Exclusão ao Garcilaso?



O Cruzeiro deve montar uma caravana para ir à Conmebol pedir punição ao Real Garcilaso, cuja torcida hostilizou o brasileiro Tinga no jogo entre os dois pela Libertadores com uma série de insultos racistas.

Que punição cabe aos peruanos? Perda de pontos ou mando de jogo? Tirar os três pontos do time para dar ao Cruzeiro seria ridículo, mas que tal a realização de partidas com portões fechados? Pelo regulamento da competição, cabe até exclusão do torneio.

Muitos podem argumentar que dirigentes e jogadores não têm culpa pela ação deplorável de parte da torcida, que chamava o cruzeirense de macaco e hostilizava-o a cada lance em que pegava na bola. Pode ser, mas nenhum jogador do Real Garcilaso fez nada para combater o que estava acontecendo. Alguém poderia ter parado o jogo, pedido para a torcida se comportar decentemente, mas nada, nada, nada.

Nesse sentido, acho que algum companheiro de Tinga poderia ter tomado alguma atitude. Interrompido a peleja, protestado contra a galera, apoiado o colega que não podia jogar daquele jeito. Racismo é crime e tem de ser combatido pela raiz.

O próprio Tinga poderia ter se rebelado e deixado o campo, mas entendo que não o fez. Ele é a vítima de tudo isso. Como somos todos nós que tivemos de assistir a um espetáculo deplorável. Assistir, no meu caso, depois, já que quinta acompanhei o jogo do Flamengo pela TV. O do Cruzeiro, pelo que soube, só no segundo canal da Fox Sports, que, salvo engano, não está disponível na Net.

A ideia do Cruzeiro é pedir a pena máxima, expulsão da Libertadores.

O que acho é que “espetáculos” como aquele, no Peru, não podem se repetir e o ideal seria, por imagens, pegar pelo menos alguns dos torcedores que protagonizaram aquelas cenas lamentáveis e punir tais indivíduos. Porque racismo é crime.

A covardia pode até ser explicada, mas jamais aceita, pelo comportamento de massa. Na multidão muitos viram valentões e fazem coisas inimagináveis como as que aconteceram quinta no Peru e que não podem ser toleradas jamais.

Muitos apareceram dando apoio a Tinga, inclusive Dilma Rousseff, o que é ótimo. Mas não sei se vale surfar no episódio, como fez a presidente, dizendo que aqui faremos a Copa contra o racismo. Como se o Brasil fosse um país em que não houvesse lugar para o racismo… Infelizmente ainda há e muito. Mas isso é outra história, outra história.



MaisRecentes

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo