São Paulo contra todos



Ou talvez o melhor fosse escrever “todos contra o São Paulo”. Ou quase todos.

Depois de atravessar as negociações do Palmeiras com Alan Kardec, o São Paulo tem, no Verdão, mais um desafeto entre os principais times da capital paulista.

A direção palmeirense está irritadíssima com Carlos Miguel Aidar e o clube do Morumbi, que entrou firme na concorrência para levar o atacante, tendo feito diversos contatos com o Benfica, que detém os direitos federativos do jogador, e o estafe de Alan Kardec, que reclamava da morosidade e do pão-durismo de Paulo Nobre.

Cá entre nós, acho que o presidente do Palmeiras, apesar de todas as críticas que recebeu na condução do negócio, está certo ao pensar nas finanças do clube, que não tem dinheiro para jogar no lixo e cometer loucuras.

Além do Verdão, Corinthians e Portuguesa também andam às turras com o São Paulo.

A Lusa, inconformada em ver Carlos Miguel Aidar, um dos idealizadores do Clube dos 13 e da Copa União, hoje de braços dados com a CBF e defendendo a entidade de ações na Justiça no imbróglio que marcou a queda do time do Canindé para a Série B.

Já a cúpula corintiana e especialmente seu ex-presidente Andrés Sanchez têm trocado farpas com a direção são-paulina por conta de Itaquera e do Morumbi, que ficou fora da Copa.

No meio da semana, no que foi considerado uma farpa ao rival, que gosta de se definir como time de maloqueiros, Aidar disse que sonha com Kaká no Morumbi. E explicou o porquê. Afirmou que o atleta é alfabetizado, tem todos os dentes na boca, é bonito e fala bem…

Depois disse que era uma brincadeira. Elitista, ok, mas uma brincadeira, apesar de eu, sinceramente, não conseguir ver muita graça na “piada”.



MaisRecentes

Tite questionado



Continue Lendo

A falta de um líder



Continue Lendo

Haja coração!!!



Continue Lendo