Ceni e o Tricolor



O quarteto mágico do São Paulo segue merecendo muitos elogios, mas todos, não. Uma parte deles tem de ser dirigida a Rogério Ceni, que foi importantíssimo na vitória diante do Cruzeiro, que traz emoção na disputa pela liderança do campeonato.

Ceni fez ótimas defesas diante dos mineiros e ainda marcou seu gol, o primeiro do Tricolor, cobrando pênalti em Fábio. Fez uma bela partida.

Mas o oportunista Alan Kardec, autor do segundo gol, Paulo Henrique Ganso, que sofreu a penalidade máxima, Kaká, que deu outra dinâmica à equipe do Morumbi, e Alexandre Pato, que tem jogado muito mais que nos tempos do Corinthians e voltou à boa fase, também são destaques. E destaques dessa arrancada do time, que fica a quatro pontos do Cruzeiro, ainda líder.

Não acredito que o São Paulo consiga tirar o título dos mineiros, para mim ainda os grandes favoritos, mas está de parabéns pelas últimas partidas. E Muricy Ramalho, a quem já critiquei um bocado, também. Parece que conseguiu achar a forma de a equipe render e render bem.

Já o Corinthians foi mal no Maracanã e mereceu a derrota para o Flamengo, que ganhou, é verdade, com um gol irregular. O Timão segue apresentando um futebol chato de se ver, com pouco poder de criação, muita marcação e quase nenhuma força esportiva. Mas segue lutando pelo G-4.

O Flamengo, com os três pontos, pode começar a esquecer a ameaça de descenso e sonhar com algo maior, ao contrário de Palmeiras e Botafogo, que flertam perigosamente com a degola. O Fogão, derrotado pelo Inter, que o diga. Está pedindo para cair… Também, com tantos problemas extracampo, era possível imaginar outra coisa?



MaisRecentes

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo