A volta do Bom Senso



Depois de um período de silêncio por conta da saída de Paulo André, hostilizado por torcedores em redes sociais, o Bom Senso F.C. vai tornar públicas _e levar a debate_ suas propostas para reformular o calendário do futebol brasileiro e tentar introduzir o chamado fair play financeiro, requisito para os clubes poderem participar de campeonatos (ou seja, o dever de cumprir com suas obrigações financeiras, inclusive folha salarial).

O evento será segunda que vem, dia 17, numa faculdade em São Paulo.

A questão a saber é se CBF, clubes e presidentes de federações vão querer de fato discutir as ideias dos jogadores que formam o movimento ou vão continuar empurrando a questão com a barriga, como fizeram até agora. Apesar das ameaças de greve, nunca cumpridas, aliás.

A maior oportunidade _que acabou perdida e culminou na saída de Paulo André do Brasil_ foi a invasão do CT do Corinthians por torcedores do Timão, muitos deles ligados às principais organizadas do clube.

Mas o Corinthians está longe de ser o único problema quando se trata de uniformizadas, basta vermos o que aconteceu antes e depois do clássico entre São Paulo e Santos. E acompanhar o noticiário de Recife, onde a torcida do Sport promoveu cenas de vandalismo, arrastão e confronto com a polícia semana passada…

E isso sem falar no XV de Piracicaba, que teve torcedores de uma organizada acusados de atacar casa de um diretor do clube com pedras e rojões e no recente episódio de racismo no jogo entre Mogi e Santos, o que é absolutamente lamentável.

Episódios para serem esquecidos _ou melhor, lembrados para que não voltem a se repetir_ não faltam… E o pior é, do jeito que as coisas andam, que eles tendem a continuar aí. Rodada após rodada. Até quando não sei.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo