Os donos da grana



As mudanças tão necessárias ao futebol brasileiro passam pelo bolso. Patrocinadores e parceiros comerciais da CBF deveriam pressionar a entidade a encampar um processo de reformulação de nosso futebol. São eles que injetam a grana, afinal.

A quem interessa uma Seleção que, nas mãos de José Maria Marin e Cia., virou motivo de piada? Um produto desvalorizado, que acaba de sofrer a pior derrota em cem anos de história? A pior. Além de ter colhido uma série de recordes negativos no Mundial no Brasil.

Aos patrocinadores e parceiros da Seleção imagino que não. Quanto mais forte o produto, pelo menos em tese, melhor.

O que será que eles pensam ao ver Gilmar Rinaldi, que até a véspera de ser anunciado coordenador-geral da CBF por Marin, era empresário de jogadores? E que dispensou, por mensagem, aqueles com os quais ainda mantinha vínculos? E que diz que o que mais o incomodou na Seleção que nos seus dois últimos jogos na Copa levou dez gols foi o boné dos jogadores?

E a Rede Globo, que injeta tanto dinheiro no futebol e certamente gostaria de ver um produto melhor, seja a Seleção, seja o Brasileiro, não tem mecanismos para apertar os dirigentes? Porque contente com a situação não pode estar vendo a Seleção alvo de chacota e o Brasileiro com estádios vazios (média menor do que a Major League Soccer, dos Estados Unidos), audiência em queda, baixo nível técnico…

Talvez quando a crise começar a afetar o bolso a cartolagem se mexa. Mas enquanto não o fizer governo (e não só o poder executivo) e sociedade civil têm de se mexer. Porque a Seleção é ou deveria ser um patrimônio público e não privado. Lamentavelmente segue sendo gerida por um grupo que a considera sua propriedade particular e faz dela o que bem entende, como se vivesse num mundo à parte e fôssemos todos imbecis.

Terminada a Copa e ainda à espera de mudanças, que não respondem pelos nomes de Gilmar, Alexandre Gallo e Marin, dou uma pausa e volto a postar no próximo dia 28. Mas até lá, dentro do possível, sigo respondendo os comentários de vocês. Abraço a todos, João Carlos



  • Mario

    Concordo , mas acho que a Globo tem a mesma visão antiquada do Marin/Del Nero , não conseguem evoluir e ver que quando mais organizado e melhor jogado vai ter mais audiencia e pior devem preferir voltar ao mata-mata com formulas malucas , aviso para quem defende a volta ao mata-mata tem que lembrar que mata-mata é um campeonato menor e para manter a grade da TV vão aumentar os já falido estaduais.

    aguentar Gallo e um empresario de jogador no comando da seleção é dose!

    Janca tenha um bom descanso e ate a volta. abrçs

    • janca

      Valeu, Mario. E de fato ter que aguentar Gallo e um (até quarta pelo menos) empresário de jogador de futebol comandando a Seleção é dose. Mas no caso da Globo não acho que ela tenha a mesma visão antiquada da cúpula da CBF. É uma baita empresa jornalística, tem os direitos de transmissão (pelos quais não paga pouca coisa, não), a ela não interessa ter uma Seleção fraca e sem audiência. Nem campeonatos e clubes no Brasil fracos técnica e taticamente. Abs. pra você também, Janca

  • Zico

    kkkk tomara que quando volte não seja igual a FLA … Tava MUITO ruim , agora depois da pausa , conseguiu ser pior, tá o CAOS TOTAL !!!

    • janca

      Não dizíamos que ainda dava pra piorar? O pessoal da CBF segue cavando, cavando e cavando, então o fundo do poço, que para alguns seriam os 7 a 1, ainda não foi atingido, não.

  • Algumas pessoas dizem que torcer contra a Seleção é ser contra o Brasil.

    Mas eu mesmo parei de torcer pra Seleção a muito tempo quando percebi que a CBF era totalmente corrupta e o STJD é uma máfia.

    Alias alguém duvida que no final desse Brasileiro, o STJD vai agir de novo a favor dos times do Rio?

    Eu é que não vou torcer por uma Seleção controlada por gente vagabunda!

    Se a Seleção for humilhada de novo na Copa de 2018 eu nem vou ligar.

    Se por mágica, CBF e STJD fossem administradas por pessoas justas eu até poderia voltar a torcer pela Seleção, mas isso não vai acontecer….

    • janca

      Mas aqui a discussão nem é nem deveria ser de bairrismo ou clubismo, embora eu ache que o STJD deveria ficar em Brasília, não no Rio. E vale lembrar que a dupla que comanda a CBF é de São Paulo, embora a sede da entidade seja no Rio. Aliás deveriam repensar a Granja Comary como concentração da Seleção. Foi um fiasco durante a Copa, com impossibilidade de realização de treinos secretos, uma verdadeira festa, um BBB imbecil a que os jogadores foram impostos.

      • Sim mas o fato do STJD ser no Rio, vai favorecer os clubes cariocas até a eternidade.

        Quanto mais isso vai acontecendo, mais o futebol vai ficando sem graça.

  • MARCIO WILK

    Mas se o Gallo for o técnico…convoca o Pato + o Ganso….a granja comary já terá alguma utilidade né!

  • HECK_BR

    INCRÍVEL. SAUDADES DE RICARDO TEIXEIRA… MEU REMÉDIO DE TARJA PRETA ACABOU.

  • t.

    janca,

    sua postagem é muito otimista. parabéns!

    mas o que difere os donos de uma empresa que patrocina a seleção da pessoa que estava em camarotes vips das arenas da copa do mundo? sinceramente, pra mim, deve ser pouca coisa, principalmente no que corresponde a entendimento, gosto, envolvimento etc. em relação ao futebol.

    de exemplo, podemos tomar as próprias propagandas repetitivas dos patrocinadores durante o período do torneio, sempre calcadas numa infantilidade de piadas sem graça com argentinos ou descondizentes com o contexto atual, como a de uma marca de cerveja.

    é muito dinheiro que ganham no modelo atual, mesmo que falido. antes enriquecer no conhecido do que ter um trabalho incomensurável para tentar um novo que sabe lá onde pode acabar, apesar da perspectiva ser promissora e ainda mais rentável.

    em território nacional, acho que a copa união de 1987 é o exemplo maior dessa situação e o que veio depois.

    • janca

      Não é otimista, não, até porque ando muito pessimista, cada vez mais, e insisto que não chegamos ao fundo do poço, não. Apenas acho que uma pressão por mudanças deveria partir de patrocinadores, parceiros comerciais e detentores dos direitos de TV, que têm de exigir um produto melhor e mais forte. Mas entendo o que você diz sobre aquelas camarotes VIPs, aliás parece que havia os VIPs dos VIPs…

  • leandro

    Boa noite Janca, concordo co quase tudo que você colocou, menos uma, o governo não tem que interferir no futebol, o governo deve interferir na saúde, na educação, na segurança e um pouco na economia ( não muito), o grande problema desse País é que o governo se mete em tudo que não é prioridade e as prioridades ficam de lado.Governo não tem que se meter com CBF e clubes, eles que se resolvam, ou entram em falência.

    • janca

      Mas o governo, inclusive Poder Legislativo, tem de se preocupar com o futebol, sim. Renegociar dívidas dos clubes, por exemplo, exigindo contrapartidas, como já colocou o Paulo André. Eles bancam a CBF do jeito que ela está. Os da Série A garantem 20 votos para o presidente da entidade, que tem de se democratizar. A canarinho parece que é posse privada da CBF. Acho errado, Leandro.

      • Johannes

        João Carlos,
        as nossas renegociações de dívida só não podem virar perdão de dívida, pois é isso que a cartolagem quer…

        • janca

          Por isso temos de ter muito cuidado. Mas o Paulo André, do Bom Senso F.C., escreveu um texto muito interessante sobre o assunto na sexta passada na “Folha”. Se puder, dê uma olhada, Johannes. Contrapartidas devem ser exigidas. É a chance de mudarmos um pouco o jogo. Os clubes fazendo o que bem entendem é algo que devemos evitar. E impedir. O governo tem de exigir contrapartidas, inclusive para os clubes pressionarem por uma nova CBF, nesse processo de renegociar as dívidas. Abs.

  • Emerson

    Segundo últimas informações, faltam detalhes para fechar com o Dunga para técnico!

    É patético, vergonhoso. Se for para contratar um brasileiro, que seja Tite ou Muricy.É um absurdo!

    • janca

      Entre o trio apresentado aí ainda sou mais o Tite.

  • Victor Dunstan

    Fala Janca…A globo só se preocupa com o ibope de suas novelas…que por sinal tá caindo e atingindo também o futebol,podia por em prática a troca do horário dos jogos…e não esperar por projetos de politicos que na base da falta do que fazer querem “ajudar” o futebol

    • janca

      Preocupa-se também com o futebol, que é um de seus principais produtos e terminou a Copa em xeque com os 7 a 1, que talvez marquem o início de uma nova era no futebol brasileiro. Bem complicada, aliás. Muita gente caiu do cavalo e a amarelinha perdeu muito com o vexame, pior derrota numa história que hoje completa cem anos, Victor.

  • adhemar

    Janca concordo com o que escreveu, principalmente na parte em que a seleção é um produto, e que este produto tem que ser rentavel, enfim, os patrocinadores tem que interferir sim, pois é seu dinheiro que esta em jogo.
    Quanto ao produto seleçao, que é consumido por nós (torcedores), juntamente com o que é veiculado junto a sua (detonada) imagem, que são o que os patrocinadores querem anunciar e vender, ufa…, bem o que quero dizer é que (traduzindo pro capiau) quando o filho é feio ninguem quer ser o pai ou seja, a tendencia é de a seleção e o futebol serem produtos cada vez menos consumidos, porque engolir sapo em limite né? E infelismente, como tudo neste mundo gira em torno do maldito dinheiro acredito que aja uma luz no fim do tunel, que seria a influencia destes patrocinadores (globo, brahma itau, etc…), para que se mude este modelo, não só da seleção, mas do futebol em um todo Que é nossa maior paixão, e sinceramente é isto que importa Abcos.

    • janca

      Mas tenho minhas dúvidas até que ponto os patrocinadores podem ir. Ou querem ir. Veja o caso da Fifa, atolada de denúncias há tempos e tempos. Os patrocinadores seguem lá e deveriam agir, pedindo que a entidade fosse transparente ou um pouco transparente, pelo menos. Será que fazem isso? É complicado. Mas ainda assim acho que a saída passa pelo bolso. E pela grana. O mundo ainda é movido pelo dinheiro. Infelizmente.

  • HECK_BR

    EM CIMA DO QUE EU DISSE 2 SEMANAS ATRÁS SOBRE O BRASIL “FACILITAR” A VIDA DA ALEMANHA NA COPA, A ENTREVISTA VAZIA DE NEYMAR ONTEM NÃO DISSE NADA, MAS EXPLICA ALGUMAS COISAS…
    MINHA OPINIÃO: O BRASIL PERDERIA PARA A ALEMANHA EM CONDIÇÕES NORMAIS DE 1 X 0 OU ATÉ 3 X 0. O PLACAR DE 7 X 1 FOI ALGUM RECADO QUE TENTARAM DAR AO POVO E AOS JORNALISTAS. NÃO VI UMA PERGUNTA DO FANTÁSTICO (OU NÃO FOI AO AR) SOBRE A FORMA QUE JOGOU CONTRA A ALEMANHA. A RESPOSTA MAIS VAZIA DE TODAS FOI: – NÃO ENTENDO DE TÁTICA.
    JOSÉ MARIA MARIN TEM CULPA NO CARTÓRIO. ALGO CHEIRA MUITO MAL AÍ.

    • janca

      Com todo respeito, aí voltaríamos a velhas teorias conspiratórias. Como em 1998. Perdemos porque a Alemanha foi bem melhor e mereceu os 7 a 1. Como a Holanda mereceu os 3 a 0, um jogo que poderia ter tido um placar muito mais elástico. Para a Holanda, claro.

    • janca

      Ah! E a entrevista do Neymar eu perdi. Retomo o trabalho apenas segunda que vem, já com o Brasil com novo técnico (novo?), sem boné, sem brinquinhos, estilo militar…

      • janca

        O que é péssimo, aliás.

        • HECK_BR

          NÃO É CONSPIRATÓRIO APENAS. JÁ MANIFESTEI QUE É POLÍTICO. FOI MAIS QUE ARQUITETADO. MAS ENQUANTO ACHARMOS QUE É TEORIA DA CONSPIRAÇÃO E NÃO INVESTIGAR, FICARÁ NO TEMPO. EM 1998 É OUTRA HISTÓRIA. AQUILO EU ACHO RIDÍCULO. AGORA, TENHO MINHAS PULGAS NA ORELHA. TÁ MUITO MAL CONTADA ESTA HISTÓRIA, PARA SER O MINIMO RADICAL POSSÍVEL.

          • janca

            Arquitetado por quem? Com todo respeito, levamos de sete porque a Alemanha foi muito superior. Faltou-nos tática e equilíbrio emocional.

          • HECK_BR

            UM DIA DEPOIS DE O BRASIL ENFRENTAR O CHILE, O MARIN SE REUNIU COM AÉCIO NEVES.
            QUEM MAIS QUERIA QUE DILMA SE DESSE MAL COM O INVESTIMENTO NA COPA ERA AÉCIO.
            MARIN FOI O MEIO DE CAMPO PARA A FALCATRUA. ACREDITO QUE OS JOGADORES FORAM FORÇADOS A PERDER E O FIZERAM DA FORMA EM QUE CHAMASSE A ATENÇÃO.
            PODE NÃO ACREDITAR, MAS NÃO FOI POR DINHEIRO NENHUM. NÃO FOI POR CAPRICHO. FOI POR PODER. MARIN QUER PODER. COM AÉCIO NA PRESIDÊNCIA, ELE E MARCO POLO MATARIAM O BOM SENSO, ACABARIAM COM O FELIPÃO QUE VIROU O ESCUDO E SAIRIAM LIVRES E EM BREVE COMO SALVADORES DA PÁTRIA.
            NÃO GOSTO DE TEORIA DA CONSPIRAÇÃO. NÃO ACHO ESSE O CAMINHO. NÃO ME ACHO PERSEGUIDO, POR EXEMPLO. MAS QUE O CHEIRO ESTÁ INSUPORTÁVEL ESTÁ. VAMOS ESPERAR ACONTECER. ACHO QUE A ALEMANHA GANHARIA DE QUALQUER FORMA, MAS NÃO DAQUELE JEITO. DAQUELE JEITO FOI MAIS QUE UM SINAL. ATÉ A REDE DE TV QUE TRANSMITE A COPA DESCONFIA. HÁ INVESTIGAÇÕES SOBRE O ASSUNTO.
            A FIFA? A FIFA NÃO GOSTA DE DILMA. CONCORDA?
            NÃO VOU POLEMIZAR MAIS SOBRE ISSO. NEM GRITAR MAIS ISSO. BOM DESCANSO AÍ E ATÉ A VOLTA.

          • janca

            O PTB, de Marin, apoia Aécio. Sobre suas teorias, com todo respeito, lembram as de 1998.

  • Janca, vc abordou bem este assunto. Achei as escolhas da CBF desastrosa.
    Mas estou aguardando seu comentário sobre o Jogo São Paulo e Chapecoense, em especial sobre a atuação do Crack Ganso, Já que falou do Jogo contra o Bahia, tinha de falar tb deste jogo…

    • janca

      Perdi o jogo, Neto. Vamos esperar mais jogos pra ver se ele engata uma sequência. Impressionante como o time segue oscilando…

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo