Audiência da TV



Muitos santistas e palmeirenses (são-paulinos também, ok) reclamam da Globo por priorizar o Corinthians em suas transmissões. Assim como no Rio o protesto de tricolores, botafoguenses e vascaínos é com o que chamam de privilégio para o Flamengo.

Continuo achando natural que Timão, em SP, e o Mengo, no Rio, tenham mais partidas exibidas em TV aberta já que dão maior audiência e a Globo não deixa de ser uma empresa comercial. Interessada em lucros, anunciantes, patrocinadores e público.

E ela tem dados que mostram que Corinthians, o time cuja torcida tem o maior poder de consumo do Brasil, e o Flamengo, com o maior número de torcedores no país, dão maior retorno.

Nas quartas de final da Copa do Brasil, o Corinthians, que seria eliminado pelo Galo, teve mais domicílios acompanhando seus jogos que o Santos, que pegou o Cruzeiro nas semifinais em Minas e agora o enfrenta na Vila, no confronto de volta.

No Rio, se o Flamengo passar à final do torneio, a audiência deve disparar.

Os outros clubes de SP e do Rio acabam, bem ou mal, relegados à TV paga.

Em SP, depois do Corinthians a preferência é por exibir jogos do São Paulo na TV aberta. Palmeiras e Santos “brigam” pelo terceiro lugar.

No Rio, o Flamengo fica em primeiro, o Vasco (desde que na Série A), em segundo, vindo Fluminense em terceiro e Botafogo em quarto.

Minha única preocupação é em relação à distribuição das cotas de TV, assunto em relação ao qual começo a mudar de ideia.

Ainda acho muito prematuro falarmos em “espanholização” do futebol brasileiro, até porque, se formos analisar, do ano passado pra cá quem têm dado as cartas são os mineiros, mas é bom acendermos o sinal amarelo e começarmos a pensar numa distribuição mais equilibrada, não?

Porque na Europa a diferença entre quem está no topo (da arrecadação) e quem está na parte intermediária ou na de baixo da tabela é abissal. E muitos campeonatos nacionais tendem a ser muito, mas muito sem graça. De antemão em alguns casos já sabemos quem vai vencer ou quais serão os dois ou três times a disputar o título.

Emoção mesmo só na Liga dos Campeões, porque aí o equilíbrio é maior e não faltam craques em campo. A pensar…



  • Janca , essa preferência não se limita a TV . A imprensa de uma forma geral privilegia esses dois clubes , cedendo-lhes os melhores espaços repetidamente . E o motivo também é financeiro. A diferença é que a TV è uma provedora financeira direta e a imprensa indireta . O dinheiro move o mundo .

  • Charles

    Deveria dar oportunidade para outras emissoras. SEM EXCLUSIVIDADE !

    • janca

      Mas aí é com os clubes, que deveriam se acertar. Como cada um pensa no próprio umbigo e a Globo é a principal emissora do Brasil e em tese paga mais…

    • vaz

      No dia que isso acontecer, as emissoras vão faturar muito e os clubes ninharia. Explico. Todo este valor pago pela Globo é em razão da exclusividade (atenção as pessoas parecem ou não querem ver que a Bandeirantes também transmite o brasileirão), no momento em que todos entrarem na parada, ninguém vai pagar uma baita grana para dividir audiência e pior, patrocinadores. Neste momento garanto a vocês que o brasileiro ou qualquer campeonato não pagará nem 30 % no total do que paga hoje. É uma questão de mercado e nenhum empresário em sã consciência vai pagar muito para correr o risco certo de perder dinheiro transmitindo jogo sem audiência em nome de um tal equilíbrio.
      TV funciona na base da audiência, quanto maior a audiência, maior o faturamento por anuncio inserido e mesmo que todas transmitam, o campeonato, quem pagará para transmitir um jogo de baixa audiência enquanto o outro fatura transmitindo Corinthians, Flamengo e um ou outro com maior público?
      Obrigarão o canal A a transmitir Figueirense e Coritiba (sem paixonites mas sim realidade dos números, quanto será o público de um jogo deste) enquanto outro transmite Fla x Corinthians. Alguém acha que vai funcionar. Você dono de um canal de TV transmitiria qual? O que se deveria cobrar é que a TV paga tenha um melhor preço para campeonatos e aí podem assistir ao que quiserem e os clubes poderiam ai sim faturar em cima da audiência de seus jogos. Querem ganhar mais? Cativem seus torcedores com bons times e o pessoal paga para assistir agora querer audiência e faturar na marra é que não dá.
      No mundo hoje em dia as emissoras abertas estão ficando para trás e o futuro será via TV paga, Internet, telefones móveis e todo tipo de mídia.
      Aliás isso é assim no mundo todo mas parece que por aqui acreditamos em utopias e sonhos fora da realidade. É puro negócio, agora o problema é o amadorismo, interesses escusos de clubes que não enxergam um palmo a frente do nariz e tome dirigentes demagogos e populistas fazendo administrações criminosas e jogando para o público.
      No passado a culpa de tudo era da Tupi, depois foi a Excelsior e depois Record que era muito mais até do que a Globo é hoje em matéria de “Ibope” e a coisa não era diferente. Acham que é diferente com a Globo (sem defesas de A ou B mas apenas constatação), Assis Chateaubriand dono da Tupi e criador da Televisão no Brasil, deitava e rolava fazendo chover ou sair sol de forma que Roberto Marinho nunca passou de aprendiz. Paulo Machado de Carvalho dono da Record, conhecido como Marechal da vitória, escalava técnico e foi chefe da delegação brasileira em duas copas 58 e 62 e mandava e desmandava e a seleção era o que queria e ainda cham que a Globo é que manda. A Globo perto destes caras é aprendiz.
      Agora se alguma outra entra na história, seguirá o mesmo roteiro, exclusividade, locutores e comentaristas que serão criticados, “odiados”, pedirão novamente que o campeonato seja vendido para mais emissoras, mas ninguém irá pagar sem exclusividade e o ciclo vicioso continuará ou acham que Edir Macedo vai ser bonzinho porque? Gosta de ser popular com times de futebol? É mais fácil passar um programa da Universal do que jogo de futebol. É assim e caso contrário voltaremos ao passado e os clubes que hoje se sustentam com TV irão a falência.
      Infelizmente é a realidade e dividir o bolo igualmente a todos não irá fazer com que o clube A ou B cresça mas apenas vão dividir o lucro e o prejuízo que fiquem com aqueles que montam times para ganhar (10 ou 12 clubes no máximo o resto quer ser vitrine para vender jogadores e faturar enchendo o bolso de dirigentes e empresários). O que precisamos é de clubes sérios, poucos, mas sérios e não 30, 40 times por estado que mal conseguem jogar um campeonato em qualquer divisão e logo voltam para as divisões inferiores. Falta seriedade, planejamento, objetivos e cativar o torcedor que é este que paga o espetáculo ou daqui a pouco vão querer que o faturamento dos clubes de maior torcida sejam divididos com os demais em nome de uma tal distribuição equilibrada de receitas.

  • Junior Sthyl

    Janca, não concordo com essa preferência da TV globo, um campeonato é feito de 20 clubes (brasileiro seria A) e não de apenas Corinthians e Flamengo, acho que é um desrespeito com outro torcedores, pois nem todos condições de ir ao estádio ou possuir TV paga.. O brasileiro é o campeonato mais disputado do mundo, e por isso todos teriam ter direito iguais!!!

  • Mario

    os clubes reclamam da TV , do calendário , do horario dos jogos , dos juizes , do sol , da chuva e etc ,etc ,etc , mas no fim sempre falam amem p/tudo da Globo , CBF e etc , tem q parar de reclamar e apreender a negociar melhor os contratos com tv ,acabar com o monopolio , achar outras formas de rendas , colocar a CBF como empregada e não como dona do futebol nacional , mas isso nunca vai acontecer.

    • janca

      No curto e médio prazo duvido que isso aconteça mesmo, Mario. Abs. e boa semana

  • Bruno MD

    Janca,

    Um levantamento mostra que na média de audiência ao fim do primeiro turno quem levou vantagem foi o São Paulo com 22,14 pontos seguido por Palmeiras e Corinthians com 22 pontos e Santos com 21 pontos. Alem disso a pior audiência do futebol da Globo foi Corinthians x Coritiba com 13 pontos. Será que, realmente, o time de Itaquera leva tanta vantagem assim?
    Outro dado que discordo é o da torcida do Corinthians ter mais poder de consumo, baseado em que dado esse calculo é feito? Em vendas de camisa o Palmeiras é líder no geral (perde pro Corinthians em camisa masculina, mas ganha com folga nos produtos femininos e infantis). Média de publico não pode ser considerada, pois com a inauguração do Itaquerão é obvio que o número de torcedores iria aumentar até que o estadio “deixe de ser novidade” (o mesmo ocorrera com o Palmeiras). Existem muitos interesses políticos em deixar SCCP e CRF com mais dinheiro.

  • Raphael

    Boa tarde Janca, todo mundo reclama da divisão das cotas da TV que Corinthians e Flamengo ganha mais e coisa e tal, e agora eu faço as seguintes perguntas:

    O Cruzeiro e o Atlético aceitam ganhar a mesma cota que o Caldense e o Tombense no campeonato mineiro? Porque aqui em MG o Cruzeiro e o Atlético ganham 4 milhões da TV e os outros ganham 350 mil. Ninguém acha isso um absurdo? E isso também acontece no RJ, SP, RS e por aí vai…

    Aqui só fala em moralização quando enfraquece o adversário, na hora de abrir mão para ajudar os times do interior ninguém quer! Esses que choram na TV durante o brasileirão, dão risada e desrespeitam os times do interior durante o estadual, aqui em MG os dirigentes da capital chama o campeonato mineiro de ruralão.

    • Campeonato estadual esta fadado a acabar Raphael, veja que mesmo ai em Minas qual a emoção desse campeonato que só paga a 2 concorrentes, se der cara taça para o cruzeiro e se der coroa taça para o galo.
      Se é para compararmos como alguma competição então pensemos grande e com quem comprovadamente se mostra competente.

      Conhece o modelo da NBA? Na liga de basquete americana os últimos colocados é que tem os privilégios nas contratações e os gastos são limitados igualmente, você pode faturar a vontade e fortalecer sua estrutura ( lá a franquia, aqui seriam os clubes) mas torrar grana não, ai ninguém paga 500 mil a técnico com uma mão e recebe a comissão sobre o salário com a outra.

      Isto só para ficar em um exemplo de que quanto mais fatura-se por aqui pior fica o espetáculo ao passo que lá na America o campeonato é mais forte até que torneio olimpico de basquete, de mundial de confederação internacional e os astros estão todos lá jogando para seus torcedores poderem aprecia-los.

      • Raphael

        Num tem nada fadado a acabar não meu amigo, o que tem que acontecer é diminuir a diferença entre as cotas das equipes do interior com os grandes, como tem muita gente querendo fazer co Corinthians e Flamengo no âmbito nacional. E outra coisa, tem que acabar com esse pontos corridos, enquanto o nosso campeonato foi mata-mata o Brasil foi hexacampeão mundial, ai viera os gênios dos comentaristas da TV e fizeram pressão para pontos corridos, e desde então viramos fregueses da Holanda. Qual a fórmula de disputa da NBA?

        • Felipe Lima

          “Ganhamos” o hexa quando?

  • Carlos Souza

    Ao comprar os direitos do campeonato a TV tem o direito de escolher o jogo a ser transmitido. A questão é que a Globo quer também interferir nos aspectos técnicos do campeonato definindo que será o campeão, e isto não é admissível. Ao pagar cotas tão desproporcionais ela está na prática definindo quem serão os campeões. paga mais para SCCP e CRF, eles ganham os campeonatos, e com isto o objetivo é alcançado. Por isto o modelo correto é o Inglês, onde a TV compra o direito de transmitir o jogo que quiser, mas a forma como grana é dividida fica a cargo da liga dos clubes.

  • SÉRGIO CARLOS FRANCISCO

    VC TÁ QUERENDO DIVIDIR OS ROYALTIES DO PETROLEO DO FUTEBOL… A DIFERENÇA ENTRE AS QUOTAS DE TV DOS CLUBES NÃO DEVE SER TÃO GRANDE, MAS, IGUAIS TBM NÃO PODEM SER, OS TIMES DE MAIOR TORCIDA E MAIOR, LÓGICO, AUDIENCIA NÃO PODEM FICAR BANCANDO OS OUTROS, CASO CONTRÁRIO, SERIA INJUSTO. CADA CLUBE TEM Q TRABALHAR O Q TIVER DE MELHOR. POR EXEMPLO, ATLETICO PR TEM UM BELO ESTADIO, O FLA NÃO TEM. CADA UM Q TRABALHE O Q TEM. O NÚCLEO DA QUESTÃO SE CHAMA ORGANIZAÇÃO. OS CLUBES PRECISAM SE ORGANIZAR ( Q PAREM AS ROUBALHEIRAS). SINTO PENA DO VASCO COM A POSSÍVEL VOLTA DE QUEM QUASE O DESTRUIU, ESTE EURICO MIRANDA. ASSIM NÃO DÁ PRA EVOLUIR. O VASCO TÁ ANDANDO PRA TRAS. ESPERO Q NO FLA, OS BLUES FIQUEM MUITO TEMPO NO PODER (CHEGA DE VELHOS DIRIGENTES COM MENTALIDADE DE TIRAR DOS CLUBES.). GRATO E SAUDAÇÕES SEMPRE RN DESTE ST..

    • SÉRGIO CARLOS FRANCISCO

      ANDAR PRA TRÁS TBM É MUDAR O SISTEMA DO CAMPEONATO BRASILEIRO. SEM ESSA DE MATA-MATA. PONTOS CORRIDOS BENEFICIA QUEM É ORGANIZADO. QUEM NÃO É ORGANIZADO Q SE ORGANIZE. O MEU FLA NÃO É ORGANIZADO. MAS, TÁ TENTANDO FAZER ISSO COM ESSA NOVA DIRETORIA. SAUDAÇÕES.

    • janca

      Nunca disse que elas deveriam ser divididas igualitariamente, mas que poderiam discutir outro modelo de divisão penso que sim.

  • Gilson

    É cada reportagem sem pé nem cabeça, que da até medo. É por isso que o futebol brasileiro esta nesta draga. Em vez de se dar uma valorização para os clubes, dão para dois. Seguindo este raciocino besta faço um desafio, faça um campeonato entre flamengo e corinthians e eles jogam toda semana e faça um com os demais clubes, vamos ver quem da mais audiência.
    E cada umaaaaaaaaaaa

  • Rafael T.

    Janca, você tem os números aí para comparar a audiência dos clubes para saber se a diferença de audiência é tão grande assim?

    • janca

      Em geral é significativa sim. Mas não foi grande quando comparamos Galo x Corinthians e Cruzeiro x Santos. O primeiro, salvo engano, deu 19 pontos em SP,.o segundo deu 17. Abs

MaisRecentes

Goleiro são-paulino



Continue Lendo

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo