Flu sem Unimed



A diretoria do Fluminense começa a se mexer para procurar alternativas caso a Unimed encerre mesmo a parceria com o clube carioca no ano que vem. nas últimas duas semanas manteve contato com uma empresa da área de shows e eventos e outra do ramo da construção, já vislumbrando possível saída da atual patrocinadora.

As relações entre os dois lados não anda boa há tempos e ficou ainda mais estremecida depois que a parceira exigiu a contratação de Vanderlei Luxemburgo, passando por cima de opinião contrária do presidente do Flu.

A relação entre as partes, que dura 14 anos, tem incomodado os dois lados. A diretoria do Flu está insatisfeita com a falta de voz e poder no futebol. Na prática, o departamento acabou terceirizado e quem manda e desmanda ali é a Unimed. Já a parceira tem reclamado, nos bastidores, da postura do clube, que até agora não conseguiu sanear suas finanças, apesar de toda a ajuda da patrocinadora no futebol.

Para evitar que o dinheiro que injeta seja penhorado pela Justiça, há um bom tempo a empresa de plano de saúde tem colocado parte da grana sem passá-la pelos clubes do Flu, caso do pagamento de direitos de imagens a alguns dos principais jogadores do time.

Recentemente Flu e Unimed envolveram-se em outra polêmica, que resultou na saída do vice-presidente de futebol do clube, Sandro Lima. Ele tinha uma empresa contratada pela patrocinadora há três anos, algo que o Conselho Diretor do Flu diz que desconhecia.

Apesar de todo o burburinho interno, no entanto, por enquanto a parceria continua. Com a Unimed ainda dando as cartas no futebol.



MaisRecentes

Seleção magoada



Continue Lendo

O emocional, de novo



Continue Lendo

A cabeça de Neymar



Continue Lendo