Fla x Maraca



A diretoria do Flamengo e o Consórcio Maracanã, que ganhou o direito de gerir o estádio, seguem em conflito e trocando farpas e acusações.

A mais recente reclamação do Mengão, rebatida pelo Consórcio liderado pela Odebrecht, é de que o torcedor que foi acompanhar o jogo contra o Cruzeiro, na última quarta, sofreu com o que chama de desorganização da gestora da arena.

Protesta contra as longas filas para entar no estádio, falta de contagem dos giros das catracas, o que impossibilitaria o cálculo do número de pessoas que foram ao Maraca, com risco de evasão de renda, superlotação e descontrla da arrecadação.

O consórcio defende-se, dizendo que não foi responsável pela comercialização total dos ingressos, já que 20% deles foram negociados pelo próprio Fla, por meio de seu programa de sócio-torcedor. Ainda defende a concessão do estádio à iniciativa privada _no caso ao próprio consórcio_, lembrando que a Prefeitura de São Paulo fará o mesmo com o Pacaembu, o que, para mim, não quer dizer nada, já que um erro não justifica o outro.

E o consórcio afirma ainda que a administração do estádio vem melhorando a cada dia e que tem a aprovação da maioria dos torcedores, constatação que teria sido feita após entrevista com frequentadores da arena. Que entrevistas foram essas, quais as perguntas feitas, em que jogos, em qual quantidade, enfim, nada disso é explicado pelo grupo gestor.

Enquanto isso a celeuma com o Flamengo, que tem preferido jogar no Mané Garrincha, em Brasília, onde os ingressos têm sido mais caros, continua… E não tende a acabar logo, pois as divergências entre o clube e o consórcio são grandes e não é de hoje.



MaisRecentes

Galo pega fogo



Continue Lendo

Cornetas no Palestra



Continue Lendo

Grêmio ainda reclama



Continue Lendo