Elias, Hernane e…



Jayme de Almeida, entre outros, fizeram aquilo que muitos não acreditavam: colocaram o Flamengo, com todos os méritos, aliás, na final da Copa do Brasil.

Méritos também para a diretoria, que segue tentando sanear as finanças do clube, mas não deixou o futebol de lado, ao contrário do que muita gente acreditava e alardeava por aí.

O time vem reagindo bem no Brasileiro e tem sido espetacular na Copa do Brasil, graças, também, ao incentivo da galera no Maraca.

E contou com o fator sorte: a demissão de Mano Menezes, em quem acreditava, mas acabou fracassando e pediu o boné depois de derrota para o Atlético-PR no Brasileirão.

O mesmo Atlético que será, aí sim para minha grande surpresa, já que apostava minhas fichas no Grêmio, o adversário do Fla na final da Copa do Brasil. Final que promete. E que deve ser duríssima. Confesso que tenho dificuldades para arriscar um palpite e, nesse caso, fico em cima do muro.

Mas parabéns aos dois por terem chegado à decisão, lembrando que o Atlético, além da Copa do Brasil, segue bem na Série A e, por um caminho ou outro, tem todas as condições de chegar à Libertadores. Ao Fla, as fichas ficam todas na decisão. Que, como disse, promete.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo