Que fase, Autuori!



Impressionante como Paulo Autuori não emplaca um bom trabalho no Brasil desde que foi campeão mundial pelo São Paulo mais de oito anos atrás.

Depois disso passou, salvo engano, por Cruzeiro, Grêmio, Vasco, São Paulo de novo e agora Atlético-MG, uma má campanha após a outra.

Vive de nome o “professor”, que tem um discurso pomposo, mas na prática não consegue lidar com seus comandados.

Vinha sendo criticado pela torcida do Galo, já que o time não joga no mesmo nível da equipe campeã da Libertadores no ano passado nas mãos de Cuca.

Depois da derrota no jogo de ida das oitavas de final do torneio sul-americano, ontem, na Colômbia, a direção do Atlético resolveu demitir o treinador.

Fosse eu e apostaria num nome novo, como Doriva, que fez bom trabalho em Itu, não num veterano do naipe de um Vanderlei Luxemburgo, que ganha muito e não rende o esperado há tempos. Fluminense e Grêmio que o digam.

Um nome da velha guarda que seria bom, mas espera a Seleção brasileira depois da Copa, é o de Tite. Ney Franco, assim como Luxemburgo, não considero boa opção. E Levir Culpi… Meu Deus! E ó que sou agnóstico…



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo