Brasil sem Neymar



Ainda abalado e muito chateado pelo que aconteceu com Neymar, queria fazer apenas duas colocações:

A) Aqueles que tanto o chamavam de “cai-cai” e não percebiam o quanto vinha apanhando nesse Mundial agora vão dizer o quê? Depois de apanhar da Croácia, Camarões e Chile (os mexicanos foram exceção), um colombiano o coloca fora da Copa. É triste, muito triste, mas bem que Luiz Felipe Scolari vinha avisando do perigo que corríamos, porque bater em Neymar parece que virou moda ou pelo menos tinha virado nessa Copa;

B) Mesmo sem nosso principal atacante, continuamos com nosso principal jogador nessa Copa em campo, que é David Luiz. E não podemos abaixar a cabeça. Pelo contrário. O Brasil tem força suficiente pra passar pela Alemanha. Não nos entreguemos como fez o Uruguai após a mordida e a suspensão de Luis Suárez. Os alemães não são invencíveis, têm suas fragilidades também e seguimos na luta. Vamos dividir cada boca na terça como dividimos ontem no Castelão. E sem maldade. Eu acredito. E tenho certeza de que a Seleção também.



MaisRecentes

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo

Naming rights em 2019



Continue Lendo