Aidar usa CBF e Globo



Companheiros de Carlos Miguel Aidar usam como trunfo na eleição presidencial do São Paulo, que acontece em abril, o fato de o candidato ter virado advogado da CBF no caso Lusa e ter reaproximado o clube do Morumbi da Rede Globo.

Apostam que, com Aidar presidente, a força nos bastidores será maior do que com Kalil Rocha Abdalla, que se intitula candidato de oposição.

Aidar é aliado de Juvenal Juvêncio, defendeu mudança no estatuto que permitiu um terceiro mandato ao dirigente, e seu escritório trabalha para a CBF, que nos tempos de Ricardo Teixeira estava mais próxima do Corinthians e vivia às turras com a direção são-paulina.

Agora o pessoal de seu escritório diz que a história será diferente e afirma que o próprio Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol e candidato à sucessão de José Maria Marin na CBF, trabalha pela eleição de Aidar. Apesar de ser palmeirense, estaria, junto de Marin, pedindo votos para Aidar.

Sobre a famosa Taça das Bolinhas, Aidar deve passar o abacaxi para o conselho são-paulino. Lá a tendência é que o clube não abra mão do troféu, reivindicado pelo Flamengo, campeão da Copa União no final dos anos 80. Torneio, que, vale lembrar, foi arquitetado pelo próprio Aidar, um dos fundadores do Clube dos 13. Mas o mundo dá voltas…



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo