Fan Fests em xeque



Semana passada Recife anunciou o cancelamento de sua “Fan Fest” durante a Copa de 2014, que começa em junho.

Oficialmente o problema é a viabilização financeira do evento, que tem marcado os últimos Mundiais da Fifa como forma de envolver mais gente na festa, especialmente aqueles que não conseguiram ingressos para os jogos.

Na Alemanha as Fan Fests foram um sucesso. Estive na de Berlim, que chegou a reunir 1 milhão de pessoas, que assistiam aos jogos em telões, passavam o dia confraternizando, comendo, bebendo (até demais), assistindo a shows, vendo exposições e trabalhos de artistas do mundo todo e consumindo produtos ligados à Copa.

Tudo transcorreu, apesar de excessos alcoólicos por parte de alguns, na mais absoluta harmonia.

No Brasil, com os últimos acontecimentos, a barbárie e a violência em várias manifestações, que já mataram, salvo engano, oito até aqui, e o clima de insatisfação com políticos, dirigentes e a forma como a Copa tem sido conduzida, há receio de que as Fan Fests sejam transformadas em palcos de guerra.

Apesar do discurso oficial de que está tudo bem e que o problema com Recife foi apenas administrativo e financeiro, o medo da violência está por trás da decisão de abortar a Fan Fest pernambucana, o que causou perplexidade na Fifa.

Nas outras 11 sedes elas seguem confirmadas. Por enquanto. E se forem mesmo realizadas devem ter segurança máxima. O esquema, inclusive, já está sendo discutido pelo governo, que teme que o Mundial, se for tomado pela selvageria fora dos estádios, acabe abalando seriamente a imagem do país. E a do governo também, claro.



  • Tri Mundial Doom

    Fan fest só tem cerveja mesmo, todo mundo vai exagerar. ninguém que gosta de música clássica ou rock n’ roll que é da cultura alemã vai ficar ouvindo axé então pra ficar ali tem de encher a cara mesmo.

    • janca

      Na Europa não era só cerveja, não. Havia muitos produtos bacanas pra quem gosta de futebol, exposições bem interessantes, shows, comes e bebes, claro, mas um clima de confraternização bem bacana. Pelo menos na Alemanha foi assim. Já na Ucrânia, durante a Euro, houve problemas. E conflitos. E ó que o país não vivia a turbulência e o caos em que está hoje (a Ucrânia, digo). Por aqui meu temor é que as festas sejam muito “artificiais”, mais para a TV mostrar do que para o povo aproveitar. Mas a ideia é válida. O problema é a segurança.

      • Tri Mundial Doom

        A TV não precisa mostrar não, mas acho que as festas irão ser paralisadas pelos protestos…

        • janca

          Sei não, ainda é uma incógnita como estarão as ruas durante a Copa.

          • Tri Mundial Doom

            Estarão sitiadas…rsrsrs

  • mario

    se a FIFA tivesse feito uma copa milionária e as “fan fest” com o povo da Alemanha pagando por tudo em 1920 no pos primeira guerra mundial o pau ia comer violentamente , o ponto alto seria os dirigentes de futebol passando por corredores poloneses.

    a Alemanha atual tem seus problemas , mas os problemas socias e de corrupção brasileiro são gigantes se comparados a eles , Dilma , Lula , Serra , Maluf e etc na Alemanha estariam na cadeia facil por improbidade administrativa por causa da copa .

    sem falar que o governo brasileiro ensina o povo que só sera atendido se fizerem atos violentos , exemplo MST , torcidas organizadas , PCC .

    • janca

      Não acho que os atos violentos sejam a saída, muito pelo contrário, Mario, tiraram força das primeiras manifestações de ruas, que conseguiram segurar o preço das passagens de ônibus.

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo