Mordida uruguaia



E não é que o Uruguai segue mordendo na competição?

E literalmente, vide Luís Suárez, conhecido também por morder rivais, a Itália que o diga. Em Natal, o atacante deu uma de Mike Tyson. Ou tentou dar. Uma cena lastimável e que merece punição rigorosíssima.

Suárez à parte, com a velha garra da Celeste, nossos carrascos de 1950 continuam vivos na competição e domingo jogam as oitavas no Maracanã contra o vencedor do Grupo C, que tem a Colômbia em primeiro.

Despacharam, ao lado de Costa Rica, primeira colocada do grupo da morte, ingleses e agoras italianos, que dão adeus à chance de serem penta como o Brasil.

A Europa, aliás, tirando poucas exceções, como França e Holanda, tem sido um vexame. Também tem campeonatos repletos de estrangeiros e suas seleções nacionais, na média, têm deixado muito a desejar.

Até aqui a Copa no Brasil tem sido mesmo a dos latino-americanos. Ou a do continente americano, pois os Estados Unidos também podem avançar. E praticamente despacharam Portugal na última rodada. Que Mundial!



MaisRecentes

A reeleição de Galiotte



Continue Lendo

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo