Parceiros pressionam CBF



A CBF já recebeu reclamações de pelo menos dois dos patrocinadores da Seleção. Eles estão descontentes com a desvalorização do produto em que tanto investiram nos últimos tempos e especialmente na última Copa.

Enquanto o Brasileirão ia de mal a pior e os Estaduais começaram a falir não diziam nada, já que a Seleção era a grande vitrine e o cartão de visitas do futebol nacional.

Depois de o time sofrer a pior derrota em cem anos de história e virar motivo de piada e deboche, porém, a postura de pelo menos dois dos parceiros da CBF mudou. Eles têm cobrado da entidade uma gestão melhor, especialmente em relação à Seleção, que foi mal nas três últimas Copas.

Na do Brasil, apesar de ter chegado entre os quatro semifinalistas, teve a imagem dilacerada com os fiascos diante de Alemanha e Holanda e os quatro gols sofridos em seis minutos, algo que jamais havia acontecido num Mundial e deixou executivos do Itaú e da Ambev preocupados. E irritados.

A Globo, que detém os direitos de transmissão dos jogos da Seleção e dos torneios nacionais, também está preocupada e resolveu cobrar mudanças. Pressiona clubes, federações e a própria CBF por uma melhor gestão e investimentos na base e reclama da queda de audiência.

Do jeito que está a amarelinha já não mete medo em quase ninguém e perdeu muito o valor após os 7 a 1. Que, ao contrário do que disse o zagueiro David Luiz, capitão do time naquele vexame, não serão esquecidos tão facilmente não.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo