A volta de Eurico



Em São Januário a candidatura de Eurico Miranda à presidência é tida como favorita.

Se retornar ao poder, o dirigente tem dito que irá recolocar o Vasco em seu devido lugar, entre os principais do país. Mas não explica exatamente como…

Quer reequilibrar o clube financeiramente e espera iniciar movimento contra o atual modelo de distribuição dos recursos dos direitos de TV, hoje negociados individualmente, dando vantagem a Flamengo e Corinthians, os dois times mais populares do Brasil.

Também quer entrar firme na discussão da lei de responsabilidade fiscal, que estenderia o pagamento das dívidas dos clubes por até 25 anos.

E coloca na pauta a montagem de uma frente mais forte contra o Bom Senso, movimento de jogadores para modificar o calendário brasileiro e instituir o jogo limpo financeiro.

No Rio, Eurico tem falado poucas e boas de Paulo André, um dos líderes do grupo.

Diz que o atleta, atualmente atuando na China, usa os demais jogadores para fazer política e que tem interesses pessoais no movimento, como plataforma para uma carreira quando deixar de atuar em campo.

Acusa-o ainda de só pensar nos jogadores de elite, o que o zagueiro já rebateu várias vezes, dizendo que um calendário bem distribuído contemplaria também aqueles que passam um semestre ou mais sem jogar e são esquecidos do grande público.

No Vasco, se ganhar mesmo a eleição, Eurico pegará um clube com sérios problemas financeiros depois da gestão desastrosa de Roberto Dinamite. Que o pegou, vale lembrar também, em uma situação complicadíssima do ponto de vista econômico, fraco em campo e sem credibilidade no mercado. Herança de quem? De Eurico. Ah! As voltas que o mundo dá…



MaisRecentes

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo