Audiência da TV



Muitos santistas e palmeirenses (são-paulinos também, ok) reclamam da Globo por priorizar o Corinthians em suas transmissões. Assim como no Rio o protesto de tricolores, botafoguenses e vascaínos é com o que chamam de privilégio para o Flamengo.

Continuo achando natural que Timão, em SP, e o Mengo, no Rio, tenham mais partidas exibidas em TV aberta já que dão maior audiência e a Globo não deixa de ser uma empresa comercial. Interessada em lucros, anunciantes, patrocinadores e público.

E ela tem dados que mostram que Corinthians, o time cuja torcida tem o maior poder de consumo do Brasil, e o Flamengo, com o maior número de torcedores no país, dão maior retorno.

Nas quartas de final da Copa do Brasil, o Corinthians, que seria eliminado pelo Galo, teve mais domicílios acompanhando seus jogos que o Santos, que pegou o Cruzeiro nas semifinais em Minas e agora o enfrenta na Vila, no confronto de volta.

No Rio, se o Flamengo passar à final do torneio, a audiência deve disparar.

Os outros clubes de SP e do Rio acabam, bem ou mal, relegados à TV paga.

Em SP, depois do Corinthians a preferência é por exibir jogos do São Paulo na TV aberta. Palmeiras e Santos “brigam” pelo terceiro lugar.

No Rio, o Flamengo fica em primeiro, o Vasco (desde que na Série A), em segundo, vindo Fluminense em terceiro e Botafogo em quarto.

Minha única preocupação é em relação à distribuição das cotas de TV, assunto em relação ao qual começo a mudar de ideia.

Ainda acho muito prematuro falarmos em “espanholização” do futebol brasileiro, até porque, se formos analisar, do ano passado pra cá quem têm dado as cartas são os mineiros, mas é bom acendermos o sinal amarelo e começarmos a pensar numa distribuição mais equilibrada, não?

Porque na Europa a diferença entre quem está no topo (da arrecadação) e quem está na parte intermediária ou na de baixo da tabela é abissal. E muitos campeonatos nacionais tendem a ser muito, mas muito sem graça. De antemão em alguns casos já sabemos quem vai vencer ou quais serão os dois ou três times a disputar o título.

Emoção mesmo só na Liga dos Campeões, porque aí o equilíbrio é maior e não faltam craques em campo. A pensar…



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo