Thiago Silva em xeque



Tenho escutado muitas críticas a Thiago Silva pelo descontrole emocional nesse Mundial.

Claro que temos de ter em mente que não se trata de um super-herói, mas de um ser humano, só que algo tem de ser feito até o próximo jogo.

Talvez tenha sido um erro escala-lo como capitão? Sim, pode estar pesando demais no ombro do zagueiro, que publicamente já admitiu não estar conseguindo jogar o que pode pela emoção (e responsabilidade) de defender o Brasil numa Copa em casa.

Ontem mesmo pediu para Luiz Felipe Scolari não o escalar para bater pênaltis, pediu para ser o último, depois inclusive de Júlio César, já que diz não ser bom cobrador.

O que espanta é, em primeiro lugar, Felipão desconhecer essa insegurança de seu capitão e, em segundo, não trabalhar melhor o fundamento, já que pênalti, daqui para a frente, é uma possibilidade real e ontem William e Hulk não se saíram bem.

A sorte nos ajudou diante do Chile, vide aquele travessão no finalzinho da prorrogação, mas não podemos depender só dela. E temos que jogar bonito. Seguir ganhando aos trancos e barrancos é complicado, embora eu continue acreditando que chegaremos às semifinais.

A Colômbia tem apresentado um futebol muito melhor que o nosso, quatro vitórias em quatro jogos, 11 gols marcados, só dois sofridos, mas podemos vence-la no Castelão. É um adversário conhecido que já fez história nesse Mundial, algo que nós ainda precisamos fazer. E espero que façamos, pois seguimos devendo. Não resultados, apenas um bom futebol.



MaisRecentes

O escândalo de Platini



Continue Lendo

Fernando Diniz na berlinda



Continue Lendo

Deuses da Bola



Continue Lendo