Força, Brasil



Espero que a Seleção tenha o apoio da torcida hoje diante da Croácia, que a galera consiga separar a equipe que entra em campo das mazelas da organização. Tenho a impressão de que, pouco a pouco, o país começa a entrar no clima de Copa, embora não com a mesma força de torneios anteriores que aconteceram no exterior.

Seja como for, assim como na primeira Copa em que fui, ainda garoto, no México-86, acordei várias vezes de madrugada antes da estreia do Brasil. Naquele ano em Guadalajara, horas antes de o Brasil pegar a Espanha. Agora em SP, horas antes do jogo em Itaquera.

Aproveito para reproduzir coluna que publiquei terça no diário LANCE! sobre o que espero da Copa no Brasil. Com três observações no final. Bom torneio a todos, João:

“Muitos têm me perguntado o que espero da Copa no Brasil. Como um sujeito que tem mais dúvidas que certezas, confesso não saber direito. Imagino que dentro de campo possamos ter jogos incríveis, com todas as seleções campeãs do mundo presentes, alguns dos maiores craques do planeta desfilando por nossos gramados, dá vontade de não perder um jogo sequer. Mesmo Bósnia x Irã, partida que alguns têm ridicularizado, vou tentar acompanhar, sim, porque as equipes ditas periféricas me interessam bastante e normalmente têm ótimas histórias pra contar. Basta procura-las ou querer de fato acha-las. São histórias muitas vezes melhores que a mesmice que alguns dos favoritos apresentam. Ou, pelo menos, apresentam à imprensa, que deles costuma extrair o óbvio do óbvio ou sempre mais do mesmo, numa overdose que satura.

Mas o clima que nos meses, semanas e agora apenas dois dias que antecedem o início do Mundial no Brasil surpreende, surpreende. Porque segue frio, nada parecido com aquele que antecedia as edições anteriores da Copa e bem agora que o Mundial será jogado em nossa casa, nosso terreno, nosso quintal! A diferença com Copas passadas talvez seja justamente essa. Agora, além de nos preocuparmos com o que acontece dentro das quatro linhas, passamos a olhar pra fora delas também.

Não, não acho que a Copa seja a responsável por todos os problemas do país, longe, muito longe disso. Mas mostra uma cara do Brasil que está aí há tempos e de repente passou a incomodar. As promessas não cumpridas de que seria o Mundial da iniciativa privada, arenas no tal padrão Fifa, termo que não aguento mais escutar, atrasos, improviso, custos que começaram a subir, legado que acabou minimizado, falta de uma discussão sobre como manter as arenas depois da Copa, especialmente as de Brasília, Cuiabá, Manaus e Natal, sérias candidatas a elefantes brancos, tudo isso, enfim, ajudou a acender um sinal de alerta. É esse o país que queremos?

O próprio zagueiro David Luiz, de que sou fã de carteirinha, chegou a se perguntar de que adiantaria o Brasil ser campeão se fora de campo nossa gente não está bem. Disse querer ver o país campeão também em outras áreas e espera que os governantes consigam enxergar que o povo precisa de apoio em inúmeros campos, como saúde e educação, transporte público e segurança, para ficar “apenas” em quatro itens. Até por isso acho que o principal legado da Copa é ter ajudado a despertar uma inquietação que talvez tenha gerado esse clima estranho no ar. Quando a bola finalmente começar a rolar é possível que ele mude. O clima no ar, digo, porque o país tenho dúvidas.

Tem sido difícil encontrar casas ou carros enfeitados de verde e amarelo como em Copas anteriores, o que chama a atenção. A torcida parece mesmo estar envergonhada. Não pela Seleção, que é muito boa, mas talvez represente um lado do país que não vemos nas ruas, o que provoca, no mínimo, questionamentos. E angústia.”

* Direito de torcer: Não sei se a situação irá mudar a partir de quinta (12), mas a impressão que tenho é que muitos agem como se o cidadão que quiser torcer pela Seleção não pudesse exercer tal direito. Como se isso significasse alienação ou algo politicamente incorreto. Assim como uns podem protestar, desde que pacificamente e respeitando o próximo, outros podem simplesmente curtir. Uma coisa não anula a outra;

* Papel do cidadão: No Brasil o torcedor costuma cobrar muito da Seleção. Sou daqueles que acham que o povo deveria fazer o mesmo em relação a nossos governantes, que tanto deixam a desejar e até hoje não souberam dar uma resposta às manifestações que começaram no período da Copa das Confederações. Só espero que o hexa, se vier, não apague todas as mazelas da preparação do país para o Mundial;

* E dona Fifa…: A Copa no Brasil tem servido para colocar na berlinda também a entidade que dirige o futebol mundial, que faz exigências absurdas para alegria de uns poucos. O tal padrão Fifa pode ser interessante para empreiteiros, construtoras e afins, mas não necessariamente para o país-sede. O Mundial nos Estados Unidos, em 1994, não precisou de nada disso e acabou sendo muitíssimo bem organizado.



  • WAGNER

    ASSISTIREI A COPA COMO EM 1986. QUANDO MEU PAI AINDA ESTAVA VIVO.
    ASSISTIREI A COPA COMO EM 1990. QUANDO OBSERVAVA E NÃO ENTENDIA NADA MAS GRITAVA!
    ASSISTIREI A COPA COMO EM 1994. QUANDO TORCIA, ACHAVA QUE ENTENDIA E CHOREI NO FIM!
    ASSISTIREI A COPA COMO EM 1998. QUANDO NO FIM NÃO ENTENDI QUE HOUVE COM RONALDO.
    ASSISTIREI A COPA COMO EM 2002. QUANDO NA MADRUGADA O DESPERTAR PARA TORCER.
    ASSISTIREI A COPA COMO EM 2006. QUANDO VIA UMA MÁGICA NO QUADRADO.
    ASSISTIREI A COPA COMO EM 2010. QUANDO ACREDITAVA NA VITÓRIA DE UM TIME CAMPEÃO.
    .
    ASSISTIREI A COPA EM 2014. COM A CAMISA 10 DE 82 ONDE O FUTEBOL ERA VISTOSO E EU NÃO VI, MAS POR TER 2 ANOS.
    .
    ALIÁS, A CAMISA DE 82 QUE ESTOU VESTINDO É DE UMA COLEÇÃO DE TANTAS QUE FIZ DO LANCE!. IMPORTANTE DIZER QUE O DIÁRIO FICOU MUITO BACANA APÓS AS MUDANÇAS.
    .
    ESSA COPA, ESPERO QUE O LEGADO DEIXADO É NO POVO. EM VIAS, METRÔS, AEROPORTOS, HOSPITAIS, ORGANIZAÇÃO, TREM BALA, CORRUPÇÃO(OPA, CORRUPÇÃO TEVE LEGADO), ENFIM, ISSO NÃO TEVE MAS ARREGALOU OS OLHOS DO POVO. ESPERO QUE NÃO DEITEM ETERNAMENTE EM BERÇO ESPLÊNDIDO CAMPEÃO. FULGURAS O POVO SACUDA TODA AS AMÉRICAS. E ILUMINE UM SOL PARA UM NOVO MUNDO.
    .
    SONHO COM GOL. QUALQUER GOL. DE NEYMAR. DE HULK. DE OSCAR. DE WILLIAN. DE THIAGO OU DAVID. DE DANIEL OU MAXWELL OU ATÉ MARCELO. DE BEBETO OU ROMÁRIO. DE RONALDO EU PEÇO SENSO!
    .
    A FESTA É EM CASA. NÃO IREI AO ESTÁDIO. EM JOGO ALGUM. NÃO SOU AUTORIDADE, NÃO SOU CONVIDADO, NÃO TENHO INGRESSO E NÃO VOU POR NÃO PODER MESMO. COMO MUITOS. SONHEI EM IR QUANDO DISSERAM QUE A COPA SERIA AQUI. MAS HOJE, SONHO EM SER MUITO MAIS QUE A ANOS ATRÁS. PLANEJO. O FELIPÃO PALNEJA. O MARIN NÃO PLANEJA. PARREIRA DIZ QUE A CBF É O BRASIL QUE DÁ CERTO. ESPEREMOS O BRASILEIRÃO E UM RETRATAÇÃO.
    .
    JOÃO CARLOS, BOM JOGO PARA NÓS TODOS. ESSA NOITE DORMI MUITO BEM. ALIÁS HÁ TEMPOS NÃO DORMIA ASSIM. FIRME FORTE PARA A LUTA. AGORA E SEMPRE. VAI BRASIL E VAI BRASIL. VÃO BRASILEIROS, VÃO JOGADORES!

    • janca

      Já eu não dormi nada bem, acordei várias vezes devido à ansiedade. Gosto muito de Copa. E logo mais tem Brasil em campo. Espero que joguemos bem e, se possível, claro, saiamos de campo com os três pontinhos. Abs. e boa Copa pra você, João Carlos

  • WAGNER

    GOSTO TBM JANCA. MAS NÃO SEI SE O TRABALHO AQUI NA LOJA OU OUTRAS PREOCUPAÇÕES, NÃO ME DEIXAM TÃO ANSIOSO. VOU FICANDO MAIS ANSIOSO AO PASSAR DO TEMPO, CHEGANDO PRÓXIMO A HORA DO JOGO. AFINAL ESTAMOS AQUI POR FUTEBOL, NÃO É? RS

MaisRecentes

Itaquera-2018



Continue Lendo

Brigas no Fla



Continue Lendo

Paulistas com medo



Continue Lendo