O novo meio-campo



Pedidos para Luiz Felipe Scolari mexer no meio-campo do Brasil não param. Sexta, contra a Colômbia, ele será obrigado a faze-lo, já que Luiz Gustavo, com dois amarelos, não pode jogar. A questão é quem colocará no lugar.

Uma opção é botar Fernandinho na posição e recolocar Paulinho, que tem talento e assumiu papel de liderança no final do jogo contra o Chile, entre os titulares. Jogariam os dois juntos. A entrada de Ramires ou Hernanes também não está descartada.

Outra possibilidade é adiantar David Luiz, formando a zaga com Thiago Silva e Dante, ou mesmo apostar em Henrique, convocado porque também sabe jogar como volante, botando o ex-palmeirense no lugar de Luiz Gustavo.

Não sei qual será a decisão de Felipão, mas certamente nosso meio-campo muda na sexta.

Independentemente do que o técnico decidir, enfim, tem que trabalhar muito o time para que o setor, que tem sumido em vários momentos da Copa, passe a existir, já que a Colômbia é bem forte por aí e conta com James Rodríguez, apontado por alguns como o melhor jogador do Mundial até aqui. Embora eu ainda ache que o grande destaque esteja sendo o holandês Robben.



MaisRecentes

Elogios a Felipão



Continue Lendo

Os rivais do São Paulo



Continue Lendo

O discurso de Tite



Continue Lendo