Maiores de idade?



A Fifa estudar abrir uma sindicância para analisar a acusação do técnico dos Emirados Árabes Unidos, Rached Albedwawi, segundo o qual 70% dos jogadores que participam do Mundial Sub-17, que acontece no país, teriam idade adulterada.

De acordo com o treinador, cuja seleção levou de seis ontem do Brasil, a federação local de futebol e a comissão técnica dos Emirados irão fazer um pedido formal para a Fifa analisar o caso, além de passar uma lista de atletas suspeitos.

A iniciativa será financiada pelos Emirados Árabes, embora a Fifa já discutisse analisar melhor a questão da idade de atletas que competem em categorias como a Sub-17.

Diversos exames e radiografias feitos em jogadores nigerianos antes da competição afastaram 11 deles do torneio, já que tinham estrutura óssea e corporal superior a 17 anos, sendo pelo menos dois deles suspeitos de terem 22 anos de idade.

A questão é polêmica e não é de hoje, mas voltou a ganhar destaque após as declarações do técnico dos Emirados, que disse não estar se referindo a nenhum jogador ou seleção especificamente, embora uma lista dos suspeitos esteja pronta para ser enviada à Fifa para maiores averiguações.

Discussão sobre idades à parte, o Brasil tem jogado muito. Já goleou a Eslovênia, por 6 a 1, e os Emirados, pelo mesmo placar. Empatando com Honduras na quarta, termina em primeiro do seu grupo.



MaisRecentes

Revolta corintiana



Continue Lendo

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo