Sonho do Verdão



O sonho de parte do conselho e da diretoria do Palmeiras para 2014, ano do centenário, ainda segue sendo Vanderlei Luxemburgo como técnico.

Se me perguntarem, sou contra, até pelos últimos trabalhos do “professor”, que têm deixado a desejar. Vide o que (não) fez no Grêmio, sendo demitido na pausa da Copa das Confederações, e as dificuldades que enfrenta no Fluminense, apoiado pela Unimed, mas não pela direção do clube. E o time piorou em relação ao que apresentava com Abel Braga, se bem que ainda há tempo para melhorar, claro. Mas está difícil, ainda mais sem Fred, contundido.

Acho que o Palmeiras tem de pensar em outras opções para o ano que vem. Nem Luxemburgo, que inflacionaria muito a folha salarial com toda sua comissão técnica, nem Gilson Kleina, apesar de estar fazendo ótimo trabalho na Série B. Mas deixou a desejar na reta final do Brasileiro-2012, na Sul-Americana do ano passado, no Paulista e na Libertadores de 2013, sem falar na frustrante eliminação para o Atlético-PR na Copa do Brasil.

Há sempre uma outra opção, uma terceira via. E é nela que o Palmeiras deve apostar, já que, pelo que tudo indica, ano que vem estará de volta ao lugar que sempre foi dele: na elite do futebol brasileiro. E, para felicidade do clube, pelo menos a meu ver, se parte do conselho e da diretoria sonha com Luxemburgo, é bom lembrar que seu nome ainda está longe de ser unanimidade no Palestra e sofre forte rejeição de alguns grupos ligados à própria direção.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo