Organizadas em campanha



As uniformizadas do Palmeiras têm dado apoio à campanha de Wlademir Pescarmona à presidência do Palmeiras.

Caso eleito, ele deve voltar a lhes dar regalias que perderam na administração Paulo Nobre, que é candidato à reeleição.

Nobre fez bem em cortar privilégios às organizadas, que reclamam alegando que, quando o time atua fora de casa, são elas que vão defende-lo. Embora, cá entre nós, muitas vezes causem mais confusão e violência do que qualquer outra coisa.

E isso não vale só para o Palmeiras. Corinthians, Santos e São Paulo que o digam.

Deveriam ir a fundo e seguir o exemplo do Cruzeiro, que não tem mais vínculos com suas uniformizadas, algo impensável nos outros três times paulistas. O trio, vale lembrar, recusou-se a fazer como o Verdão no ano passado, negando-se a cortar benefícios às uniformizadas, entre os quais entrada no centro de treinamento, distribuição de ingressos e ajuda em viagens.

Não sou contra as organizadas, mas elas vivem às custas dos clubes, muitos fazem do ato de “torcer” uma profissão (às vezes violenta) e faturam com venda de produtos com a marca das agremiações. Sem pagar um centavo a elas. Por licenciamento e uso da marca.



  • Recomendo os senhores investigarem se as regalias da atual administração não estão de volta.
    O discurso pode ser um e a ação outra?????!!!!!!!!
    Averiguem rápido!

  • Rodrigo

    Bom dia!

    Janca,

    me desculpe, mas acho que o senhor está enganado, a regalia que o senhor diz que as uniformizadas do Palmeiras tinham não era com o ganho de ingressos, nada vinha de graça, a única coisa que a torcida tinha era preferência de compra de ingressos em jogos fora de São Paulo, nada era doado, a torcida sempre pagou por isso. E porque as diretorias faziam isso? Pq realmente o torcedor que não é de uniformizada não viaja para fora de São Paulo, claro que existem exceções, conheço alguns torcedores que não são de uniformizada e acompanham o time em qualquer lugar, porém é uma grande minoria.

    • Paulo Rogério

      Não tá enganado, diretorias passadas do Palmeiras bancavam as uniformizadas SIM, inclusive a diretoria do Tirone superou as regalias para pagamento de viagem, além dos ingressos doados, doados sim. Tanto é que muito organizado era cambista.
      Esse conto de fada contado pelos uniformizados não cola, “prioridade” nada. Tanto é que muitos sócios não são obrigados a pagar mensalidade, de onde retiravam dinheiro pra custear os ingressos? E por que tinham muitos que eram cambistas? Acorda, Alice.
      Todos times grandes deveriam fazer igual ao Cruzeiro, cortar TODAS REGALIAS.
      Inclusive o uso da marca, conforme o Janca falou.
      Usam a marca sem pagar um único centavo, lucram em cima da instituição, sanguessugas. Muito torcedor comum iludido acaba comprando um trapo da organizada ao invez de comprar uma camisa do seu time de coração.
      E essa de “nós acompanhamos em todos lugares”, ora, tem torcedor em todo o canto e garanto que sem essas facções organizadas o nosso futebol brasileiro seria bem melhor, um bando de bandido travestido de torcedor e que vão em jogos para fazer algazarra e vandalismo, torcedor de bem não sai armado e não vai matar um rival, só por torcer para outro time.
      Hoje organizadas não são torcidas, são facções e já ouvi de manchista essa pérola “O PALMEIRAS PODE ACABAR, A MANCHA NÃO!”, sim, manchista que palmeirense não é. Doa a quem doer, é fato.

      • janca

        Também sou contra a prioridade para as organizadas. E como você bem colocou esse papo de “nós acompanhamos em todos os lugares” é uma brincadeira. Muitos acompanham porque fazem disso uma profissão. E muitos para arrumar confusão. Porque acham que são mais preparados para a “guerra” do que os chamados torcedores comuns.

      • Rodrigo

        Paulo Rogério, me desculpe, mas vc dizer que haviam ingressos doados, eu quero provas… sim, quero provas, quando alguém acusa precisa ser provada. Eu não sou iludido, não faço parte de nenhuma uniformizada, torço para o Palmeiras, compro pelo menos uma vez por ano camisas oficiais do time, sou sócio avanti e ajudo o Palmeiras, somente isso. Mas eu acho que o senhor não deveria generalizar essa coisa de bandidos, primeir pq em qualquer ambiente que se junta multidão estamos sujeito a todo tipo de gente e dentro de uma uniformizada existe desde o pai de familia trabalhador, o médico, o advogado, o empresário e até o bandido, ladrão, traficante e isso não é somente em uma uniformizada e sim em todo lugar onde muita gente se reúne.
        E eu vou te fazer uma pergunta, bem simples e deixando claro que não é de torcedor uniformizada, é uma pergunta minha, de torcedor comum, qtos jogos este ano o sr foi aqui em sp e quantos fora de sp?
        Entendo que existem muito Palmeirense em todos os cantos do Brasil, mas nos jogos da Libertadores ano passado, na Artgentina, Peru, Paraguai e México, quem estava nos jogos o torcedor comum ou o uniformizado?
        Vou te falar uma coisa, em 2009 eu fui com a organizada pro Uruguai assistir Palmeiras e Nacional, fiquei uma semana em viagem contando ida e volta, não ganhei ingresso, paguei meu ingresso, meu onibus e fui pq estava de férias do trabalho.

        • Ricardo

          Vou te dar só um exemplo. Quando, durante a gestão do Afonso Dellamônica, houve um incêndio no barracão da Mancha Verde que destruiu carros alegóricos, fantasias, etc., a Folha de S. Paulo denunciou que o Palmeiras doara R$ 1 milhão de reais para que a organizada conseguisse refazer o que fora destruído com o incêndio, a tempo de disputar o Carnaval. Poderia ir além: todas as organizadas (todas e de todos os clubes de São Paulo) têm suas quadras e barracões instalados em terrenos públicos cedidos pela prefeitura em regime de comodato (ou seja, patrimônio público servindo a interesses privados). Todo mundo sabe que o integrante de torcida organizada é, na quase totalidade das vezes, jovem, do sexo masculino, de classe baixa ou média-baixa, residente em bairros periféricos da cidade. Ou seja, não é um público que tenha folga orçamentária para viajar a países estrangeiros frequentemente, de avião, para assistir Mundial Interclubes, jogos da Libertadores no México e por aí afora. Viajam, sempre, patrocinados pelos clubes e, muito comumente, no próprio avião com a delegação. É por isso que para acabar com as organizadas bastaria criar uma lei que penalizasse civilmente os clubes e civil e criminalmente os dirigentes dos clubes pelos atos violentos praticados por suas torcidas. Se isso acontecesse, a torneira de dinheiro secaria. E aí as organizadas fechariam as portas em uma semana.

          • Rodrigo

            Folha denunciou, eu tbm posso criar um jornal e denunciar o que eu quiser, eu quero provas.
            Outra coisa, não confunda escola de samba com torcida, procure se informar com relação a quadra de escolas de samba, a prefeitura sede espaço para as escolas pq isto é lei “LEI DE INCENTIVO – Lei Municipal n° 10.923”, outra coisa, não sei se vc conhece sobre a Mancha Verde e Mancha Alvi-Verde, Mancha Verde (Escola de Samba) tem sua própria diretoria, própria sede e próprio estatuto. Mancha Alvi-Verde (Torcida) é uma outra diretoria, outro estatuto e outra sede, não confunda as coisas meu caro.
            Ah vou te dar outro exemplo, saindo um pouco deste lado de torcida, então o Palmeiras e o São Paulo não podem continuar utilizando seus CTS, pq de acordo com a sua teoria “terrenos públicos cedidos pela prefeitura em regime de comodato (ou seja, patrimônio público servindo a interesses privados).”
            E só pra terminar, de onde vc tirou esses estereótipos de torcedores organizados? Pq uma pessoa que vive na periferia não poderia viajar? Pára com isso, no Brasil que vivemos sabemos que é mto mais fácil e as vezes mais barato viajar para o exterior do que aqui para o Brasil mesmo.

    • janca

      Havia regalias que foram cortadas. Vide a questão dos ingressos. E muito torcedor de uniformizada viajava pra brigar. E tentar bater em jogadores. Lembra do que aconteceu com o Valdivia?

      • Rodrigo

        Janca, concordo quando vc diz que mtos acompanham pq fazem disso uma profissão, existe mta controvérsia em relação as uniformizadas, eu entendo o ponto de vista de todos aqui, mas essa de regalias de doar ingresso, como pedi para o Paulo Rogério provar, gostaria tbm de saber quais são as suas provas qto a isso. Juro que se vc me provar eu NUNCA mais defendo uniformizada.
        Relação a violência, se a justiça brasileira fosse melhor, iriam coibir esse tipo de situação. Não vou dizer que é certo, mas todo mundo defende a europa que é modelo e tals, mas qtos casos de violência nós vemos por lá? E as torcidas organizadas italianas que são conduzidas por pessoas da mafia? E na Russia os hooligans de lá? Na Turquia? Croacia? Infelizmente, violência no futebol não é exclusivo no Brasil.
        Só gostaria de entender uma coisa, e realmente não acredito que isso esteja acontecendo, mas não posso deixar de te perguntar, pq vc está fazendo uma postagem no seu blog bem em época de eleição ao Palmeiras? Por acaso é um apoio indireto ao candidato Paulo Nobre? Que na minha humilde opinião, errou em mtos casos como por exemplo patrocinio master, perder o Alan Kardec, contratar um monte de jogador que não vale por um, negócio obscuro com o Grêmio na época do Barcos, onde perdeu o melhor jogador do time na época, reforçou um adversário da Libertadores e ganhou 4 perebas que nem poderiam jogar a Libertadores.

        • Luiz

          Rodrigo com toda certeza deve ter gente de boa índole, que acaba entrando em uniformizada,(esses são dão lucro a uniformizada) porem preste atenção nos que sempre estão indo em jogos do Palmeiras fora do estado e diretorias dessas uniformizadas,são sempre os mesmos e por apenas um motivo, eles não tem empregos, não estão de férias como você, não pagam ingressos, vivem do clube, se o problema da torcida organizada fosse a preferencia em compra de ingressos para jogos fora do estado ou até mesmo aqui em São Paulo é só ser sócio avanti, como você e eu somos e sabemos muito bem que o Avanti da preferencia na compra, será que é por isso que a uniformizada destruiu o ponto de venda de ingressos para sócios ?, quando Paulo Nobre disse que os ingressos seriam vendidos para os Avanti e depois se sobrar para torcida comum ?

          Será que é difícil para esses grandes empresários que também são diretores da uniformizada, (é porque só sendo grande empresário para estar em praticamente todos os jogos, bancando do próprio bolso, viagem ingresso comida roupa, e faltar tanto ao serviço sem prejudicar a empresa) pagar R$ 20,00 por mês e ter a tão desejada preferencia no ingresso ?.

          Não se iluda meu caro, o alto escalão das organizadas são sustentados pelos clubes e não trazem nada de bom ao time.

          • Rodrigo

            Luiz, concordo em muitos pontos com vc, concordo com a preferência de ingressos para sócio avanti, mesmo pq isso está sendo uma vantagem pra mim, trabalho e não teria tempo de ir na fila comprar ingresso para os jogos mais importantes como eu tinha antigamente, porém o Palmeiras não libera venda de ingressos para sócio avanti em jogos fora de sp, a única opção é o Palmeiras Tour que é caro pra caramba, pq o Palmeiras então não vende ingressos para jogos fora de casa somente para sócio avanti, faz uma pré venda pela internet e depois esses torcedores retiram seus ingressos no ponto de venda onde escolheu, simples, resolveriamos este problema. Mas blz, eu tenho uma opinião, vc tem outra e é legal assim, discussão sadia, sem ofensas.

            abçs

  • Luiz

    Concordo com você JANCA, exemplo a seguir é o do Cruzeiro cortar absolutamente toda a ligação com a organizada, e mais querem usar o nome do Palmeiras e faturar com suas roupas paguem direito autorais, seria o melhor para o clube, aposto que os encostados deixariam de ir a jogos, e usando o Cruzeiro como exemplo sua bilheteria não caiu com o fim da relação Clube torcida organizada.

    • janca

      O Cruzeiro tomou uma atitude que deveria ser seguida. Mas em SP, infelizmente, não vai ser. Não por Corinthians, Santos e São Paulo. Uma pena.

  • Zico

    Extinção das organizadas todos sabemos , é utopia . Vide a proibição de faixas e bandeiras em SP que nunca deu em nada.
    É culpa dos dirigentes essas invasões e badernas , por darem regalias , alguns não aceitam que existem , a esses desocupados . Algumas diretorias de clubes financiam esses desocupados , além de ingressos , onibus e até camisas.

    • janca

      Veja o caso dos torcedores corintianos presos em Oruro. Quantos não foram flagrados depois em briga em estádio? E viajam quatro, cinco vezes por mês, às custas de quem? Têm folga durante semana para acompanhar o time na Libertadores, como aconteceu aquela vez na Bolívia? Não é estranho? É que muitos vivem do clube, não para o clube.

  • carlos

    Meu jovem
    Você não sabe de nada, as uniformizadas do Palmeiras nunca tiveram regalias.
    Você vive no mundo virtual, gostaria que vivesse o mundo real.

    Abs

    Mancha Verde

    • janca

      Que é o das batalhas entre santistas e palmeirenses que vimos no último domingo? Abs.

  • lupuz

    POLICIA FEDERAL,MP,E RECEITA FEDERAL precisam investigar dirigentes e ex-dirigentes de TODAS as tais ”ORGANIZADAS”,para saber de onde vem a grana dessa gente.Imaginem o que vão fazer se o pescarmona for eleito ? Vejam esse video : ”http://www.youtube.com/watch?v=LroDNg52j0s” . pescarmona e seu vice degon nesse video,UMA VERGONHA.

  • lupuz

    Logico,os dirigentes não sabiam da emboscada na Anchieta,né? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • lupuz

    DEGON O OLHEIRO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ”O delegado aposentado Afonso Della Mônica, ex-presidente do Palmeiras, no final de seu mandato, não contente com as diversas peripécias efetuadas ao longo de sua gestão, decidiu agraciar mais um de seus “amigos”.

    Contratou a custo de R$ 3 mil mensais, cada um, os senhores Carlos Alberto Maimone, Carlos Degon e Imparato Neto.

    Como não tinha onde coloca-los, encaixou-os na função de “olheiros” do departamento de futebol”.(blog do paulinho).

MaisRecentes

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo

Fuga de patrocínio



Continue Lendo