Juvenal em campanha



O presidente do São Paulo quer dar uma resposta à oposição usando não só a reação do time no Brasileiro e na própria Sul-Americana, mas também a situação econômica do Tricolor que ele diz ser tranquila, ao contrário do que acontece com Palmeiras e Santos, por exemplo.

Deve bater na tecla da venda de Lucas ao PSG, ano passado, por quase 110 milhões de reais. Pela venda de Neymar ao Barcelona o Santos, que gera controvérsias até hoje entre as partes envolvidas, o time da Vila teria recebido a metade.

E se compararmos o que joga um e o que joga outro… Neymar, em pouco tempo, está arrasando no futebol espanhol, o que desmonta a tese de quem defendia que não passava de fabricação da mídia. Já Lucas não só não encantou como pode parar em algum centro menor da Europa na próxima janela de transferência.

Lucas e Neymar à parte, vale lembrar que Juvenal Juvencio, que cumpre seu terceiro mandato consecutivo como presidente são-paulino, apoia a candidatura de Carlos Miguel Aidar à presidência. As eleições no clube serão no primeiro semestre do ano que vem. Pela oposição lançou-se Kalil Rocha Abdalla.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo