo e pronto tudo vai ficar uma beleza como se o horário ou data do jogo é a coisa que salvará o futebol, brasileiro.
    Já notaram que no último ano a CBF cada vez mais assume o papel de coitadinha? Agora é o STJD (virou o manipulador oficial do campeonato tirando e dando pontos, mandos de jogos por coisas graves e por coisas sem importância como um cachorro que entra em campo e vamos assim manipulado jogos e decidindo campeonatos) que vive no seu pé e a Globo que impõe dias e horários e não deixa organizar o campeonato, passou da imagem de leão para cordeirinho que ouve a todos mas é injustamente atacada.
    Não, não é. Todos reclamam mas esta emissora como qualquer outra vai ter que pagar uma nota preta em contratos e aí estes mesmos clubes saem por aí vendendo cotas em bancos em troca de merrecas com juros absurdos trocando milhões por tostões para contratar jogadores que não podem pagar e fazer média com a torcida. Mudar a emissora detentora do campeonato muda isso?
    Não entendem que mudar calendário em cima da hora implica em contratos com patrocinadores que ao contrário do futebol são negociados e assinados com meses de antecedência. TV e campeonato tem que andar juntos agora o que não se pode é fazer um calendário que é uma zona com montanhas de jogos sem importância com clubes combalidos e depois querer ajeitar a coisa. Ninguém sabia que datas seriam estes jogos, os da seleção e horários? O que está em jogo aqui não é uma suposta vantagem momentânea mas o tipo de calendário que a décadas é um lixo, com Globo ou sem Globo. Sem a TV talvez o campeonato não acaba-se em um ano como já foi no passado com tapetões. A coisa ainda não desandou por causa dos contratos de TV, agora reclamam de data e horário então porque jogos as quartas e quintas a noite? Estas datas deveriam ser para uma Libertadores e seleção mas o que acontece? Acham que marcando 80 jogos por ano vão faturar mais e conseguirão realizar o campeonato com jogos só de fim de semana e tome Brasileiro, Copa do Brasil, Sul americana, Recopa, Libertadores, Estaduais….. O que vale é a esperteza de momento que acaba sendo elogiadíssima como coisas do futebol e sinal de esperteza o que se pode traduzir por: Levar vantagem e o resto que se dane.
    Depois querem brigar com a CBF isoladamente quando supostamente são prejudicados e vivem fazendo birrinha com a entidade a quem acusam de tudo mas embarcam no jogo, hora votando nos mesmos, hora apoiando decisão arbitraria porque um adversário vai ser prejudicado.
    Amanhã outros clubes estarão em situação semelhante e Marins, Del Nero e Ricardos da vida continuarão aprontando o mesmo. Tá na cara que quem só ganha nestas situações são os dirigentes da CBF e de clubes que estão ganhando muito as custas de um futebol cada vez mais ridículo.
    União dos clubes sim, equacionamento de dívidas e responsabilidade fiscal com prisão e bloqueio de bens por administração temerária, mudança de estatuto dos clubes acabando com os cardeais que mandam e desmandam, profissionalização da administração da CBF e clubes sem amadorismos e muito menos de dirigentes “apaixonados” pelo clube. Quanto as cotas de TV, estas se tornaram parte da coisa com regras bem claras onde a Liga, Clube dos 13, 20, 50 sei lá, ditem as regras conforme o mercado e com inteligência, valorizando o produto. O que não dá mais é jogos e mais jogos, torneios e campeonatos se sobrepondo onde chegamos ao absurdo de um Atlético priorizar Copa do Brasil (o calendário criou isso), São Paulo jogando Sul Americana na reta final do brasileirão que passa com Cruzeiro, Atlético e São Paulo a condição de torneio sem importância.
    Todos reclama em particular o São Paulo mas ninguém tem razão já que são estes caras que a cada ano e a cada eleição assinam em baixo para os desmandos e as espertezas.

MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo