O caso Júlio Baptista



Flagrado pelas câmeras de TV pedindo para o zagueiro Cris, do Vasco, fazer logo um gol contra seu Cruzeiro, o caso Júlio Baptista segue dando o que falar, embora a tendência é que nada aconteça. Inclusive porque deve ser versão contra versão, palavra contra palavra.

Em desabafo, o meia do time mineiro disse que pediu para o vascaíno marcar logo mais um tento de forma irônica, já que este teria lhe dito para “amaciar” no jogo de sábado, no que seria uma guerra psicológica.

O Bahia, um dos ameaçados pelo descenso, já pediu para o STJD analisar o caso e o tribunal irá fazê-lo. Tentou apoio de Criciúma e Portuguesa, outros dois times que seguem bem pertinho da degola, mas a diretoria da Lusa, pelo menos, não vê provas contra o cruzeirense, no sentido de que teria entregado o jogo para o Vasco, e segue querendo escapar do rebaixamento dentro de campo.

Faltam duas rodadas e Bahia, Portuguesa, Criciúma, Fluminense, Coritiba e Vasco brigam para não cair. Desses, dois devem se juntar à Ponte e ao Náutico ano que vem na Série B.

Lembrando que na penúltima rodada o Flu acabou “ajudado” pelo São Paulo, que entrou com os reservas no Maracanã para poupar os titulares para o confronto contra a Ponte, pela Sul-Americana, e a própria Lusa acabou “beneficiada” ao enfrentar um Galo todo remendado no Canindé e mais preocupado com o Mundial de Clubes do que com o próprio Brasileiro.

Seja como for, as duas últimas rodadas prometem, como promete a derradeira da Série B, que tem três times brigando arduamente pela última vaga: Figueirense, o único que depende das próprias forças, Ceará e Icasa.



  • Lúcius

    Que sabor será essa Pizza, meu caro Janca? Acredito mais em papai noel em meu chaminé do que punição para este caso, infelizmente. Se fosse na Itália (onde já rebaixaram gigantes do futebol mundial) onde aconteceu manipulação de resultados, estes dois times estariam em maus lençóis. Mas como estamos na terra dos Ricardos Teixeiras, Mensalões da vida, isso nada acontecerá. Então my dear, vou estender minha meia próxima a lareira e sonhar com meu presente na noite de 25/12 que é o mais provável que aconteça. Abraços.

    Ps. Que maneira mais suja essa do Cruzeiro de terminar o campeonato, heim?
    Depois de uma campanha impecável, fazer essa palhaçada dessas. Daqui a pouco o Marlone aparece na toca beijando o distintivo do Celeste. rsrs

    • janca

      Foi uma cena esquisita, para dizer o mínimo, mas o Júlio Baptista tem a versão dele, que tudo não passou de guerra psicológica do Cris e que ele respondeu com ironia. Dá para provar que não? Eis a questão.

  • Tarcísio Rezende

    Amigo João, o fato ocorrido no último sábado comprova mais uma vez a falência moral do campeonato de pontos corridos, cada ano novos desvios éticos, desculpas esfarrapadas e mudanças que nada mudam. Lembra da passada polêmica dos confrontos regionais na última rodada ?
    A Copa do Brasil em suas fases finais, simultânea ao Brasileirão só agravará mais o fato, pois não há nada mais imoral do que contaminar um campeonato que dura todo um ano, em sua fase final, por argumentos como “poupar time titular”, “utilizar time misto”, “priorizar um campeonato em detrimento do outro”. Fala sério, isso não é esporte !
    A volta do mata-mata, 8 melhores disputando o título, 2 últimos rebaixados automaticamente, e repescagem para os quatro acima do 19° lugar, será a única conduta possível para tornar um campeonato atrativo do começo ao fim, e verdadeiramente honesto. Gostaria de ver alguém ter coragem em escalar os reservas nessas condições !
    Grande abraço, Tarcísio Vascão.

    • janca

      Oi Tarcísio. De fato tiraram os clássicos estaduais da última rodada, mas essa coisa de time misto na reta final já virou rotina. O São Paulo foi um que usou os reservas contra o Flu, perdeu no Maracanã e depois levou de três da Ponte Preta. Com as finais da Libertadores coincidindo com o Brasileiro _primeiro turno do campeonato_, quem está no torneio, como foi o caso do Galo este ano ou do Corinthians no ano passado, acaba fazendo o mesmo. E o Palmeiras, em 2012, resolveu escalar reservas várias vezes para priorizar a Copa do Brasil, ganhou o torneio, mas quando se deu conta não conseguiu se recuperar no Brasileiro e caiu para a Série B. Grande abraço pra você, João

    • janca

      E uma pergunta pra você, Tarcísio, que já foi torcedor fanático e depois se desiludiu com os rumos do nosso futebol _aliás algo mais que compreensível_ como é que tem visto o Bom Senso? Com um pé atrás? O que também seria absolutamente compreensível, embora eu esteja entre os defensores do movimento. Abs. de novo, João

      • Tarcísio Rezende

        Caro amigo, a idéia do movimento é boa e democrática, mas só acreditarei no Bom Senso quando também estiver em sua pauta os seguintes temas:
        1- reavaliação dos altos salários de parte dos jogadores, muitos líderes do movimento, em um país com a realidade econômica e social que vivemos.
        2- acabar com o direito de imagem, que na prática significa sonegação de impostos.
        3- rediscutir a questão da assessoria de imprensa de jogadores, que na prática não é democrática, deixando chegar para manifestação pública dos atletas só temas light e de interesse, ignorando demandas importantes porém mais espinhosas e polêmicas.
        4- condutas coletivas dos jogadores para prejudicar terceiros, geralmente treinadores, e que na realidade prejudicam uma coletividade, clube e torcida. Por que será que um time perde 5 seguidas, muda o treinador e vence 5 seguidas, fala sério !!!
        5- admitir a existência de mala branca e mala preta no futebol, e COMBATÊ-LAS !!!
        Sem isso volto a dizer o velho ditado, “pimenta no olho dos outros é refresco”.
        Temos que passar o futebol a limpo !!!
        Grande abraço, Tarcísio Vascão.

        • janca

          Grande Tarcísio, sei que você é extremamente bem intencionado e concordamos em muitos pontos, mas não sou contra jogadores terem assessoria de imprensa, por exemplo, não vejo problema nenhum. Agora você tocou em questões pertinentes, embora difíceis de provar. Como o fato de jogadores derrubarem técnicos _derrubam, sim_ ou a existência da mala, seja da cor que for. Temos que passar mesmo o futebol a limpo, gosto do Bom Senso, mas que não vai ser fácil, não vai. É só ver o candidato à presidência da FPF, que é o atual vice do Del Nero, o candidato à presidência da CBF que será apoiado pelo José Maria Marin, o próprio Del Nero, quem surge como possível candidato de oposição, seja Andrés Sanchez ou algum presidente de federação… Quem tem proposta??? Enfim, vamos que vamos. Boa sorte pro seu Vasco, vai precisar, especialmente na última rodada, grande abraço, João

MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo