Os fantasmas da Lusa



Reproduzo, abaixo, coluna que publiquei ontem no diário LANCE! sobre a Portuguesa e a incompetência de seus dirigentes que simplesmente destruíram o clube do Canindé:

“Antes da Copa do Mundo escrevi um artigo intitulado “O enterro da Lusa”, tratando da destruição e do assassinato do time do Canindé. Naquela altura cheguei a dizer que a Portuguesa apresentava futebol de Série Z, pois estava fadada a um novo rebaixamento, como pior equipe da Série B. Não deu outra. Está na lanterninha da Segunda Divisão e ano que vem, a não ser que aconteça um milagre, terá que disputar a Série C.

Claro que muitos podem seguir responsabilizando o STJD, aquele rebaixamento nebuloso em dezembro do ano passado, mas a questão é muito mais abrangente. Um clube que tem dirigentes como Manuel da Lupa e Ilídio Lico merece cair, cair e cair. Porque haja incompetência. Especialmente interna.

Continuo perguntando, inclusive para o Ministério Público, a quantas andam as investigações sobre a escalação de Héverton nos minutos finais do jogo contra o Grêmio que culminou com a queda do time nos tribunais para a Série B. E nada. Se havia indício de suborno, quem pagou, quem recebeu? Quem comunicava o técnico sobre que atleta poderia ou não jogar? Que pessoas foram ouvidas? Que dados foram cruzados? O que se passou naquele fatídico final de semana? Mas o silêncio não é só do MP, é da própria Lusa, que não quis levar as investigações internas adiante talvez com medo de ferir A ou B.

E o presidente Ilídio Lico, marcado pela fraqueza e profunda indecisão na hora de tomar qualquer atitude, segue aumentando o tamanho e a profundidade da cova da Lusa. Para demitir um treinador, algo que virou rotina na atual temporada, consulta dezenas de conselheiros e palpiteiros de plantão. Como se o problema fosse o técnico. Não é. É a direção do clube…

O medo que tem de José Maria Marin e Marco Polo Del Nero é tanto que o presidente recuou na briga contra a CBF, abaixou a cabeça e ficou choramingando pelos cantos, como se alguém fosse se apiedar da Portuguesa e socorre-la da forma que for. Não vai. Não adianta ficar lamentando que, em 2013, recebeu cerca de R$ 18 milhões de cotas de TV e ano que vem não ganhará nem 5% do valor na Série C. Queria o quê? Não dá para aguentar as lamúrias de um presidente que não sabe o que fazer. Se não tinha condições de assumir o posto que não se candidatasse…

Futebol também é negócio e a Portuguesa não tem planejamento nenhum. E o pior é que teve oportunidades para se associar a outra agremiação, quitar parte da dívida, que não para de subir, usando o Canindé como trunfo na parceria (não para venda), mas em nome da tradição Ilídio coça a cabeça e prefere não conversar.

O clube perdeu o histórico de investir na base, revelar jogadores, trouxe quase 50 para “testar” para a temporada de 2014 e até agora nem um esboço de equipe conseguiu montar. Era a típica tragédia anunciada. E um retrato do futebol brasileiro, marcado por dirigentes que assassinam os clubes que “comandam”.”



  • Josué

    Bom dia, Janca, está explícito que teve gente que levou grana e graúda para causar todo esse “imbróglio”, me recordo que logo que o MP iniciou investigação, o próprio MP informou que havia enormes evidências que tinha pessoas na Lusa que encheu as “burras” de grana…. e até agora a coisa não andou mais…… estou convicto que TODOS que compõem a diretoria da Lusa, sabe muito bem os nomes e cargos dos LARÁPIOS, sim porque não foi uma só pessoa, é impossível não ter outros participantes…. abraços

    • janca

      O MP veio a público, que eu me lembre também, dizer que havia indícios de suborno. Queria amarrar as pontas, pegar corrupto e corruptor. Quem pagou, quem recebeu. Mas nada. Que saiba nem os envolvidos foram chamados para depor. E a investigação interna da Portuguesa morreu. Por quê? Fora isso a atuação da atual diretoria da Portuguesa na Série B foi uma vergonha. O time merece a Série C. E dirigentes melhores. Porque os atuais foram lamentáveis. Um desastre. Abs.

  • Vitor Hugo

    Janca, muito bom dia.
    Como sempre, tua análise dos fatos é precisa e traduz exatamente o que a maioria de nós acha.
    A Portuguesa infelizmente está se apequenando demais mesmo, culpa dos dirigentes que lá estão só para encher os bolsos de dinheiro.
    Mas, tristemente (e esse deveria ser motivo para mais uma crônica sua) o Botafogo segue pelo mesmo caminho.
    Sou flamenguista e, diferentemente da maioria, considero os outros times do meu estado apenas como rivais e não como inimigos. E me deixa muito triste ver um clube como o Botafogo na situação que está atualmente.
    Um clube afundado em dívidas, com a sede abandonada, com os funcionários largados ao Deus dará, sem pagar salários aos jogadores.
    A gestão do atual presidente é a pior da história do Botafogo e ele parece que quer fazer igual ao Roberto Dinamite fez com o Vasco, que ele (e somente ele) conseguiu levar ao rebaixamento duas vezes durante sua gestão do clube.
    Periga o Botafogo ser rebaixado neste ano e no seguinte e por aí vai.
    Voltando à Portuguesa, quando surgiu a questão Heverton, postei aqui no teu blog que achava que o campeonato deste ano não iria começar bem e que pensava que teríamos uma segunda Copa João Havelange.
    Para isso, imaginava que os dirigentes da Portuguesa iriam até as últimas consequencias para provarem que estavam certos. Mas nem para isso a atual gestão serviu. O que me leva a crer que, conforme você mesmo disse, há muito mais coisas envolvidas nessa história toda e não está sendo do interesse de ninguém lá de dentro que isso venha a ser resolvido.
    Fico triste que um clube que já teve Dener, Zé Roberto, Rodrigo Fabri, só para citar alguns dos craques que já tive o prazer de ver jogar na Lusa, estar tão abandonado, tão maltratado.

    • janca

      Triste mesmo o que está acontecendo com a Portuguesa, que revelou tantos craques. Concordo com o que você fala sobre a “direção” da Lusa, que além de tudo foi covarde. E também triste o que se passa com o Botafogo, concordo contigo.

  • Mario

    é uma merda o q estão fazendo com a Portuguesa , enquanto os cartolas não matarem os clubes , eles não vão ficar felizes e pior hj eu li no blog do curiosos do jornalista Marcelo Duarte de como esta caindo no esquecimento o caso da mafia dos ingressos na copa , o q poderia ser um marco de mudança esta virando mais uma pizza .

    http://guiadoscuriosos.com.br/blog/2014/10/15/e-ninguem-mais-fala-da-mafia-dos-ingressos-da-copa-do-mundo/

    • janca

      Certas coisas não poderiam cair no esquecimento. E algumas não vão. Ou espero que não caiam. Inclusive o caso da máfia dos ingressos. Mas aguardemos, Mario.

  • Zico

    Não é novidade clubes pequenos estarem nessa situação . Qual a diferença entre a lusa e o santinha ? Várias . O santinha esteve por vários anos na D e C porém não se cogitava fechar as portas como várias vezes a lusa esteve. Não tem torcida . Sem torcida não tem como ser competitivo. Se tivesse uma torcida , ela iria querer que a diretoria fosse até as últimas consequências ,iria querer explicações dos dirigentes sobre o caso heverton , iria ajudar o clube a nõ cair a C etc… E se cair vai ser dificil subir pra B .

    • janca

      Mas a Lusa tem história, um estádio muito bem localizado, ativo fortíssimo, campo de treinamento… Fora que ano passado estava na Série A… E em campo não caiu. Caiu nos tribunais, inclusive por “erro” de sua diretoria. Ao contrário desse ano, quando mereceu o rebaixamento. Em campo e fora dele.

  • Mauro

    Sou torcedor do Fluminense. Porém, ao contrário de grande parte da nossa torcida, não comemorei o desfecho do Brasileirão do ano passado. Sim, a decisão foi a correta, afinal regulamento existe para ser cumprido, se fizessem vistas grossas abriria um precedente perigoso, criando jurisprudência para outros clubes escalarem jogadores irregulares. Mas, como torcedor do Flu, eu não gostaria que fosse assim, preferia que nem a Lusa nem o Fla tivessem escalado jogadores irregularmente e o Flu estivesse disputando a série B agora. Enfim, o que me deixa intrigado é se a escalação do Heverton foi por má fé (suborno) ou foi uma tremenda negligência de uma diretoria que já estava de saída. E o que me intriga ainda mais é que a atual diretoria parece que parou de investigar, isso é inadmíssivel. Culpam a CBF, o STJD, até mesmo o Flu (que no fim não fez nada, apenas a permanência na série A “caiu no colo”) mas não fazem o dever de casa. É como alguém culpar o radar por tomar uma multa por velocidade, se isentando do fato de estar dirigindo a 140 km/h (ah, mas não causei nenhum acidente, não prejudiquei ninguém…). Enfim, torço para que, se houve suborno, os responsáveis sejam julgados e os respectivos clubes e entidades, sejam quais forem, sofram as devidas punições.

    • janca

      Se regulamento existe para ser cumprido o América-MG teria perdido mais pontos na Série B. O que vale pra um não necessariamente vale pra outro. Dois pesos,duas medidas. Ou um peso, duas medidas como preferem alguns.

      • Mauro

        Correção, caro Janca, duas situações diferentes, duas medidas. O caso do América-mg envolveu um erro da CBF também, por se tratar de caso de transferência de outros clubes. Os casos da Lusa e do Fla não, foram julgamentos de atletas suspensos atuando em jogos de seus próprios clubes, nos quais Lusa e Fla tinham a obrigação de saber os resultados, já que ambos enviaram advogados. Além do mais, no primeiro caso, a perda de pontos só é efetuada quando o atleta entra em campo, não quando é relacionado, diferente da punição sofrida pela Lusa e Fla. Pelo menos é o que está escrito no CBJD.

        • janca

          No caso da Lusa o site da CBF dava condições ao jogador. E se o caso do América-MG envolveu erro da CBF não deveria ter sido punido o clube mineiro. O Corinthians, com o Petros, não recebeu punição nenhuma em relação ao imbróglio da inscrição. Dois pesos, duas medidas. Ou um peso, duas medidas como gostam de dizer por aí.

        • janca

          Enfim, em campo a Portuguesa ano passado não ficou entre os quatro últimos. Fora dele, sim. Nesse ano é diferente. É o pior time disparado da Série B.

  • CARLOS

    Faço a mesma pergunta todos os dias para aquele promotor vibrador, Senise. Assim que ele apareceu e disse que foi constatado crime, deram um cala a boca e tiraram ele da investigação. MPSP podre hein?? Quem pagou a Lusa? Pq deram um jeito de sumir com o André Santos(ìndia e com o Héverton( parado no Pará)? Pq a imprensa não cobra investigação? Apenas blogs assim falam sobre isso? ESSA SUJEIRA FEDE, E TEM COR: VERMELHA E PRETA.

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo