Lei da mordaça?



O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) parece que quer impor a lei da mordaça e não deixar ninguém criticar o tribunal.

Valdívia, que parece ter virado alvo do STJD, assim como o Palmeiras, tem todo o direito de reclamar se acha as punições injustas.

Mas pelo jeito Paulo Schmidt, procurador-geral do tribunal, não pensa assim e quer analisar tudo o que o chileno tem falado de seu trabalho e da atuação do STJD.

Se achar que o jogador foi desrespeitoso, deve puni-lo mais uma vez.

Recentemente Valdivia pegou dois jogos de suspensão por ter forçado o cartão amarelo e reclamou que o rubro-negro Elias, que assumiu ter feito o mesmo, recebeu outro tratamento e não foi punido.

Semana passada, voltou a reclamar do tribunal.

Se até o STF (Supremo Tribunal Federal) podemos criticar, por que não o trabalho do STJD?

Aliás julgamento transmitido ao vivo para todo o país mostrando como funciona o STF, com presidente do tribunal acusando colega de “chicana”, manobra para atrasar julgamento, ministros nomeados pela presidência para julgar casos de partidos e políticos ligados a ela, a questão do saber jurídico, que se mostrou tão relativa e tudo o que pudemos acompanhar pela TV ajudou a mostrar como funciona a Justiça no Brasil.

Se o mesmo fosse feito em relação ao STJD, para o futebol e o público que acompanha o esporte seria interessante. Até para cada um analisar se há mesmo um peso, duas medidas.



MaisRecentes

Galo pega fogo



Continue Lendo

Cornetas no Palestra



Continue Lendo

Grêmio ainda reclama



Continue Lendo