O pênalti de Ceni



Segue dando o que falar o pênalti que Rogério Ceni perdeu nos instantes finais do jogo de ontem.

É o quarto consecutivo que o goleiro desperdiça, tirando, só contra o Corinthians, dois pontos do time do Morumbi, que poderia ter ultrapassado o rival na tabela de classificação.

De um lado entendo quem reclama de Ceni, que dá a impressão de pensar mais em si próprio do que no São Paulo, como se fosse maior do que o clube, quando não é. Quer resolver tudo sozinho e se acha imprescindível. Contra o Cruzeiro, suspenso, fez questão de anunciar aos quatro cantos que iria a Minas participar da preleção pagando a viagem do próprio bolso. Demagogia, demagogia…

Por outro lado, se Ceni bate o pênalti é porque alguém _leia-se Muricy Ramalho_ deixa, então a responsabilidade não é só dele, não. E se Muricy deixa talvez seja por não confiar em suas outras opções. Jadson e Luis Fabiano também não andaram perdendo penalidades por aí?

A fase está complicada, mas quarta, diante do Náutico, no Morumbi, finalmente o São Paulo pode dar uma boa respirada. E sigo achando que dará e escapa do rebaixamento. Porque não faltam times pedindo para cair. Entre eles a Lusa, que ontem perdeu a segunda seguida e pode entrar na zona de degola já no meio da semana. O que seria uma pena, aliás. Pois é um dos times que, se caírem, talvez leve um bom tempo para subir de novo.



MaisRecentes

Elogios a Felipão



Continue Lendo

Os rivais do São Paulo



Continue Lendo

O discurso de Tite



Continue Lendo