A despedida de Ceni



Ainda não está definida quando nem como será a despedida de Rogério Ceni do gol do São Paulo.

Há várias possibilidades, mas uma definição só será feita depois de definido o futuro da equipe no Brasileirão de 2013 e também na Sul-Americana, que, pelo menos em tese, pode dar uma vaga ao São Paulo na Libertadores do ano que vem.

Caso não caia no Brasileiro, a tendência é mesmo de a despedida acontecer antes da Copa do Mundo no Brasil, com a participação do goleiro no Paulistão e a realização de um amistoso contra uma equipe de ponta da Europa no Morumbi.

Sobre o substituto de Ceni, quando ele parar de jogar, não deve ser Denis, reserva que não agradou quando entrou em campo, nem Leonardo, formado no próprio clube e que nunca passou de terceiro goleiro. Há chances para Renan Ribeiro, contratado do Atlético-MG, e Diego Cavalieri e Julio César, goleiro da seleção de Luiz Felipe Scolari, seguem como sonhos de consumo. Já Júlio César, reserva do Corinthians, não tem chances, pelo que dizem membros da atual diretoria.

Com ou sem Rogério _e no momento com_, a luta para fugir da degola continua.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo