Baile holandês



Que atuação da Holanda! Confesso que não esperava tanto da Laranja Mecânica, apesar de ter ótimos jogadores, como Robben e Van Persie, que marcaram dois gols cada nos 5 a 1 diante da Espanha.

Antes da Copa até tinha apontado a Espanha como candidata a decepção no Mundial, mas tampouco achava que os holandeses repetiriam a campanha de quatro anos atrás, quando foram vice-campeões mundiais, perdendo a final justamente para a Fúria.

Não sei o que acontecerá daqui para a frente, mas a Holanda, com uma baita ajuda de Casillas, que não pegou nada, fez uma tremenda partida em Salvador. A melhor da Copa até aqui.

Para os espanhóis, que agora devem brigar pela segunda vaga no grupo, o próximo desafio, diante do Chile, passa a ser crucial. E é possível que os encontremos já nas oitavas de final, se de fato ficarmos em primeiro no Grupo A, o que acho bem provável.

Mas não adianta ficar escolhendo adversários. O caminho do Brasil para a final é extremamente complicado, o que tem um lado positivo e interessante. Se conquistarmos a Copa deverá ser de forma épica, pegando grandes times já a partir da próxima fase e não algumas barbadas, como aconteceu em conquistas anteriores.

Temos muitos acertos a fazer, mas confio na capacidade, talento e determinação de nossos jogadores. Fácil, porém, não vai ser. A Holanda, que enfiou cinco nos atuais campeões mundiais, que o diga.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo