Um toque de classe



Demorou um pouquinho para o time engrenar após a parada para o Mundial, mas finalmente o São Paulo começou a jogar bom futebol. Espero que siga assim porque, além do Cruzeiro, é o que temos visto de interessante até aqui no Brasileirão.

Muricy Ramalho parece que acertou o posicionamento do time, que tem se saído muito bem do meio para a frente.

Além de Alan Kardec, oportunista como sempre, Kaká, com um toque de classe, disposição e velocidade, e Paulo Henrique Ganso, que conseguiu uma sequência de boas atuações e tem um passe refinadíssimo, têm feito a diferença.

Sem falar em Souza e Denílson, além, claro, de Alexandre Pato. Estou gostando muito da movimentação e do senso de colocação do atacante, que tem recebido elogios da torcida. E merecidamente.

Mas nos 4 a 2 diante o Botafogo a equipe do Morumbi também tem que agradecer muito o botafoguense Airton, merecidamente expulso no início do segundo tempo depois de pisar com maldade a cabeça de Pato. Acabou complicando de vez para o Fogão, que jogou em Brasília para faturar uns tostões e viu a galera são-paulina dominar as arquibancadas.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo