Autuori tem razão



O técnico do São Paulo insiste que jogador de futebol no Brasil tem que falar mais e defender seus direitos quando necessário, contestando, se for o caso, decisões de dirigentes.

Paulo Autuori não se conforma em ver seu time fazendo quatro partidas em oito dias em setembro e colocou a boca no trombone. Tem razão. O São Paulo foi excursionar porque quis, mas teve autorização para a viagem por Europa e Japão. Que pensassem melhor na reposição de seus jogos _no caso a direção do clube e a da CBF. Pelo jeito ninguém o fez.

E já que falamos em jogadores exigindo seus direitos, vale salientar como nota positiva a conquista de atletas do Vasco e do Botafogo, que conseguiram abolir a concentração quando jogam no Rio. A concentração, como abordei certa feita, deve ser repensada no Brasil. Não só pelos dois times cariocas.

Bom domingo a todos, João



MaisRecentes

Galo pega fogo



Continue Lendo

Cornetas no Palestra



Continue Lendo

Grêmio ainda reclama



Continue Lendo