Fábio na Seleção



O goleiro do Cruzeiro está merecendo (e não é de hoje) uma chance na Seleção. Ele vem jogando muita bola e fazendo defesas incríveis. No último jogo, contra o Goiás, salvou o time, que relaxou nos últimos 15, 20 minutos, de sofrer o empate. E ainda contou com a sorte na hora da penalidade.

Jefferson, que na Copa ficou apenas na reserva, é um bom goleiro, assim como o jovem Rafael Cabral, ambos convocados por Dunga para os dois amistosos de setembro, mas para os jogos seguintes Fábio tem de ser chamado.

Confesso que não consigo imaginar Fábio levando um gol atrás do outro, como aconteceu com Júlio César na Copa… Mas não dá para voltar no tempo, então…

Já no meio-campo eu teria dado um “descanso” para Fernandinho, Ramires e Willian e, apesar de ainda viver de altos e baixos (quem sabe os “altos” não comecem a predominar ou a aparecer mais vezes, como nos últimos jogos?), por que não Paulo Henrique Ganso?

Não temos que jogar fora todos os que participaram da campanha do Mundial, quando o Brasil conheceu a pior derrota de sua história já centenária, pelo menos meia dúzia pode ser aproveitada para a outra Copa, até mais, mas agora é hora de testar novas opções e dar oportunidade também a alguns jovens, já que em 2016 teremos a Olimpíada no Rio. E nunca ganhamos o ouro no futebol, não custa lembrar.



MaisRecentes

A cabeça de Neymar



Continue Lendo

Crise no Peru



Continue Lendo

Coronel Nunes de fora



Continue Lendo