Os 21 pontos do Timão



Não tem sentido nenhum, como explicou o competente advogado João Henrique Chiminazzo, especialista em direito desportivo, o contrato de Petros ter seu registro em primeiro de agosto se foi feito e assinado, pelo menos em tese, no dia 2.

Em outras palavras, quando foi registrado na CBF o contrato não existia. Acreditem ou não foi mandado pela Federação Paulista de Futebol para a CBF um dia antes de ter validade.

Parece piada? Não é. Mais um imbróglio jurídico no futebol brasileiro, que pode tirar 21 pontos do Timão e deixa-lo na zona da degola do Brasileirão.

Acredito nisso? Sinceramente não, porque, apesar de estar ciente do erro, não interessa à CBF levar o caso ao STJD e tumultuar um campeonato que anda sem graça pacas, com o Cruzeiro disparado na liderança, baixa audiência e péssimo nível técnico, excetuando o futebol apresentado pela equipe mineira. E o Corinthians não é a Portuguesa, não.

Aconteça o que acontecer, o sistema de registro de jogadores, seja da federação paulista, seja da CBF, segue falho, o que mostra que a confederação não tem competência nem condições de organizar campeonatos no Brasil. Mais um que irá para o tapetão… Ou não irá se a CBF decidir poupar o Timão de maiores dores de cabeça. E poupar a si própria além da FPF de Marco Polo Del Nero.

Aliás, vale lembrar que competência a CBF tampouco tem para gerir a Seleção Brasileira, um dos maiores patrimônios públicos do país e cada vez mais desvalorizado e ridicularizado nas mãos da entidade. Os 7 a 1 são prova disso. Ou já se esqueceram deles?



  • Raphael

    Futebol brasileiro, ruim dentro de campo, pior fora dele!!! Sou corinthiano, mas tem que explicar como um contrato é assinado no dia 2 e o BID libera no dia 1?????

    • janca

      Também não consigo entender, Raphael.

  • Rafael

    Olá Janca, tudo bem? É uma loucura isso, coisas que só acontecem no futebol brasileiro, dentro de campo não é grandes coisas, do lado de fora é um caos. Neste caso não vai acontecer absolutamente nada mas se fosse com Criciúma ou Portuguesa, por exemplo, acho que não pensariam duas vezes para tirar os 21 pontos.

  • sergio

    Janca… sou leigo nesse assunto de registro de jogadores. Me explique uma coisa, por favor… O Corinthians paga a taxa de inscrição (se é que existe uma) na FPF, registra o novo contrato do jogador. Ok. A FPF é a responsável por enviar este novo registro à CBF para que esta insira o nome do jogador no BID e o libere para entrar em campo. É isso? Se sim, o erro não aconteceu no processo FPF – CBF? Qual a culpa do Corinthians? Olhou o BID, viu o nome do Petros, mas deveria desconfiar que havia algo irregular?… De qualquer forma não acredito que haja punição e nenhum dos outros 11 grandes entrariam no STJD para tirar pontos do Corinthians. Se isso acontecer, será, como você já citou, equipes como Chapecoense e/ou Bahia. Abs

    • janca

      Pelo que entendi o erro aconteceu no processo FPF-CBF, sim. E o BID, equivocado ou não, dava condições de jogo ao atleta. Mas como um contrato feito e assinado no dia 2 pode ser registrado na CBF no dia primeiro? Juridicamente ele não existia quando foi registrado na CBF. Concordo com sua posição, o Corinthians olhou o BID que dava condições de jogo ao atleta. Mas o atleta da Lusa que não tinha condições de jogo contra o Grêmio ano passado, segundo os dados da CBF, também poderia atuar naquela partida. A entidade só comunicou o clube da punição na segunda à tarde… Problemas da CBF, que é uma bagunça generalizada. Mas duvido que punem o Corinthians. Se fosse Chapecoense ou Criciúma (que já foi punido, alias), a história talvez fosse diferente.

      • Antonio Carlos

        Pessoal, ate parece que os responsáveis no Corinthians não sabiam o que estavam fazendo, pelo jeito rolou ai uma troca de favores, um “ninguém ta vendo” ou coisa do gênero, na inocência é que isso não aconteceu.

      • Onilson

        Janca, de onde vc deduziu que o contrato foi feito e assinado no dia 02? Acho que a validade do contrato seria a partir do dia 02, podendo ter sido feito muito tempo antes. Não sou um especialista em em direito esportivo e muito menos entendo de contratos, mas canso de ouvir falar que jogadores assinaram pré contratos com outros clubes. Se vc diz que um contrato assinado antes de iniciar sua validade não tem valor, acredito que clubes que perderam jogadores que assinaram pré contratos com outros possam ser ressarcidos.
        Sinceramente, na vontade de conseguir manchetes e views na internet, blogueiros estão se tornando advogados (caso vc seja advogado, embase sua opinião), emitindo opiniões equivocadas.

        • janca

          O contrato foi feito e assinado depois de ter entrado no BID da CBF. Alguém errou aí… E parece que foram FPF e CBF, apesar de a segunda estar tentando passar a responsabilidade para a primeira.

          • Onilson

            Mais uma vez eu pergunto, como afirmar que foi feito e assinado no dia 2? Acredito que a FPF não enviaria uma promessa de contrato e muito menos a CBF incluiria o nome no BID com promessas de entrega. Não tenho dúvidas de que a inscrição foi feita no dia 1 com o contrato que passaria a valer no dia 2. Afirmar que o contrato foi feito e assinado no dia 2 somente se estivesse presente no ato da confecção e assinatura e acredito que vc e ninguém da equipe do Lance estavam presentes neste momento.

          • janca

            Se a inscrição do contrato foi feita dia primeiro, ele teria que valer a partir daí e não do dia seguinte.

          • Onilson

            Frase extraida da reportagem do lance “A entrada de Petros no BID se deu em 1 de agosto, sexta-feira, dia em que também ocorreram a rescisão do vínculo de empréstimo com o Corinthians e do contrato definitivo com o Sev-Hortolândia”
            Veja como tudo está claro. Acredito que nenhum atleta pode possuir mais de 1 contrato em vigência no mesmo periodo. Se um contrato vence no dia 1º e o atleta permanecerá na mesma equipe, o próximo contrato deverá valer a partir do dia seguinte ao vencimento do anterior, sendo assim, nada mais correto que a vigencia do próximo contrato seja a partir do dia 2.
            No dia 1º o Corinthians ja possuia o contrato definitivo, confeccionado e assinado que passaria a valer a partir do dia 2 (situação normal que acontece comumente) e enviou esse contrato para a FPF, essa entidade repassou a CBF que conferiu e publicou no BID. O jogador atuou no dia 03/08 com contrato em vigência (02/08 inicio da vigência, também conhecido como dia anterior), com o nome publicado no orgão que defere ou indefere os pedidos de registro.
            Agora pergunto, Onde está o erro? Não posso assinar hoje um contrato que começará a valer amanhã?

  • WAGNER

    SÓ PARA DESCONTRAIR, QUEM ENFRENTOU O CORINTHIANS NO DOMINGO? ISSO APARECE NA TERÇA…RSS

    BOM DIA A TODOS

  • Mario

    Esperai não faça a portuguesa de vitima , não tem coitadinho nenhum lá , os dirigentes desses times “pequenos” vivem apoiando e puxando o saco dos caras de federações e seus sistemas de merda ,depois se fodem e ficam chorando , mas não largam o saco dos dirigentes.

    Mas pelo q eu lí ai a denuncia tem q vir de algum clube ,igual ao caso do Icasa contra o Figueirense que ainda esta dando pano para manga , estranhamente o Janca não defendeu o pobre do Icasa ,sem falar q é raro alguem q errou ir se entregar .

    Bom se eu fosse dirigente do Timão contratava o advogado do Flu o mais rapido possível.

    • janca

      Ninguém disse que tem coitadinho na Lusa. E claro que defendo o Icasa, o Figueirense subiu usando um jogador irregular na Série B, não? Mas Lusa e Icasa não têm a mesma força de um Corinthians, Flamengo ou Fluminense, Mario. E como disse duvido que tirem 21 pontos do Timão.

      • Mario

        mas os pequenos tem o poder do voto ate superior aos grandes por serem em maior numero ,mas usa para eleger os presidentes de federações como o Del Nero e outros p/manter tudo como esta .

        • janca

          Todos fazem isso. Os pequenos e os grandes. Basta ver a eleição para presidente da CBF, que contou com votos dos clubes da Série A (Séries B, C e D não votam) e dos presidentes das federações. Pelo jeito, Mario, interessa a todos manter as coisas como estão.

  • Oscar de Melo

    A FPF já explicou que protocolou o contrato no dia primeiro e enviou à CBF,que por sua vez registrou e divulgou no BID.Como você disse Janca,o Corinthians não é a Portuguesa.nunca aceitaria cair numa armadilha dessas pra ajudar time carioca.Quando o Andrés se enfezou com os privilégios de alguns clubes,recebeu o apoio da Globo e pulverizou o C13.A Portuguesa não pode,mas o Corinthians,se provocado pode sim,para o futebol brasileiro pra balanço.

  • Oscar de Melo

    Existe na justiça comum algo que chamamos de “perdas e danos”.Se o Corinthians cair por um erro da FPF,pode cobrar a conta.Acho que não estão dispostos a falir a Federação por conta dessa briga pessoal entra Del Nero e Andrés.

  • Wilson Braga

    Isto é uma vontade incomensurável dos antis espalhados pelo Brasil, e principalmente pelos urubus antis da imprensa falada ,escrita ou virtual.
    Estão tão cegos de vontade em nos tirar 21 pontos e até em nos rebaixarem, se possível, que nem percebem o erro de contas que fazem, dizem e é verdade que o Corinthians jogou 8 vezes no mês de Agosto, contudo 3 são pela Copa do Brasil, uma penalidade para esta copa. eliminação do torneio. Ficam faltando 5 jogos para completar os 8 jogos e estes foram pelo Brasileirão, uma penalidade para este Campeonato ; perdas de pontos dos jogos independente do resultado. Nas minhas contas 5 jogos a 3 pontos cada um 15 pontos, A cegueira da imprensa anti como falei é tão grande que eles querem considerar tudo como Campeonato Brasileiro. Afinal segundo os resultados da pesquisa Datafolha, nós temos a segunda maior torcida no país no pais 14,5%, quase 30 milhões. Mas os outros 85,5% é tudo contra, quase 115 milhões de torcedores, falando mal do Corinthians vocês imaginam o IBOPE???

MaisRecentes

Saída de Lucas Lima



Continue Lendo

Dorival bombardeado



Continue Lendo

A grana de Nuzman



Continue Lendo