Salvador da pátria



Luís Suárez foi o “salvador da pátria”. Pelo menos da uruguaia. Grande responsável pela vitória da Celeste, que permanece viva no Mundial após superar os ingleses na Arena Corinthians. Dois gols e uma baita atuação teve o atacante do Liverpool.

Ponto também para Óscar Tabárez, que como dizíamos mês passado, apesar da contusão de Suárez, contava com o atleta no segundo jogo da equipe, o desafio contra a Inglaterra, também campeã mundial.

No primeiro a ideia já era poupa-lo, embora Tabárez não imaginasse que sem sua principal estrela os uruguaios levariam de três de Costa Rica.

A dupla que Suárez forma com Cavani é impressionate. Nas eliminatórias da Copa, em que o Uruguai patinou para se classificar, fizeram 17 dos 25 gols da Celeste.

Apesar de ter falhado em parte do segundo tempo, quando recuou demais para tentar segurar o 1 a 0 no placar e levou o empate, o Uruguai segue vivo na competição. E conseguiu, ao contrário do que aconteceu com os espanhóis, se recuperar do desastre da estreia.

Seguem fortes os sul-americanos no Mundial. E a Europa pode vir um segundo campeão mundial voltar mais cedo pra casa. A Inglaterra, que só ganhou uma Copa graças a tremendo erro de arbitragem na final, disputada em casa, aliás, só avança no torneio se acontecer um milagre.



MaisRecentes

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo