Corintiano em Brasília



Parece que causou surpresa a notícia de que um dos corintianos presos em Oruro teria participado da briga com vascaínos e PMs no jogo de domingo, no Distrito Federal.

Leandro Silva de Oliveira, conhecido como Soldado, depois de ficar cinco meses e meio detido na Bolívia como um dos suspeitos pela morte do menor Kevin Espada, aparece em fotos e imagens, segundo o “Estadão” e emissoras de TV, brigando durante Vasco x Corinthians.

Qual o espanto? Se ele acabou inocentado por falta de provas, está livre para frequentar estádios e participar de algazarras como tantos outros membros de organizadas, ligadas ao Corinthians ou a qualquer outra agremiação.

O triste é saber que ninguém foi punido pelas brigas de domingo. Quatro corintianos chegaram a ser detidos, mas logo liberados por falta de provas.

Além de Soldado, que é da Gaviões da Fiel, um dos principais integrantes da Pavilhão 9, outra uniformizada do Corinthians, também detido em Oruro teria ido ao jogo no Mané Garrincha, mas, pelo jeito, não aparece nos tumultos.

Agora como esse pessoal tem dinheiro para viajar tanto, não trabalhar (a turma ficou mais de cinco meses detida na Bolívia) e ainda frequentar jogos do Timão, durante a semana ou nos finais de semana, vá perguntar para as organizadas. Ou para os dirigentes de clubes, muitos dos quais continuam atrelados às uniformizadas, vide o que se passa no Sâo Paulo com Juvenal Juvêncio e a Independente.

PS. E anteontem ficamos sabendo, via “Estadão”, que um terceiro corintiano detido em Oruro não só esteve em Brasília, como participou dos tumultos no estádio, cujas cenas dominaram os programas de esporte na TV.



MaisRecentes

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo