A reestreia de Dunga



Confesso que gostei do reinício dos trabalhos da Seleção.

O Brasil não é mais protagonista, é verdade, a Colômbia tomou conta do estádio em Miami, fez um jogo parelho com os agora comandados por Dunga, mas a Seleção não se intimidou, mesmo com a violência do rival, e mostrou personalidade e entrega. Muita entrega.

Pelo segundo tempo, fez por merecer a vitória.

Neymar, mais uma vez, brilhou, levando os brasileiros ao resultado positivo. Bate muito bem falta, assim como David Luiz, que quase fez o seu.

Sem um centroavante fixo, o time se mexeu bem na frente e Jefferson, lá atrás, deu a segurança que Júlio César não ofereceu, tirando o jogo do Chile, na última Copa do Mundo.

Mas foi apenas um amistoso. E que serve pra mostrar que não somos mais os melhores do planeta. O futebol está muito equilibrado. Muito equilibrado mesmo. Tanto que os colombianos não mostraram o respeito de outrora pelos pentacampeões.



MaisRecentes

Fernando Diniz na berlinda



Continue Lendo

Deuses da Bola



Continue Lendo

Galo pega fogo



Continue Lendo