Entre os vândalos



As cenas de selvageria envolvendo torcedores do Atlético-PR e do Vasco, em Joinville, já correm o mundo. Imagens foram pedidas por emissoras de TV da Alemanha, Dinamarca, França, Inglaterra, Suíça e Estados Unidos, entre outros países que já as exibiram no exterior.

Incrível como tem torcedor que vai para o estádio simplesmente para brigar, como se o estádio fosse palco de guerra. E às vezes, como aconteceu em Santa Catarina, é mesmo.

Num jogo de extrema importância para os dois times é espantoso ver tantas falhas na segurança também. Havia pouco policiamento e a segurança privada contratada pelo Atlético-PR não deu conta do tumulto. O despreparo foi geral e o resultado todos pudemos ver pela TV.

Os torcedores, que podem ser identificados pelas imagens que correm o planeta, não devem ficar impunes. Nem os organizadores desse espetáculo lastimável.

O rebaixamento do Vasco acaba ficando em segundo plano, pois a vida está longe de ser só futebol. Infelizmente também é violência, um reflexo da nossa sociedade. Mas deveria ser _e também é_ bem mais que isso.

Nunca esteve tão atual livro do norte-americano Bill Bufford intitulado “Entre os Vândalos” e lançado nos anos 90 depois de ele passar um tempo entre os hooligans ingleses. Na Inglaterra algo foi feito. Aqui, pelo jeito, muito pouco, quiçá nada. Até quando?



  • Paulo Eduardo

    Será que o nosso querido STJD vai punir o Vasco denovo??

    • janca

      É possível. Os dois clubes podem ser punidos, embora a responsabilidade pelas falhas na segurança não tenha sido do Vasco, mas do Atlético-PR. Os seguranças contratados pelo clube paranaense não conseguiram evitar o combate, precisavam de reforço e a polícia, quando entrou em ação, era tarde demais.

      • Paulo Eduardo

        a pergunta foi bem ironica mesmo Janca…concordo com vc.. a falha foi exclusivamente do Atletico PR e com essa nota do MP-SC de que nao tem nada disso de a pm ficar em locais externos de eventos é mais grave ainda…espero que o nosso querido e amado STJD faça justiça uma vez no ano..ou que comece o ano que vem fazendo justiça e dê uma punição exemplar no Atletico…será que eu vou ser suspenso tambem por estar falando isso???rs

        • Romulo

          Enquanto a preocupação for com punição aos clubes isso ai vai continuar. Quando começarem a punir quem realmente é culpado, aí sim a coisa mudará. O lugar destes criminosos é na cadeia ou na vala!

          • Paulo Eduardo

            Tambem acho..só que da muito trabalho ficar olhando as cameras e prender cada individuo que esta ali envolvido né…aqui nessa p! de pais 90% gosta de moleza

          • Cesar

            Concordo, Rômulo, mas entendo que só punirão os culpados de verdade quando isso acontecer com um ente querido de algum juiz ou legislador, as duas categorias que mais adoram proteger os criminosos neste País.

          • Robson Pacheco

            Rômulo, concordo em gênero, número e grau com você!!! Não faz sentido punir o coletivo por causa do erro do indivíduo, esses caras não fazem isso por “amor ao clube”, mas porque são animais selvagens (com todo respeito aos animais de verdade).
            Ouço muito falarem em acabar com as organizadas, não faço parte de nenhuma, mas não é a camiseta da Gaviões, da Mancha, da Independente que promovem essas barbáries, são os caras que as estão vestindo, você pode tirar a camisa do cara, mas não vai tirar a selvageria enquanto não houverem punições exemplares a quem a pratica de graça, só pelo prazer de ver outro ser humano sangrando, morrendo, estrebuchando.
            É mesma coisa de um cara que vai num bar, enche a cara, sai dirigindo e mata um monte de crianças que estão saindo da escola, aí você vai lá e fecha o bar.
            Os jogadores, a comissão técnica, os caras que trabalham no clube e os torcedores de bem não podem pagar por atos de bandidos.

          • janca

            É uma discussão interessante, porque as punições não têm surtido efeito. São selvagens que vão a campo e pelo jeito pouco se importam com os clubes para os quais dizem torcer. Mas a ligação entre dirigentes de clubes, os próprios clubes e suas organizadas também não deve deixar de ser avaliada. Porque muitas vezes é promíscua e aí, quando ações de torcidas organizadas prejudicam os clubes esses não podem dizer que não têm nenhuma relação com o ocorrido. Quando o presidente Paulo Nobre quis se distanciar das uniformizadas do Palmeiras e cortar regalias das mesmas só o Santos, salvo engano, o apoiou. Dos demais dirigentes, silêncio.

        • janca

          Aí, a respeito dessa nota do MP-SC, quem tem de dar explicações é a PM. Mas o Atlético-PR tem de ser punido, uma punição exemplar, sim.

          • João Carlos

            A PM não manda, obedece. Quem deve explicações é o Ministério Público de Santa Catarina, que foi negligente e pôs as famílias que vão aos estádios de SC em risco de vida.

          • janca

            O MP de Santa Catarina soltou nota negando ter impedido a polícia de ir ao estádio, não? Mas a culpa não é da PM. Foi do esquema de segurança, muito mal planejado pelo Atlético-PR.

      • dio

        sou a favor do campeonato argentino …sempre. torcida unica para os mandantes….ninguem seria punido e jogar em estadio sem segurança resolvia o problema

    • José Carlos – RORAIMA

      Quem disse que o VASCO vai pra série B. REGULAMENTO é REGULAMENTO. DIREITO é DIREITO. O TIME do VASCO é um LIXO. A DIRETORIA do VASCO é um LIXO. Agora a INSTITUIÇÃO VASCO é outra história. TEM QUE RESPEITAR.

  • Ricardo Salik

    Enquanto não determinarem penas exemplares em nosso Futebol, não vai dar em nada… Como podemos ver o Atlético fez esse jogo em Joinvile por ter perdido mando de jogo devido a uma briga entre seus oróprios torcedores… Em 2009 teve aquele episódio do Coritiba que perdeu 1 ano de mando de jogo no episódio contra o Fluminense… A prna para i Atlético deveria ser ainda superior a esssa devidi a arrogância de seu PRESIDENTE que ignorou a Segurança da PM Santa Catarina contratanto segurança privada… Vamos ver no que dá?

    • janca

      Mas o presidente do Atlético-PR, sem querer defende-lo, mas nesse caso o fazendo, não ignorou a segurança da PM. Ela disse que agiria fora do estádio e só entraria na arena se algo de grave acontecesse. Errou, sim, ao contratar um efetivo insuficiente de seguranças privados para colocarem ordem na casa. E deixaram as duas torcidas sem separação naquele setor em que resolveram brigar.

  • Mário Costa

    Tem que punir os dois Clubes…até porque ele foram brigar em uma área neutra…é muito triste ler que a segurança foi falha, não estamos falando de tigres, leões ou bois…Senhores, estamos falando de gente, do ser Humano!
    Melhor dos não humanos. Cadeia neles e penas para os Clubes sem que a politica entre em cena.

    • Cesar

      Entendo que não adianta ficar punindo clube, isso não chega aos criminosos; eles estão pouco se lixando com o time, são indivíduos da pior espécie. Este ano 18 dos 20 clubes da primeira divisão sofreram punições por culpa de suas torcidas, e a violência continua.
      O caminho não é a punição aos clubes na minha opinião, isso torna muito simples a vida desses criminosos, uma vez que você acaba por generalizar o responsável atribuindo a culpa a uma entidade abstrata, o clube. Tem de punir o indivíduo!
      O que ocorre hoje é que todos os envolvidos tem a certeza da impunidade, primeiro porque quem paga é o clube e não ele, e segundo porque sempre há um juiz com “boa vontade” para beneficiar um criminoso neste País, onde a polícia prende e a justiça solta. E exemplos de casos com juízes de “boa vontade” com criminosos não faltam.
      Precisamos mudar o enfoque do problema: ao invés de mirar os clubes, vamos mirar a impunidade e os responsáveis por ela, que sabemos quem são; se de um lado as leis são brandas e os legisladores não movem um dedo sequer para mudá-las, por outro os juízes não fazem o menor esforço para tentar manter um criminoso preso. Isso é que precisa mudar.

      • janca

        Esse é um dos grandes problemas. Punimos os clubes, mas será que os torcedores que vão ao estádio para brigar se preocupam mesmo com eles? Os clubes, digo? Duvido. Agora que cabe punição rigorosa ao Atlético-PR, que cuidou muito mal da segurança e era responsável pela mesma, cabe.

  • Johannes

    Boa Noite João Carlos,
    O que vi nas imagens foi realmente lamentável, acho um milagre que os torcedores hospitalizados estejam, pelo que li, fora de risco de morte, pois linchamento foi a palavra que me veio a cabeça quando vi as imagens. E imagens estão amplamente disponíveis, se as autoridades quiserem podem indiciar e prender vários ali por tentativa de homicídio, porque quanto você vê um sujeito caído no chão sendo chutado, já inconsciente e participa disso, acho que tentativa de homicídio seria um bom enquadramento. Infelizmente acho que quase nada vai acontecer…

    • janca

      Também acho que não dará em nada, fora punição aos clubes com perda de mando de campo. E o que houve foi um vandalismo sem justificativas, tentativas de homicídio, sim, em estádio de futebol. Grande abraço e boa semana pra você, João Carlos

  • Cláudio Batista

    Olá Janca:
    Engraçado que que já tem opinião de todo tipo. Todavia, não podemos nos esquecer que quem proibiu a policia de fazer segurança no estádio foi o ministério público de Santa Catarina. Os Homens da justiça.

    • janca

      Algo que eles próprios não confirmam… Ontem soltaram nota negando. Mas mesmo que tivessem proibido, que o Atlético-PR separasse as duas torcidas e colocasse mais seguranças, já que o contingente, como se viu, era bem insuficiente.

      • flavio

        Será que o MP falaria a verdade?? É claro que não, pois ninguém quer se comprometer. Esse negócio de promotor ficar se promovendo com casos de elevada consideração midiática está acabando com o brasil. Chega de mauricinhos mandando na justiça e não resolvendo exatamente nada. O futebol brasileiro acabou!! Jogos ridículos, confusões em cima de confusões, jogadores velhos e outros meia-boca, ingressos caros, torcedores tratados como gado, imprensa omissa e defensora deste regulamento ridículo e etc… Nosso futebol deveria chamar-se ESTELIONATO FUTEBOL CLUBE OU FALÊNCIA FUTEBOL CLUBE!!!

        • janca

          E o que tem de “mauricinho”, como você diz, querendo aparecer… A vaidade, a vaidade…

  • Eu não concordo com o que aconteceu em Joinville, com brigas entre torcidas, foi lamentável vendo um ser humano sendo chutado e pisoteado feito animal mas vamos lembrar q quem começou a briga foram os vagabundos da CAP o torcedores do vasco só se defenderam, ou porrava ou tomava porrada e se tivesse a força jovem e a ira jovem poderia ser pior, ah e esse vascaíno que estava com um pedaço de ferro na mão estava só se defendendo e defendendo os outros pq mais uma vez a torcida da CAP foi pra cima do vasco e vcs da mídia pega só um pedaço e não pega o contexto da história assim como foi com Julio Batista e assim com foi contra o Corinthians o vasco pagou o pato sem culpa e pode ter certeza que o vasco vai tomar penalidades para a serie B.

    • janca

      O pessoal do SporTV que estava no estádio diz que não dá para afirmar quem começou a briga, embora haja relatos de que os torcedores do Atlético partiram para cima dos do Vasco. De qualquer forma, boa parte dos que partiram para o confronto e se manteve naquele setor estava querendo guerra. Cenas lamentáveis foram vistas dos dois lados. Tentativas de homicídio em estádio de futebol.

      • Luiz Augusto

        Primeiramente gostaria de deixar claro que não tenho intenção em defender ninguém, até porque há muito tempo sou contra as “organizadas”.
        Janca, eu estava no estádio, estava na parte da torcida do Atlético, estava na reta, próximo ao meio campo. No local onde eu estava haviam apenas os “torcedores comuns” após o primeiro gol do Atlético notei uma estranha movimentação da torcida do Vasco, se aglomerando próximo a corda de divisa, comentei com amigos e saímos de onde estávamos e fomos para mais longe.. Nesse mesmo momento, a torcida do Vasco passou pela divisa e veio em direção a área do Atlético, nesse momento a torcida organizada do Atlético veio em direção a torcida do Vasco..
        Como disse antes, não tenho intenção NENHUMA em defender ninguém, mas de fato, posso afirmar categoricamente que quem invadiu primeiro e veio em direção a torcida do Atlético foram os Vascaínos.. Tenho medo em pensar o que poderia ter ocorrido se a torcida do Atlético não tivesse contido a torcida do Vasco, o massacre de “torcedores comuns” seria ainda maior.. Acredito que a reação foi exagerada e não apenas para conter o avanço da torcida do Vasco, mas foi motivada pela transgressão da torcida do Vasco.. Concordo, ainda, que a segurança era ínfima, apenas feita por poucos seguranças na divisa, o que jamais poderiam conter o avanço de qualquer parte..

        • janca

          Confesso que não sei dizer, pois não estava lá. Há versões e versões. O que sei é que o Atlético-PR errou feio na questão da segurança num jogo tão importante como o de ontem. E isso não pode ficar impune. Como você mesmo disse, a segurança, responsabilidade do clube paranaense, era mínima.

          • marcelo

            Olha….no atual estado em que estão as coisas no Brasil, nem a Polícia Militar é respeitada (lembram das situações envolvendo Corinthians X Vasco e Inter e Grêmio – só exemplos)….nestas a segurança era efetuada pela polícia militar, e houve briga do mesmo jeito; para conter uma briga dessas que ocorreu ontem, seria necessário um contingente enorme de seguranças (todos desarmados), e ainda assim, a briga acabaria acontecendo, envolvendo tb os seguranças; para resolver esse problema, é necessário um total recrudescimento do direito penal, bem como, que cada vez que a PM venha a agir com energia contra tais atos, os PMs não sejam crucificados em rede nacional; infelizmente, o brasileiro, em sua grande maioria não está preparado para ter direitos…é como uma criança que vai testando o adulto para ver seus limites….taí …o limite chegou.

          • Luiz Augusto

            Concordo com a punição, acho que deve existir e não deve ser branda.. Apenas quis deixar claro (não que isso importe) que o inicio do tumulto partiu do lado Vascaíno, realmente Atleticanos revidaram e continuaram.. mas enfim, que sejam punidos, os vandalos presos e se Deus quiser, que nunca mais ocorra…

          • flavio

            SR. MARCELO VOCÊ ESQUECEU DE APONTAR A SURRA QUE OS SÃOPAULINOS DERAM NOS PMS, OU VOCÊ JOGA NO TIME DELES???

  • marcos andre

    realmente o atlético tem culpa no cartório, mas a torcida do vasssscuu que foi para cima da torcida do furacão, porque esta nossa mídia nacional de merda , não fala e só desce o porrete no atlético,sou rubro negro e todo que vejo é neguinho querendo a cabeça do atlético, com aquele discurso manjado de tem que ter punição exemplar, mas agora , e quando o vassscuuuu foi campeão da famigerada JH teve punição exemplar , ao torcedor morto na bolivia que aconteceu a mídia paulista criticou a atuação da policia boliviana , tem sim é que prender quem briga e acabar com as organizadas, e detalhe a policia aprovou o numero de seguranças contratados pelo atletic

    • janca

      O número de seguranças contratados pelo Atlético era pouco, mostrou-se insuficiente e mal preparado. As duas torcidas não foram bem separadas, tanto que se encontraram quando quiseram para brigar e não havia ninguém para separar. Péssimo planejamento do Atlético para um jogo que era importantíssimo e podia ser dramático para os dois, Marcos André.

    • Paulo Eduardo

      A torcida do Vasco invadiu?foi pra cima?você é cego?

  • Jef

    Janca, acho que está bem colocada agora a questão da responsabilidade pela segurança nos jogos de futebol. Pergunto: é justo pagarmos impostos para vermos a polícia fazendo segurança em eventos privados? Ou a CBF é um órgão estatal? Não sei se a PM recebe alguma coisa dos clubes, mas se recebe também está errado. Não é essa a função da polícia. Embora a PM não tenha feito a segurança de modo geral, vale notar: havia 10 policiais no interior do estádio cuidando da segurança dos árbitros; 20 PMs acompanharam as delegações de Atlético e Vasco até a Arena Joinville; 50 PMs estavam no entorno do estádio. Só aí temos 80 policiais “fora” de serviço. Depois da briga, nada menos que 160 PMs foram deslocados para o interior do estádio e mais 80 do lado de fora. Ou seja, 240 policiais, portanto, que deveriam estar nas ruas cuidando da segurança da população (que é quem os paga), foram deslocados para uma partida de futebol, por causa dos mesmos idiotas e imbecis de sempre. Que tal cobrarmos da CBF?

    • janca

      Sempre defendi que a segurança e o policiamento fora dos estádios tinham que ser responsabilidade da polícia, mas o espetáculo, por ser um evento privado, não. Talvez ainda não estejamos preparados para isso. Mas sou a favor de segurança privada no estádio, não como a de ontem, porém. Que era insuficiente e pelo jeito mal preparada, nem conseguiu separar as duas torcidas… Sobre os policiais que deveriam estar nas ruas cuidando da segurança da população e não dentro de estádios, em eventos que geram muito dinheiro para alguns mas não para a PM, concordo. Temos que cobrar da CBF, mas não só dela. Dos clubes e das autoridades competentes também, incluindo, claro, o governo.

  • Culparam o ANDRÉ que jogando abaixo do esperado como alegaram, era o artilheiro do time e para surpresa nossa,até o SANTIAGO MONTOYA que apesar de arrasar nos treios nunca era escalado e no final do campeonato ,nem no banco o colocaram,teve como desculpa para não escalar e nem colocar no banco,falta de comprometimento,mas que comprometimento se nem no banco o Montoya era colocado. Agora eu pergunto:O André e o Montoya não jogaram e nem no banco ficaram,então quem foi o culpado pela queda do Vasco?

  • Cleibsom Carlos

    O futebol é um reflexo da sociedade, sendo assim como esperar algo diferente nos estádios? O Brasil tem índices de violência superiores a países em guerra civil e caminha para se tornar um país não-civilizado, se já não o é… A falta de educação e civilidade imperam e estamos cada um por si! É hipocrisia e demagogia pensar que o futebol é uma excessão, ele é o espelho de uma sociedade doente! A imagem é feia mas nos representa adequadamente…Acontecimentos como os de ontem se tornaram banais, eles parecem não despertar sentimentos maiores em um sociedade insensível ao outro…

    • janca

      Reflexo de uma sociedade deteriorada e doente, sim, Cleibsom, concordo.

    • Ricardo

      Amigo, concordo plenamente com voce. Nossa sociedade está em estado terminal, aonde a vida não tem valor algum. Se matam por um par de tênis, ha muito tempo o TER é mais importante do que SER. As novelas inundam as casas com todo o tipo de podridao, o sexo é banalizado, a maioria da população só pensa em se dar bem, em passar a perna nos outros, enfim, que país horrível em que nascemos.
      Mas temos samba e futebol né, então está tudo certo.
      Pão e Circo ao povo do Brasil.

      • janca

        Só que a sociedade do consumo não existe só por aqui. E de resto temos que tomar cuidado com discursos moralistas, não estou dizendo que seja o seu, já, já vamos começar a falar de valores, família etc. etc. etc. e podemos cair numa hipocrisia que marca muitas sociedades contemporâneas. Não acho que o problema sejam as novelas ou o que você chama de sexo banalizado, inclusive porque conhece gente que defende sexo só para procriação e, como diria o Milton Leite, do SporTV, meu Deus! E ó que sou agnóstico… Não sei se a maioria, mas que boa parte da população só pensa em se dar bem e passar a perna nos outros, aí concordo. Vivemos no cada um por si e, pelo jeito, poucos por todos.

  • Jocinei

    Enquanto continuarem a punir os clubes e não os torcedores bandidos , nada vai mudar . Os prejudicados acabam sendo os clubes e os torcedores comuns , pois se tiram o mando de campo , com jogos em outras cidades , esses marginais vão ao estadio do mesmo jeito , se faz um jogo sem torcida , no próximo eles voltam .Então tem que banir esses torcedores dos estádios , pois se esses marginais não estão nem ai para a vida alheia , imagina se vão se preocupar com os clubes .

    • janca

      Tanto que alguns torcedores do Corinthians, presos na Bolívia, logo que foram soltos apareceram em estádios de futebol fazendo novas algazarras, brigas e confusões.

  • Tarcísio Rezende

    Punir o rebaixado Vasco da Gama, já punido pela incompetência de Eurico Miranda e Roberto Dinamite, pela barbárie de Joinville! Curioso, o jogo tinha como mandante o Atlético Paranaense. A segurança era de sua responsabilidade. A torcida do Vasco foi colocada em um canto, sem proteção da polícia. Foi atacada por uma maioria rubro-negra. O que mais queriam os “politicamente corretos” ? Que ela ficasse sem reagir, sem se defender ? Hipócritas !

    • janca

      A segurança contratada pelo Atlético-PR errou feio e o clube tem de ser punido por isso. Vai ser, só que o Vasco, segundo o STJD, será indiciado também pelo comportamento de sua torcida. O que vimos foram tentativas de homicídio em um estádio de futebol. E, pelos relatos, brigas fora dele também, essas controladas pela PM. Já em relação à situação do Vasco, punido, como você bem diz, pela incompetência de Eurico Miranda e Roberto Dinamite, merece dirigentes melhores. Mas a maioria dos clubes brasileiros merece. O pior é que, ao contrário do Fluminense, cuja queda ninguém cogitava no início do campeonato, a do Vasco foi uma tragédia anunciada. Que o rebaixamento sirva pra mudar muita coisa em São Januário. Grande abraço, João

  • Salve, Janca!

    De fato, foram cenas de selvageria. Um domingo bem deprimente.

    Concordo com Cleibsom, logo acima, que lembrou que esse comportamento é um mero reflexo do comportamento social, como um todo. Mas o que me deixou ainda mais incomodado foi ver a diferença de postura adotada pelas emissoras que transmitiam a partida: Enquanto o Nivaldo Prieto (Band) deixava claro que o futebol havia ficado em segundo plano, mostrando todos os detalhes do ocorrido, sem cortes na imagem, dizendo que o mais importante era saber quantas vítimas havia e o estado de saúde delas, nosso amigo Luiz Roberto, na Globo, dava aquele famoso migué jornalístico, alertando aos telespectadores que “as equipes de jornalismo da emissora ficariam acompanhando o caso”, cortando a transmissão e indo pro jogo do Flu. Que é isso? Parecia coisa da ditadura! O telespectador não tem o direito de saber o que está acontecendo, afinal? Enquanto a Globo censurava os fatos aos seus telespectadores para agradar seus patrocinadores, o SPORTV ia na mesma linha, não chegando ao ponto de interromper a transmissão, mas adotando a tática da câmera estática com comentários óbvios e contidos, em off, do Luiz Carlos Jr. e do Lédio Carmona. Enfim, foram formas bem distintas de se cobrir um evento, para o bem e para o mal. Na Band, informação; na Globo, pão e circo.

    Abração,

    João Sassi

    ps: havia postado um texto sobre o fim melancólico do Brasileirão, antes da rodada começar, mas não imaginei que seria tão deprimente assim… Fica o convite. “O G-4 e a depreciação do Campeão” – http://www.borogodofutebolclube.blogspot.com.br/2013/12/o-g-4-e-depreciacao-do-campeao.html

    • janca

      Vou ler o texto que você publicou, João Sassi, e depois comentar. E também concordo com o Cleibsom, mas não posso comparar as transmissões da Band com Globo e SporTV, pois vi apenas no SporTV. Para São Paulo a Globo estava com São Paulo x Coritiba. No SporTV, porém, vi muitas informações sobre o que estava acontecendo fora de campo, as brigas, enfim, a segurança (ou falta dela), os feridos… Foi uma final de campeonato lastimável mesmo. Grande abraço, Janca

    • janca

      Ah! O que achei que ficou faltando na transmissão foi explicar melhor como o tumulto começou. Pois no final diziam que não dava para saber como se iniciou, mas segundo alguns relatos (não sei se verídicos ou não, não estava no estádio e só vi as cenas de selvageria pela TV) foram os atleticanos que partiram para cima dos vascaínos. Não que esses tenham só se defendido, muito pelo contrário, porque partiram para a guerra também e, pelas imagens, não apenas para se defender. Uma guerra que poderia ter tido vítimas fatais. Enfim, já passou da hora de repensarmos nosso futebol e a segurança nos estádios.

      • Quem ultrapassou o cordão (no caso, uma corda) de isolamento foi a torcida atleticana, Janca; as imagens da Band mostraram isso claramente, quando um grupo de acéfalos rubro-negros caminhou tranquilamente pelo espaçamento entre as torcidas, sem qualquer atitude por parte dos seguranças particulares. Nesse quesito, o estatuto da própria CBF proíbe que as partidas sejam realizadas sem a presença da segurança pública. O jogo, portanto, nem poderia ter sido iniciado.

        Aqui para Brasília, Band, Globo e SporTV passaram o mesmo jogo (Furacão X Vasco). Quando, porém, eclodiu a estupidez nas arquibancadas, iniciei uma busca cíclica por todos esses canais, observando a cobertura de cada qual. Não estou dizendo que o SporTV omitiu informações, mas sob determinado ponto de vista, fez, na minha opinião, uma cobertura conservadora, deixando o telespectador com uma câmera estática boa parte do tempo, sem que ele pudesse acompanhar, com os olhos, o que se escutava ou percebia. A Globo simplesmente tratou o caso como “falha técnica” e foi pra outra praça (Bahia X Flu), enquanto a Band fez aquilo que escrevi, com o Nivaldo Prieto pouco se lixando para o lado técnico-comercial, e muito mais para os aspectos humanos envolvidos no contexto, mantendo a procura e o foco na notícia, deixando a cargo do telespectador assistir ou não à carnificina.

        Abraço forte!

        • janca

          Nesse sentido concordo com você, a imagem ficou “congelada” no meio-campo e a gente não podia acompanhar o que acontecia nas arquibancadas, a movimentação dos torcedores, seguranças, o clima, enfim. Grande abraço, Janca

  • luiz antonio

    Bom dia Janca!
    Não podemos ignorar , que o CAP – estava cumprindo punição, perda de mando de campo, por causa da briga entre as suas próprias ( organizadas) torcidas no Atletiba. Nos jornais de Joinvile sita-se a confusão já antes do jogo, com agressões aos vascainos em menor número.
    Abraços
    Luiz Antonio

    • janca

      Não é de hoje que parte da torcida do Atlético, como parte da do Coritiba também, tem causado enormes estragos dentro e fora dos estádios. Abs.

  • Tarcísio Rezende

    João, esqueci de comentar uma coisa, o livro “Entre os vândalos”. Um dos melhores livros que já li, um clássico da literatura futebolística, parabéns pela lembrança.
    Grande abraço, Tarcísio.

    • janca

      E segue bem atual, Tarcísio. Grande abraço pra você, João

  • André

    Diz o ditado que quando um nao quer, dois nao brigam. Pois bem, neste caso, quem apanhou é tao culpado quanto quem bateu. Se foi se meter na briga foi porque quiz, as imagens dizem falam por sí.
    Entao as pessoas que foram feridas e mandadas ao hospital nao ser “liberados”, e sim levados para a delegacia. Afinal que prova maior é necessária quanto a participacao destes igualmente vandalos na briga?
    Este tipo de acontecimento é um puro reflexo da impunidade cujo exemplo vem de cima. Tudo foi gravado, cabe as instituicoes competentes investigar e punir. Senao tudo sera mais uma vez en vao, e tudo voltara a acontecer.

    abs
    André

  • Kim Nascimento

    Grande Janca!

    O que me deixa triste, são as imagens de crianças observando toda aquela baderna. Agora pouco vi em um site, a imagem de um pai tentando proteger o seu filho pequeno e implorando para não ser agredido.

    Perdemos o respeito pela vida. E perdemos a muito tempo.
    Como disse um jornalista “As imagens são assustadoras, porém não são surpreendentes.”

    Partida de futebol anda se tornando uma tragédia anunciada. Fico imaginando com os novos estádios sem alambrado. Só temos um ano usando eles mas ainda temo pelo que está por vir.

    O pior é que não sei se punir o clube adianta. Será que o clube tem possibilidades de filtrar esse tipo de pessoa dentro do estádio?
    Não financiar as organizadas é uma opção. Mas mesmo assim, creio que seja um problema um tanto quanto complexo.

    Entram meia dúzia de vândalos no estádio e brigam. O clube identifica e proíbe os mesmos de entrarem em estádios. Mas e até lá? Já foram punidos no STJD.

    E outra, proíbem? Os caras se quer cobram meia entrada de maneira correta na porta dos estádios, como vão impedir alguém de entrar?

    Acho que é preciso um grande e burocrático avanço na identificação dos torcedores. Talvez com um cadastramento biométrico, onde cada torcedor além de apresentar o ingresso, teria que passar por uma “catraca” que fosse necessária a sua impressão digital.
    Caso o torcedor fosse um “punido” a catraca não liberaria e o mesmo seria conduzido para fora do estádio.

    Seria demorado implementar?. Demoraria a entrada dos torcedores nos estádios? Quem sabe?
    Não pode abrir o portão meia hora ou quarenta minutos antes do que o habitual?

    Só sei que algo precisa ser feito. Ontem vi uma entrevista de um membro do STJD que disse que infelizmente eles não podem fazer mais do que já fazem. O STJD não pode punir ninguém criminalmente.
    Eles punem o clube com suas perdas de mando de campo mas as catástrofes continuam a acontecer, vide o próprio Atlético PR que cumpria punição.

    Abraços!

    • janca

      Algo precisa ser feito mesmo, porque de fato as imagens assustam, mas não surpreendem nem foram inéditas nesse ano. E já que você citou o STJD uma das coisas que deveria ser repensada no futebol é como um advogado chega lá para atuar na entidade, ocupando cargos que dão visibilidade mas nem sempre respeitando a meritocracia e sim parentescos ou conchavos políticos, digamos assim. É algo que questiono também. Abs.

  • André

    Diz o ditado que quando um nao quer, dois nao brigam. Pois bem, neste caso quem apanhou é tao culpado quanto quem bateu. Se saiu ferido foi porque veio para brigar, nao para asistir o jogo. As imagens falam por sí. Ninguém obrigou ninguém a sair batendo todo aquele que chegasse vestindo a camisa do time adversario.
    Todos os que foram hospitalizados. Mesmo aqueles que se encontram em estado grave. Torco para que se recuperem. Mas eles também devem responder pelo que fizeram. Afinal, eles sao tao vandalos e tao culpados quanto os outros lamentáveis energúmenos “vitoriosos” deste ato de barbarie primitivo.
    Cabe às instituicoes competentes investigar as imagens. E o momento de punir de maneira exemplar TODOS os envolvidos. Senao, tudo será mais uma vez en vao, outro reflexo da uma impunidade cujo exemplo nos chega de cima..
    Abs
    André

  • Anderson – UK

    Ola Janca! Os jornais aqui do Reino Unido todos deram ampla cobertura aos tristes e revoltantes fatos de Atletico x Vasco. Uma das atitudes tomadas pelos clubes ingleses contra o Hooliganismo e nunca citada ai no Brasil foi a criacao do que chamam “all seated stadium”, ou seja, todos os estadios passaram a ser obrigados a terem lugares demarcados para que os espectadores possam se sentar, com isso tornou quase impossivel que grupos grandes de vandalos conseguissem sentar juntos durante uma partida, facilitando o controle, isso e eh claro a criacao de leis rigidas contra o grupo de arruaceiros. O que voce acha dessa atitude e ja ouviu algo do tipo ai no Brasil? Realmente eh impressionante o poder das torcidas organizadas nos clubes brasileiros, confesso que estou com nojo de todos os clubes por continuarem apoiando essas instituicoes, os torcedores comuns deviam abandonar os estadios ate que os clubes decidam quem realmente eh o publico que lhes interessa. RIP futebol brasileiro. Um abs.

    • janca

      Mas no jogo de ontem, Anderson, mesmo que estivessem sentados, o estádio não estava cheio e os torcedores podiam se levantar quando quisessem e se movimentar em direção à torcida adversária, que foi o que acabou acontecendo. Houve grotescas falhas de segurança para um jogo tão dramático e importante como o de ontem. Grande abraço, Janca

  • Rômulo

    Desculpe João Carlos, mas acho tão perda de tempo ficar dizendo o que os jornais mundiais repercutiram. O Brasil sempre é mau visto pelos estrangeiros, sem ou com briga. Tudo eles implicam, até com o nosso clima. Ficar preocupado com o que os franceses, ingleses e americanos o que traz para nós? Nada. Até porque lá também ocorrem essas brigas. Pior é darmos importância ao que os argentinos do Olé, do el gráfico, el carín dizem… por acaso na Argentina não acontece isso?

    O que seria mais recomendável à imprensa brasileira é fazer um programa especial de debate sobre a violência nos estádios, repito, debate -não de entrevista, na qual geralmente vocês só pegam um entrevistado e fazem várias perguntas, isso é tratar o assunto de forma superficial – com o objetivo de obter respostas e soluções concretas para diminuir ou acabar com o problema.

    Eu chamaria o Marim (presidente da cbf), o seu vice, eu chamaria o Ministro do Esporte, o presidente do STJD, o presidente da OAB, deputado federal, ou seja, autoridades que tem haver com o assunto e que devem, tem a obrigação de responderem dando soluções e estratégias de segurança. O que deve ser visto por vocês jornalistas são perguntas básicas: O que fazer? Quando colocar o planejamento na prática? Ano que vem? Onde? Como, de que forma? Quem deve planejar e acionar as possíveis ações? Por que até agora nada foi feita? Qual a dificuldade de dar um basta a essa violência campal? Por que você autoridades mostram-se incapaz de resolver esses problemas? Quais leis devem ser sancionadas? Por que os vândalos não são presos? Senhor deputado, o que e quando medidas ao sistema carcerário vão ser discutidas? Por que há tanta demora?

    Porém, essas perguntas devem ser feitas às autoridades e não deixadas em abertas iguais vocês estão fazendo. Todos sabemos que as cenas são lamentáveis, todos fazem as mesmas perguntas: até quando? Cadê as autoridades? De quem é a culpa? Cabe a vocês jornalistas buscarem as respostas, questionarem DIRETAMENTE as autoridades para que algo possa ser começado e não ficarem escrevendo ou se questionando nos programas esportivos, porque isso não adianta nada! E até agora eu não vi nenhuma resposta das autoridades sobre reforma do sistema de segurança nos estádios, o que ainda se discute de quem foi a culpa, a pelo amor de Deus, isso é ser no mínimo superficial e ser infantil diante de problemas. Cansei de ler notas de esclarecimento de assessorias de imprensa que escrevem como se fossem crianças, cansei de questionamentos de jornalistas que parecem que estão falando com as paredes.

    Desculpe, mas é revoltante a imprensa não cobrar das autoridades, é revoltante ver os diretores dos clubes que são hipócritas – já que ajudam as organizadas, Juvenal fez churrasco a Independente, Andres Sanches foi a sede da Gaviões, a do Palmeiras não fez nada quando incendiaram a loja do clube- dizerem que não concordam com as atitudes e que é lamentável para o futebol. Lamentável é ver clubes e seus diretores ajudando essas organizadas para conseguirem votos e pelo medo que possuem quando o time não vai bem.

    • janca

      Não acho perda de tempo saber o que o mundo está dizendo sobre o que aconteceu ontem. E é natural que outros países noticiem mesmo, especialmente agora que temos uma Copa pela frente em nosso quintal.

    • marcelo

      Falou muito…mas muito bem…Parabéns…

  • Wagner Coelho

    Boa tarde!
    O que presenciei ontem no estádio foi uma triste passagem do futebol brasileiro, esporte pelo qual sou apaixonado desde de criança e sempre que possível acompanho os jogos dos meus times do coração Vasco e Marcílio Dias, algumas vezes no campo.
    Depois de ter acompanhado o título do Vasco em Curitiba, contra o Coxa, novamente vivenciei um jogo histórico do Vasco, não só pela praça de guerra em que transformaram o estádio, mas também, pelo rebaixamento do meu time.
    Agora querer culpar uma das torcidas pelo ocorrido e, dizer que é imparcial, tal como o Sr. Luis Gustavo, é zombar da inteligência do home médio. As duas organizadas são culpadas!!!!!!!!!!!!!!!!!! Porém, sem dúvidas o principal culpado é o clube mandante e organizador do evento, pois tinha ciência do risco e colocou meia dúzia de seguranças e uma corda para conter uma das torcidas organizadas mais selvagens do Brasil.
    Quanto ao ponto de sentir na pele o risco com invasão da torcida alheia, uma centena de torcedores vascaínos, pais, mães, crianças, idosos certamente sentiram o medo na pele com a invasão da organizada do atlético na torcida do Vasco, vejam as fotos do Lancenet, elas não mentem. Isso que o Senhor pensou em sentir, eu senti na pele.
    Para encerrar, ao invés de usar o contingente de policiamento existente no estádio após o incidente, de forma inteligente, já que não existia mais condições psicológicas de se desenvolver qualquer evento, seja para os atletas, seja para torcida. Deveriam ter fechado todas as saídas do estádio e prendido todos os envolvidos, numa cidade longe dos coronelismos capazes de safar da punição os marginais das duas organizadas.
    Aliás, por que deram alta para os torcedores envolvidos na briga e não os prenderam. O pequeno, corajoso e valente torcedor do atlético que foi fotografado no meio do espaço da torcida do Vasco e que estampa uma série de jornais no Brasil e no mundo, certamente estaria tentando separar a briga naquele local, quando foi espancado?!?!
    Sou totalmente contra a violência, mas para começar a fazer alguma coisa temos que deixar a hipocrisia de lado e cobrar ações.

  • Dennis

    Sr Janca, o que aconteceu ontem foi lamentável mas o Sr não deveria ser tão a favor da punição ao CAP não acha? nesse caso cabe punição aos dois envolvidos e aliás quem começou a provocar foram os rebaixados, mas como esse jornalzinho tendencioso e bairrista como é o lance vai atribuir toda culpa ao CAP, vcs deveriam ter vergonha de fazer o que fazem e ter mais respeito por pessoas que não são induzidas pela grande mídia ou seja torcedores de times do eixo Rio-SP, vcs acham que esses clubes falidos e devedores daí podem bater de frente com algum pequeno da europa? claro que não, já pssou da hora de bairrismo meu camarada é por isso que a violência nos estadios esta desse jeito por que grande parte da mídia só puxa em prol eixão enquanto vcs não mudarem isso não vai acabar. Lamentável seu comentário.

    • janca

      Claro que torcedores dos dois times erraram, as imagens deixam isso claro. O que aconteceu no estádio foi uma sucessão de tentativas de homicídio, porque poderia ter acabado em mortes. Agora que o Atlético-PR, como responsável pela segurança, errou e merece punição, é claro que sim. Ou você acha que acertou na segurança? O que não quer dizer que o Vasco também não tenha que ser punido, não por falha na segurança, mas pelo comportamento de seus torcedores. Que mandaram muito mal, como mandaram também os do Atlético-PR. Que aliás depois de toda a confusão iniciaram uma briga entre eles próprios.

  • Goulart

    E o Brasil será o País da Copa 2014. Quantos serão espancados ou assassinados gratuitamente quando começarem os jogos?

  • Gostaria de saber do STJD,como um clube pode impedir que torcedores vandalos entrem nos estádios(arenas)?A pergunta é simples porque até o momento temos visto os clubes sendo punidos pelo comportamento inadequado e até criminoso de determinados torcedores e sendo com as punições recebidas,os realmente PREJUDICADOS ,como foi o caso do Vasco que ao ser punido com vários jogos fora de seu campo,o que pode ter contribuido de maneira direta em seu rebaixamento para a série B.

    • janca

      E essas punições não têm levado a nada, porque os torcedores que vão para brigar não estão nem aí com os clubes para os quais dizem torcer.

  • flavio

    ADEUS FUTEBOL BRASILEIRO!! JÁ ESTAVA NA HORA DESTA MENTIRA ACABAR!!

  • RICARDÃO

    Deixa esses valentões brigarem e se matarem a vontade…aliás tem muita gente nesse mundo. Gostam de tomar porrada, borrrachada, cacetada, chute na cara no saco, no pênis, etc…etc…cada um faz o q gosta. E mais, vai sobrar mais piriquitas na parada.

  • Num país em que todos querem ser os espertos o que poderíamos esperar?
    Quando em nossas casas acontece uma invasão no quintal e chamamos o policiamento, nos respondem: Estamos sem efetivo no momento! A viatura está atendendo uma ocorrência e quando chegar a enviaremos ou mesmo: Estamos sem combustível e só pela manhã poderemos abastecer!
    É esta a segurança que precisamos?
    Qualquer evento que se faça tem que ter autorização policial prévia e só é liberado depois de pagarmos uma taxa. Portanto, em cima desta “taxa” o policiamento adequado deveria ser mobilizado durante todo o evento, afinal para que pagamos segurança?
    Em muitos casos é pago o policiamento “por fora” sem nada recolher aos cofres públicos, alegando que é dia de folga e os policiais serão pagos diretamente a cada um que “eventualmente” e “voluntariamente” queira prestar tal serviço. Isto configura desvio de verba pública.
    Cabe exclusivamente à segurança pública cuidar e ser responsabilizado pelo cidadão enquanto ele estiver em tal evento cuja taxa já foi previamente recolhida para a sua segurança e não aos clubes de futebol individualmente.
    Se dependemos de autorização para realizar, porque o poder público se omitir na hora que a corda arrebenta?
    Segurança Pública é sim responsável por toda a segurança de qualquer evento. É por esta omissão que ocorrem tanta desgraça em boates, festas e outros eventos onde tragédias acontecem e não se apuram a culpabilidade de quem autoriza.
    Se eu construo um prédio e ele cai depois de autorizado todo o projeto, executado e vistoriado pelo órgão competente, quem será o responsável se por uma fatalidade ele vier a ruir?
    Todos, indiscriminadamente, deveriam assumir suas responsabilidades.
    Até há pouco tempo não tínhamos academias e todos éramos fisicamente despreparados para um confronto corpo a corpo e sequer tínhamos a rivalidade que hoje se cria nas redes sociais.
    Tudo aquilo que vem sendo feito para melhoria das condições de vida do cidadão estão sendo direcionados para o uso indevido e as consequências futuras poderão ser desastrosas.
    A proliferação das academias está remodelando a garotada que, com o corpo “sarado”, se acha no direito de entrar noutra academia para aprender a lutar algum tipo de “arte marcial”. Ai já se acham pit bulls e até mesmo em alguns casos “desfilam” acompanhados por um.
    Neste episódio em Santa Cataria, pareciam um bando de pit bulls soltos da coleira e raivosamente atacando para matar uns aos outros. Assassinos premeditados que já sabiam antes para o que foram e por este motivo o STJD deveria punir rigorosamente jogando o Vasco na última das divisões e ao Atlético a punição por não cobrar do poder público a segurança devida no estádio. Como é reincidente, cabe fazerem justiça na forma da lei.
    Ao Ministério Público, investigar e coibir este tipo de “desvirtuamento” do cidadão que hoje se tornou um perigo iminente para o comum. Monitorar rigorosamente em cada academia a utilização de anabolizantes drogas e outras substâncias que todo mundo sabe, mas faz vistas grossas. Checar quem instrui, qual a formação deste instrutor e tudo que possa ser feito para que a tal “arte marcial” seja apenas um esporte e não uma arma na mão de pessoas sem nenhuma noção de respeito e cidadania.
    Quanto às viradas de mesa, depois da punição proposta acima cairiam por terra qualquer tentativa e deveriam enterrar o assunto.
    Ao povo, que aprenda com estas manifestações, monitorar os filhos, dando-lhes a educação devida em casa, não incumbir as escolas, hoje com professores às vezes no mesmo nível de alunos, preocupados em se defender e nunca em verdadeiramente educar o aluno.

  • Fausto

    O que está ocorrendo – e não é de hoje – é q há uma inversão de valores. Explico:
    Eu sou torcedor de ir aos jogos do meu time, compro ingresso, consumo produtos oficiais do clube e etc, enquanto que as torcidas organizadas não consomem produtos oficiais do clube e sim seus próprios produtos. Eles tem privilégios de comprar ingressos com mordomias, já que são vendidos nas sedes deles, mtas torcidas tem benefícios como ônibus, ingressos mais baratos, lugares pré determinados no estádio e etc.
    Torcedor organizado sou eu! eu que sustento o clube! eu q visto a camisa do clube e não os que se proclamam “organizados”.
    Gritar no estádio tanto eu qto o cara da organizada gritamos.
    Eu grito, xingo, canto assim como faz as organizadas. Mas eu não vou p brigar. Eu vou p torcer.
    E eles brigam até entre eles mesmos ou outras organizadas.
    O clube deveria dar mais valor ao torcedor verdadeiro.

    download youtube video downloader site

  • Jorge Linhaça

    Caros Janca e amigos:

    A questão vai muito além da punição aos times envolvidos, embora eles também sejam responsáveis, já que não é segredo para ninguém, embora todos façam de conta que não enxergam, que as torcidas organizadas são um reduto de criminosos e vândalos com passagens pela polícia. Além disso, também não é segredo para ninguém que os clubes financiam essas torcidas para viajar atrás do time, embora neguem isso até o último suspiro. Ou será que existem tantos torcedores assim com dinheiro e tempo sobrando para assistir dois jogos por semana em estados ou até países diferentes? O torcedor comum vai quando pode aos estádios, não tem como bancar esse luxo de comparecer a todos os eventos.
    Quando começarem a responsabilizar criminalmente os diretores das organizadas pelas ações de seus associados, aí sim eles começarão a ter mais cuidado com quem aceitam como sócio, vão se preocupar em levantar as fichas de seus integrantes e talvez os torcedores comuns possam voltar a frequentar estádios de futebol.

  • Acho até covardia se punir clubes por causa de absurdos cometidos por torcedores,seria até
    justificável se algum membro da diretoria fosse visto entre os baderneiros,do contrário,não vejo lógica.No caso de JOINVILLE tivemos negrigência do Clube Atlético Paranaense que sendo o mandante teria que requisitar poliamento para dentro do estádio(arena),mesmo assim,a punição deveria se limitar à responsabilidade daquele clube.No que diz respeito à baderna,no meu entender,deveria a policia investigar e colocar atraz da grandes todos aqueles participaram da selvageria que ocorreu dentro do estádio(arena) e a justiça m,anter os delinquentes realmente presos.

  • MARIO

    Que ridiculo esse Vasco Sem Grana…tomaram de 5 dentro do campo, e vão tomar de goleada também no tapetão. Cada vez se afundando mais, péssimamente administrado, não sei como a torcida aceita esse tipo de coisa. Acordem…..tem muito neguinho querendo aparecer nessa desgraça Vascaina. É motivo de piada mesmo.

  • manofjua

    Quando foi aprovado o Estatuto do Torcedor, além da obrigação da instalação de câmeras de segurança e juizados especiais nos estádios, ficou-se de fazer um cadastro dos maus torcedores.Na verdade daqueles que vão aos estádios apenas em busca de confusão. Pois bem, cadê o tal cadastro desses vândalos? Porque muitos ainda continuam tendo acesso aos nossos estádios tranquilamente como se nada tivessem feito antes? Na Inglaterra os baderneiros foram banidos do futebol, aqui infelizmente as diretorias de nossos clubes, patrocinam as famigeradas torcidas organizadas, que o MP tem lutado para extingui-las. Enquanto não se tomar uma providência efetiva neste aspecto, ou seja, erradicar esses bandidos de nossos estádios, estaremos irremediavelmente condenados a por em risco nossas vidas ao irmos ao jogo de nosso time do coração.

  • Lidiane-Sano André

    Ridpiculo é o povo brasileiroa ainda se preocupar com o futebol, em deprimento a sua vida. O futebol brasileiro acabou, hoje é só um jogo de interesses financeiros, mais nada. Veja se a imprensa brasileira da tanto enfâse as mores que estão ocorrendo nos hospitais brasileiros ppor falta de médicos e leitos hospítalares. Enquanto 4 vandalos estão hospitalizados em razão da briga que eles próprios se meteram MUITOS E MUITOS chefes de familias estão morrendo por falta de assistência médica. Chega de FUTEBOL.

  • GIO

    Me impressiona o nível de alienação de alguns, o Vasco não cometeu crime algum, está apenas buscando seus direitos.

    Eu sei que a maioria que escreve aqui é manipulado, mas não custa nada tentar:

    Como já estamos sabendo, as articulações políticas do STJD induzem ao salvamento do Fluminense e a condenação do Vasco da Gama, ainda que o mesmo tenha plenas razões em seu pleito, conforme argumentos a seguir:

    1. A partida não deveria sequer ter sido iniciada, haja vista que só haviam 8 seguranças na arquibancada para controlar duas torcidas historicamente rivais;

    2. A responsabilidade pela segurança do estádio era do time mandante: Clube Atlético Paranaense;

    3. Uma semana antes o time de Curitiba vetou a venda de ingressos para a viagem à Joinville para mulheres e crianças (por que seria?);

    4. A confusão, claramente, foi iniciada pela torcida do Atlético-PR, que pulou a divisória enquanto a torcida do Vasco entrava pelo corredor central. Isto é mostrado em todas as imagens;

    5. Não se tira a responsabilidade da torcida do Vasco da Gama, que se defendeu, mas agiu com imprudência. Deverá ser punida, obviamente, mas NUNCA da mesma forma que a torcida atleticana. De qualquer maneira, esse fato da punição das torcidas NADA TEM A VER com o fato de que a partida deveria ter sido suspensa;

    6. A partida foi suspensa por 73 minutos, contrariando objetivamente o que determina o código desportivo;

    7. Mesmo com insistentes apelos dos dirigentes do Vasco a partida foi reiniciada. O juiz da partida NÃO QUERIA reiniciá-la, mas foi ameaçado por representantes da CBF e do Atlético-PR para que a partida continuasse, com a alegação de que este sofreria punição grave. A ameaça se estendeu ao time do Vasco da Gama, maculando a autonomia da vontade no que se refere reinício da partida. portanto não foi de comum acordo;

    8. Cabe ressaltar que durante a transmissão do canal Sportv todos os comentaristas diziam que não havia condições para o reinício da partida;

    9. A partida foi reiniciada com menos de 1/3 da torcida inicial, fato devido à comoção geral dada pela violência promovida pela torcida do Atlético-PR. Os jogadores estavam totalmente desfocados (alguns tinham familiares na arquibancada). O Fato, inclusive, comentado por Lédio Carmona, do Sportv. No fim a partida se mostrou completamente atípica;

    10. Foram feridos TODOS os dispositivos do Código de Justiça desportiva no que tange à suspensão e a perda de pontos pelo time mandante. no entanto, procuradores do STJD, sem o menor senso de ética ou valoração moral desataram a fazer comentários esdrúxulos na mídia tentando menosprezar o direito do Club de Regatas Vasco da Gama, evidenciando um pré-julgamento claro, devido às razões que todos conhecemos, sendo desnecessária a sua reprodução. Por esta razão, nós torcedores já estamos nos mobilizando para ingressar junto à Justiça Comum pleiteando o direito do clube. Qualquer opinião ou sugestão pode ser dada diretamente em: http://www.forumnetvasco.com.br/viewthread.php?tid=38131

    • NIALDO

      Os vice-da-gama, mas conhecidos como vascaindos é time de segunda divisão e ponto final.
      Em 2009 rebaixadissimo para segunda divisão dentro de São januário pelo placar de 2×0 pelo Viotória-Ba, um time rubro-negro é claro.
      Em 2013 novamente rebaixadissímo para segunda divisão desta vez de forma ainda mais humilhante numa goleada de 5×1 pelo Atlético-PR, outro clube rubro-negro é claro.
      É mole ou quer mais?
      ÃO ÃO SEGUNDA DIVISÃO!
      ÃO ÃO SEGUNDA DIVISÃO!
      Esse foi o grito de todas as torcidas quando o Vasco entrou em campo na 7² rodada contra o Flamengo e perdeu por 1×0, a torcida do MENGÃO gritou ÃO ÃO SEGUNDA DIVISÃO!
      Entrou de vez na ZONA DE REBAIXAMENTO e não saiu mais, saiu agora direto para SEGUNDONA

  • Chegou a hora de vascainos ilustres como PAULO ROCHA e tantos outros se unirem para que juntos consigam destituir os maus administradores e colocar na diretoria do Vasco homens honestos e competentes,que possamos ter um VASCO temido e respeitado pelos seus adversários.PAULO ROCHA,você mora no Rio de Janeiro e tenho certeza de que tem prestígio junto à muitos vascainos ilustres;use seu prestígio para convencer vascainos como AGARTINO DA SILVA GOMES e ANTONIO SOARES CALÇADA de que somente homens como eles tem condições de indicarem pessoas competentes para dirigir nosso querido CR DE REGATAS VASCO DA GAMA.Certamente você conhece mais vascainos ilustres ,como os citados por mim.

  • AVANTE

    AVANTE, VASCÃO!

    DEVEMOS LUTAR ATÉ O FIM, SIM! DEVEMOS LEVAR O CASO ATÉ A FIFA SE FOR PRECISO!
    SE O FLORMINEN”C” CONSEGUIR, DEVEMOS LUTAR PELOS NOSSOS DIREITOS TAMBÉM.
    FOMOS PREJUDICADOS. NEM BARCELONA GANHARIA COM AQUELA INSEGURANÇA TODA. DETALHE: ANTES DA PARTIDA, OS JOGADORES DO VASCO JÁ ESTAVAM BOLADOS COM A FALTA DE SEGURANÇA NO ESTÁDIO. ENTÃO PERGUNTO: COMO GANHAR COM A PRESSÃO PSICOLÓGICA E AMEAÇAS ANTES, DURANTE E DEPOIS DA PARTIDA?
    O ESTATUTO DO TORCEDOR DISPÕE DE RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DA CBF COMO EM CASOS DE SANTA CATARINA. E POR QUE FICAM IMPUNES? POR QUE O VASCO CAI E FLUZIM SOBE? OU CAEM TODOS OU TODOS SOBEM. NÃO SEJAMOS OTÁRIOS, VASCAÍNOS!

    VAMOS À LUTA, TODOS! MANIFESTAR EM CASO DE INJUSTIÇA, SE FOR NECESSÁRIO!

    POR FAVOR, DINAMITE, NÃO PRECISA RENUNCIAR PARA NÃO FICAR FEIO, MAS AGENDE A ELEIÇÃO PARA A DIRETORIA LOGO PARA JANEIRO DE 2014! É UM GRANDE FAVOR QUE VOCÊ NOS FAZ.

    AVANTE, VASCÃO!

  • NIALDO

    Os vice-da-gama, mas conhecidos como vascaindos é time de segunda divisão e ponto final.
    Em 2009 rebaixadissimo para segunda divisão dentro de São januário pelo placar de 2×0 pelo Viotória-Ba, um time rubro-negro é claro.
    Em 2013 novamente rebaixadissímo para segunda divisão desta vez de forma ainda mais humilhante numa goleada de 5×1 pelo Atlético-PR, outro clube rubro-negro é claro.
    É mole ou quer mais?
    ÃO ÃO SEGUNDA DIVISÃO!
    ÃO ÃO SEGUNDA DIVISÃO!
    Esse foi o grito de todas as torcidas quando o Vasco entrou em campo na 7² rodada contra o Flamengo e perdeu por 1×0, a torcida do MENGÃO gritou ÃO ÃO SEGUNDA DIVISÃO!
    Entrou de vez na ZONA DE REBAIXAMENTO e não saiu mais, saiu agora direto para SEGUNDONA

  • Punir os clubes em função de badernas cometidas por torcedores e mais fácil,porque não precisam procurar os culpados;mas punir os verdadeiros baderneiros,la isso é quase impóssível,da mesma maneira que nenhum clube tem condições de vetar a entrada de maus elementos nos estádios,mesmo porque, isso é competência das autoridades policiais,mas essas mesmas autoridades ,como não estão conseguindo identificar esses meliantes,sempre arrumam alguma desculpa e tentam transferir outros a culpa dos delitos cometidos pelos baderneiros para os outros e/ou justificar suas ineficiências com desculpas sem sentido.

MaisRecentes

Santos em SP



Continue Lendo

Fuga de patrocínio



Continue Lendo

Verdão vai às compras



Continue Lendo