Aidar x Juvenal (lições)



A briga de Juvenal Juvêncio com Carlos Miguel Aidar mostra que o futebol brasileiro precisa de uma nova forma de gestão.

Em primeiro lugar, um clube não pode seguir gastando mais do que arrecada nem viver pagando altíssimos juros bancários, reclamação absolutamente legítima do atual mandatário, embora Juvenal, demitido por Aidar, negue que tenha deixado herança maldita para o sucessor.

Em segundo, precisa de profissionais do mercado e que sejam contratados por meritocracia e não por amizade ou parentesco, como vemos de um lado e de outro.

Em terceiro, há a necessidade de os clubes se unirem, formando uma liga para organizar o Brasileiro e deixando a CBF com a Seleção. E para isso Aidar, que foi um dos idealizadores do Clube dos 13 em 1987, infelizmente não é o homem certo, já que tem mais desunido as agremiações do que tentado aproxima-las umas das outras. Foi advogado da CBF no caso Lusa, não tem coragem de entregar a tal Taça das Bolinhas para o Flamengo, que venceu a Copa União, o verdadeiro Brasileiro da época, e vive de picuinhas com Corinthians e Palmeiras.

Unidos, os clubes poderiam inclusive pressionar as federações estaduais e tentar tornar a CBF uma entidade democrática e não administrada pelo grupinho de sempre, proposta, aliás, do Bom Senso.
Outra questão a ser levantada é a da rotatividade no poder e limitação de mandatos. Aidar defendeu um terceiro para Juvenal, mudando o estatuto do clube e quebrando uma tradição são-paulina, que tinha como ponto positivo oposição e situação fortes e um limite de dois mandatos (e não três) para seu presidente.

Aidar e Juvenal não deixam de ser farinha do mesmo saco. O resultado está aí, com um racha político de dimensões impressionantes no São Paulo. E a forma amadora e personalista como nossos clubes continuam sendo administrados. Inclusive com dirigentes se achando técnicos de futebol e interferindo na escalação da equipe, como confessou Juvenal. Assim não dá.



MaisRecentes

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo