O bode e a Fifa



O discurso oficial, especialmente quando Joseph Blatter abre a boca é um, mas nos bastidores a história tem sido bem diferente.

Apesar de não parar de elogiar o Brasil e o povo brasileiro, fazendo coro com Dilma Rousseff e dizendo esperar a Copa das Copas, o presidente da Fifa está muito preocupado com o que se passa em SP, cidade parada por protestos, passeatas e greves, a mais recente por parte dos metroviários.

Voltou a exigir do governo federal segurança para a “família Fifa” e garantias de que todos poderão chegar aos estádios sem maiores problemas.

E lembrou mais uma vez o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que foi o Brasil no governo Lula que bateu o pé em 12 sedes, já que a Fifa queria apenas oito, no máximo dez.

Jim Boyce, vice-presidente da entidade, é da mesma opinião, só que, ao contrário de Blatter, tem sido mais incisivo em suas declarações públicas.

Acha que a Fifa se transformou em bode expiatório de insatisfações dos brasileiros com seus governantes e diz não ter cabimento pagar o pato pelos erros do país na organização da Copa.

Boyce não para de receber reclamações dos primeiros estrangeiros que chegaram para o Mundial e o Congresso da Fifa em SP, todos irritados com o trânsito na capital paulista e com medo de que as manifestações cresçam ainda mais a partir de agora.

Fora a preocupação, já manifestada para o governo e o Comitê Organizador Local da Copa, com a segurança na Arena Corinthians para o jogo de abertura. Parte do estádio, afinal, só será testada mesmo na próxima quinta, quando o Brasil pegará a Croácia.

E ó que a arena acabou com a capacidade reduzida de 68 mil para 61,5 mil torcedores, já que não conseguiu cumprir a tempo o que exigia a Fifa.

Pelo sim, pelo não, Marco Polo Del Nero, eleito para assumir a CBF no ano que vem, já pediu desculpas à Fifa, reconhecendo que o país errou muito na preparação para o evento. Mas agora é tarde. Ou não?



MaisRecentes

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo